conecte-se conosco


Política

Lúdio critica ‘teimosia’ de Mauro e diz que medida é ‘insuficiente’

Publicado

O deputado estadual e médico sanitarista Lúdio Cabral (PT) criticou a antecipação dos feriados proposta pelo governador Mauro Mendes (DEM) nesta sexta-feira (19). O petista disse que o chefe do Executivo insiste na “teimosia” de não decretar quarentena em todo estado e afirmou que a medida é “insuficiente”.

Segundo a proposta do Estado, que será votada na Assembleia Legislativa de Mato Grosso na segunda-feira (22), a ideia é decretar feriado do dia 24 ao dia 26 de março (quarta a sexta da próxima semana), e também nos dias 1 e 2 de abril (quinta e sexta) da semana posterior para barrar a circulação do vírus.

Contudo, conforme o deputado, a medida seria insuficiente, uma vez que o intervalo dos dias 29, 30 e 31 diminuiria os efeitos conquistados pela suspensão das atividades nos demais dias. Para Lúdio, que defende a quarentena total no estado desde janeiro, a ação mais acertada seria estender o feriado sem interrupções.

“Teimosia em não decretar quarentena. É preciso conter o ciclo de transmissão do vírus”, disse. “O governo precisa trabalhar com o conhecimento do comportamento do vírus. A taxa de contágio do vírus tem um comportamento que é exponencial. O ciclo de transmissão do vírus dura entre 10 a 14 dias”, acrescentou.

Leia mais:  Chefe da Escola Legislativa visita o Instituto Legislativo Brasileiro do Senado Federal

À reportagem, o petista afirmou que a eficiência diminuída com os dias em que as atividades retornarão, entre os feriados, se assemelha ao toque de recolher, que restringe a circulação durante a noite e tem seus efeitos diluídos com o retorno das atividades no dia seguinte.

Apesar das críticas, o deputado apontou que não se colocará contra a medida na Casa de Leis, tendo em vista que “qualquer ação é melhor do que nada”.

“A questão é avaliar qual é o impacto dela. Essa medida é positiva, é melhor que nada. O toque de recolher é melhor do que nada. Essa medida é mais um passo em direção à querentena é melhor do que nada. Porém, ela ainda é insuficiente para o cenário que estamos vivendo”, disse o parlamentar.

Comentários Facebook
publicidade

Política

“A isenção do IPVA vai ajudar 547 mil pessoas, especialmente a população que mais precisa”, afirma governador

Publicado

O governador Mauro Mendes afirmou que a isenção do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), que será concedido a 547 mil mato-grossenses, irá beneficiar especialmente a população que mais precisa e tem sido mais afetada pela pandemia.

O projeto de lei que prevê a isenção foi enviado pelo governador nesta quarta-feira (14.04), e já recebeu aprovação dos deputados da Assembleia Legislativa. Assim que retornar ao Executivo, será sancionado.

“Agradeço muito aos nossos deputados pela sensibilidade e pela rápida aprovação do projeto. Essa atitude vai ajudar a aliviar o bolso e melhorar a vida de mais de meio milhão de mato-grossenses, especialmente a população que mais precisa”, agradeceu o governador.

Mauro Mendes explicou que entre os segmentos que não precisarão pagar o IPVA está a frota do setor de bares, restaurantes, eventos, vans escolares, hotéis e similares, casas noturnas, e também todos os proprietários de motocicletas de até 160 cilindradas e motoristas de aplicativo.

“Você que tem uma bizz, uma moto de pequeno porte, que usa esse veículo como transporte, bem como autônomos e motoboys, não precisarão pagar o IPVA em 2021. Dentro dessa isenção, estão também os táxis e motoristas de aplicativos, Uber, 99, todos estarão isentos de ter que pagar IPVA”, relatou.

Leia mais:  Pedido de Fávero é atendido e Seduc investirá 4 mi em escola da Capital

Saiba quem terá direito à isenção do IPVA:

 

Bares, restaurantes, setor de eventos

•motocicleta com potência de até 160 (cento e sessenta) cilindradas cúbicas;

•motocicleta com potência acima de 160 (cento e sessenta) até 300 (trezentas) cilindradas cúbicas;

•automóvel de passeio, cujo valor médio de mercado seja igual ou inferior a R$ 100.000,00 (cem mil reais);

•automóvel de carga ou misto;

•veículo terrestre de carga ou misto, jipe, picape e camioneta com cabine fechada ou dupla.

 

Motorista de aplicativos

•Automóvel de passeio, cujo valor médio de mercado seja igual ou inferior a R$ 100 mil

 

Setor de Transporte de Turismo e Escolar

•Empresas que utilizem veículos:

•a) para o transporte de fretamento turístico e contínuo;

•b) para o transporte escolar;

•Veículos devem estar autorizados pelos órgãos competentes e:

•A) Estarem na posse ou propriedade da empresa de transporte de fretamento turístico e contínuo, ainda que em nome de sócios;

•B) Estarem na posse ou propriedade de empresa de transporte escolar, ainda que em nome de sócios

Leia mais:  Veículos trazem mais agilidade e produtividade às atividades parlamentares, defendem vereadores

 

Pessoas físicas e microempresários individuais (autônomos) pequenas empresas do simples nacional

•motocicleta com potência de até 160 (cento e sessenta) cilindradas cúbicas

 

Hotéis e Similares

•motocicleta com potência de até 160 (cento e sessenta) cilindradas cúbicas;

•motocicleta com potência acima de 160 (cento e sessenta) até 300 (trezentas) cilindradas cúbicas;

•automóvel de passeio, cujo valor médio de mercado seja igual ou inferior a R$ 100.000,00 (cem mil reais);

•automóvel de carga ou misto;

•veículo terrestre de carga ou misto, jipe, picape e camioneta com cabine fechada ou dupla.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana