conecte-se conosco


Esportes

Liverpool anuncia jogo beneficente na Irlanda em prol de torcedor agredido

Publicado


Torcedores do Liverpool lembraram do torcedor Sean Cox que foi vítima de agressão de hooligans da Roma
Reprodução/ Ansa

Torcedores do Liverpool lembraram do torcedor Sean Cox que foi vítima de agressão de hooligans da Roma

Nesta segunda-feira (11) o Liverpool anunciou uma partida beneficente em prol de arrecadar fundos para o tratamento de Sean Cox,  torcedor do time que ficou gravemente ferido durante uma briga entre ultras do time inglês e da Roma.

A equipe publicou um vídeo em sua conta de Twitter oficial para anunciar a partida. O time de lendas do Liverpool enfrentará a seleção de lendas da República da Irlanda, país de origem do torcedor Sean Cox.

O jogo está marcado para acontecer no estádio Aviva, em Dublin, na Irlanda, no dia 12 de abril. Os ingressos para a partida começam a ser vendidos na próxima quinta-feira (14) e toda a renda será revertida para o Fundo de Reabilitação Sean Cox .

Leia mais:  Milton Leite critica Neymar em caso Najila: “Era fácil de evitar”

Os preços das entradas são de 20 euros para adultos, 10 euros para menores de 16 anos e tem um pacote família, com ingressos para dois adultos e duas crianças, por 70 euros. Sócios do Liverpool e grupos oficiais de apoio a equipe inglesa terão acesso as entradas antes do público geral.

Os atletas confirmados até agora no time de lendas do Liverpool são Sander Westerveld, Jerzy Dudek, Patrik Berger, Vladimir Smicer, Salif Diao, Robbie Fowler, Ian Rush, Glen Johnson e Djibril Cisse.

Ídolo da seleção irlandesa, Robbie Keane estará no evento e jogará pelo Liverpool e pela seleção de seu país, assim como McAteer, John Aldridge e Phil Babb. A Irlanda ainda terá o técnico Mick McCarthy e os atletas Kevin Kilbane, Ian Harte, Lee Carsley e Liam Lawrence no time de lendas.

Leia também:  Roma doa R$ 639 mil para torcedor do Liverpool agredido por ultras do clube

A esposa de Sean, Martina Cox, esteve no evento de divulgação da partida e comentou que o marido teve uma melhora nos últimos meses. Sean tem falado pouco e se movimenta com dificuldades.

Leia mais:  Confira 10 vezes em que jornalistas esportivos se envolveram em polêmica

Atingido na cabeça por um cinto, o torcedor de 53 anos ficou em coma por semanas e perdeu toda a movimentação do lado direito do corpo. Ele não consegue andar e ainda não há uma previsão de quando isso possa acontecer.

Leia também:  Morre Gordon Banks, goleiro que fez “defesa do século” em cabeçada de Pelé

O torcedor irlandês dos Reds foi atingido nos arredores do Estádio Anfield Road antes da partida entre Liverpool e Roma, válida pela semifinal da Liga dos Campeões em abril de 2018. Dois ultras da equipe italiana foram presos e julgados pela agressão a Sean.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Mais uma polêmica! Jon Jones é acusado de assédio por garçonete

Publicado

por

Lance

Jon Jones arrow-options
UFC/Divulgação

Jon Jones

Vindo de vitória sobre Thiago Marreta no UFC 239, realizado no dia 6 de julho, Jon Jones, mais uma vez, vê seu nome envolvido em nova polêmica. No último domingo (21), a emissora KRQE News 13 informou que o campeão meio-pesado do UFC está sendo acusado de assédio, resultante de um incidente que ocorreu em uma casa noturna situada em Albuquerque, no Novo México (EUA), em abril.

O americano teria dado um tapa de maneira inapropriada em uma garçonete que estava em serviço no estabelecimento TD’s Eubank Showclub, e também a puxou para o seu colo e beijou seu pescoço. Os detalhes surgiram de uma ligação que a garçonete fez para a polícia de Albuquerque em sua casa. A suposta vítima também afirma que Jon Jones aplicou um estrangulamento e a colocou no chão, apesar dela ter dito a ele para parar de tocá-la.

Leia mais: Adesanya provoca Jon Jones: “Agradece a Deus enquanto cheira nos bastidores”

Porta-voz do lutador, James Hallinan, em comunicado a KRQE News, negou as alegações feitas em nome do seu cliente e disse que o atleta não estava ciente das acusações até a notícia vir a público no último domingo: – Hoje a mídia falou com Sr. Jones sobre uma falsa acusação feita contra ele e os papéis foram enviados para o endereço errado. Porém, após receber os documentos pela imprensa, Sr. Jones foi imediatamente na Corte para pagar a pequena taxa de fiança e ele e outras múltiplas testemunhas estão prontos para quaisquer esclarecimentos sobre as mentiras que estão sendo ditas sobre ele – diz o comunicado. 

Leia mais:  Kane faz golaço do meio de campo nos acréscimos e Tottenham vence Juve; assista

Ainda de acordo com a emissora, um relatório mostra que o campeão meio-pesado do  UFC não compareceu à corte para uma sessão de acordo pela acusação feita em seu nome. Desta forma, um mandato de prisão contra o atleta foi emitido. Outros relatórios indicam que a corte tentou enviar uma carta para “Bones” sobre o mandato, mas não tiveram êxito.

Leia mais: Jon Jones repete finalização contra Lyoto Machida e apaga fã em evento; assista

Além disso, um representante da Jackson Wink, equipe onde o atleta treina, afirmou que Jon Jones foi à Corte no último domingo após tomar conhecimento, pela imprensa, do fato. Ao chegar ao local, o americano pagou 300 dólares em dinheiro como fiança.

Jones nega acusações 

Na manhã desta segunda-feira (22), Jon Jones se pronunciou através das redes sociais para comentar sobre mais uma polêmica em seu nome. Ao ser perguntado por um seguidor se estava em “apuros” novamente, o lutador tratou de negar qualquer problema, tranquilizando seus fãs. 

Leia mais:  Felipão rechaça fama de ultrapassado e volta a fazer história no Palmeiras

– Eu, definitivamente, não estou em apuros, meu amigo. Não seja tão rápido em acreditar em tudo que você lê na Internet – disse Jon Jones , afirmando ainda que pretende retornar ao octógono do Ultimate em dezembro.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana