conecte-se conosco


Agricultura

LIVRO/CEPEA: Prof. Geraldo Barros participa do livro: “Agricultural Development in Brazil”

Publicado

Cepea, 04/7/2019 – O professor da Esalq/USP e coordenador científico do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), Geraldo Barros, participou do livro “Agricultural Development in Brazil, The Rise of a Global Agro-food Power”, que faz parte da série “Routledge Studies In Agricultural Economics, Inglaterra”. 

 

Trata-se de uma coletânea de textos de uma equipe montada pela Unicamp e pela Embrapa. São 14 capítulos produzidos por 25 especialistas. O primeiro capítulo do livro, escrito por Barros, cumpre a função de abertura e contextualização do desenvolvimento do Brasil, com foco na sua agricultura, dirigido ao público internacional. 

 

Para mais detalhes, clique aqui

 

Confira abaixo o Índice do livro:

 

Introdução, escrita por Antônio Márcio Buainain

 

1. Agriculture, industry, and the economy: from extensive farming to a global agro-food power, Geraldo Sant’Anna de Camargo Barros
2. Rural Brazil: the demise of its agrarian past, 1968-2018, Zander Navarro and Maria Thereza Macedo Pedroso
3. Agricultural development in Brazil: the role of public policies, Carlos Augusto Mattos Santana and José Garcia Gasques
4. The restructuring of Brazilian agri-chains: the role of value chains, Maria Sylvia Macchione Saes, Hildo Meirelles de Souza Filho and Rodrigo Lanna Franco da Silveira
5. Global competitiveness of the Brazilian agri-food sector: strategies and policies, Marcos Sawaya Jank, Adriano Nogueira Zerbini and Isabel Cleaver
6. Innovation and development of Brazilian agriculture: research, technology, and institutions, José Eustáquio Ribeiro Vieira Filho
7. Bioenergy and biofuels in Brazil, Marcelo Pereira da Cunha, Carolina Habib Ribeiro and Marjorie Mendes Guarenghi
8. Agriculture and the environment: a conflictive and ambiguous antinomy in recent Brazilian development, Antônio Márcio Buainain and Junior Ruiz Garcia
9. Rural Brazil: a social and economic space without farmers?, Alexandre Gori Maia
10. Employment and forms of occupation in rural Brazil: from minifundio-latifundio to regulated rural labour market, Junior Ruiz Garcia and Alexandre Gori Maia
11. The fate of family farming under the new pattern of agrarian development in Brazil, Carlos Guanziroli, Antônio Márcio Buainain, Gabriela Benatti and Vahíd Shaikhzadeh Vahdat
12: Structural heterogeneity in rural Brazil: three regional cases, Alfredo Kingo Oyama Homma, João Ricardo Ferreira de Lima and Pedro Abel Vieira
13. Challenges of current land governance in Brazil: beyond the historical, political and social demands for land reform, Bastiaan Philip Reydon
14. Intellectual trajectories about the Brazilian agrarian transition, Zander Navarro

Leia mais:  AÇÚCAR/RETRO 2019: Preço do cristal na safra 2019/20 sobe 3,3% em SP

 

 

Outras informações sobre: www.cepea.esalq.usp.br/ e por meio da Comunicação do Cepea (19) 3429-8836 ou 8837 e [email protected] 

Comentários Facebook
publicidade

Agricultura

Portaria libera uso de agrotóxicos para combater nuvem de gafanhotos

Publicado

O Ministério da Agricultura autorizou, em caráter emergencial, o uso de determinados agrotóxicos para o controle da praga de gafanhotos que ameaça as colheitas no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Pela portaria publicada nesta terça-feira (30), o uso de inseticidas biológicos, à base de fungos e bactérias, e outros produtos podem ser usados no caso de surto comprovado da praga de gafanhotos. Entre os princípios ativos autorizados em caráter temporário, estão o acefato ou organofosforato, a cipermetrina, deltametrina, melationa, entre outros.

Os responsáveis pelo registro dos produtos ficam desobrigados de modificar a bula para o uso desses inseticidas. A portaria do Ministério da Agricultura ainda determina que o plano para o controle da praga deve ser estabelecido pelo Órgão de Defesa Agropecuária de cada estado a partir de procedimentos gerais determinados pela Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério.

 

Os órgãos estaduais devem apresentar ainda a instância federal do setor relatórios trimestrais com todas as ações realizadas durante o período emergencial, incluindo a quantidade de agrotóxico usado nas plantações.

Leia mais:  Política nacional vai incentivar criação de ovinos e caprinos

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana