conecte-se conosco


Polícia

Líder do Comando Vermelho é preso por matar empresária em VG

Publicado

Policiais da Ronda Ostensiva Tática Móvel (Rotam) prenderam no final da noite de quinta-feira (18) o segundo suspeito de participar do latrocínio que vitimou a empresária Rosemeire Soares Perin, 56. O corpo dela foi encontrado durante a tarde, enrolado em panos e sacos, jogado às margens da estrada da Passagem da Conceição, em Várzea Grande.

 

O latrocina foi identificado como Pedro Paulo de Arruda, 29. Ele é conhecido por ser traficante da região do São Mateus e também ‘voz’ do Comando Vermelho. Voz é como os faccionados chamam quem exerce a função de líder da organização. Ele foi preso em casa, por volta das 23h41, na frente da esposa e do filho.

Conforme o relato da Rotam, quando o suspeito flagrou as viaturas, ele fechou a casa de forma violenta e não acatou as ordens para deixar o local. Foi necessário abrir a porta dos fundos usando força física.

Lá dentro, ele resistiu a abordagem e entrou em luta corporal com os policiais. Ele foi contido e algemado, mas ainda assim continuou se debatendo no solo e chutando os policiais.

Leia mais:  Delegacias recebem espingardas modernas compradas com dinheiro de emenda parlamentar

Questionado sobre o envolvimento no latrocínio, ele confirmou a participação, mas não quis dar mais detalhes. Dentro da casa, policiais encontraram um tablete de maconha e no carro dele, um Onix vermelho, estavam dois pacotes de cal, cada um de 8 kg.

Segundo o assaltante, o cal seria usado para jogar no corpo de Rosemeire como forma de acelerar o processo de decomposição e ‘inibir’ o odor.

Durante a entrevista, contou aos policiais que é voz do Comando Vermelho e que fica responsável pela distribuição de drogas da região. Diante dos fatos, foi levado para a Central de Flagrantes, em seguida, levado para a Delegacia de Homicídios.

Além de Pedro, já estava preso desde o final da tarde de quinta, Jefferson Rodrigues da Silva, 33. Ele foi flagrado em posse do documento da vítima e também com o carro dela, um HB20. Jefferson já conhecia Rosemeire, segundo a polícia. Ele alugava uma máquina de sorvete que ela tinha.

Por: gazetadigital

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

PM fecha festas clandestinas, apreende drogas e conduz 18 pessoas para delegacias

Publicado

Na madrugada deste domingo (28.02) policiais militares conduziram 18 pessoas para delegacias e acabaram com três festas clandestinas com aglomeração de pessoas no Estado. A ação é resultado da Operação Dispersão III, desencadeada pela Polícia Militar nos 141 municípios.

Está é a terceira etapa das atividades de prevenção e fiscalização do cumprimento das medidas de restrição adotadas como forma reduzir os riscos de propagação do novo coronavírus (Covid-19).

Em Cáceres (225 km de Cuiabá), a Polícia Militar empregou um grande aparato policial (Força Tática, Ambiental e viaturas do policiamento e rotina) no apoio aos fiscais de Prefeitura e conselheiros tutelares para por fim a uma festa clandestina que ocorria no bairro Garcez, em uma chácara.

No local havia mais de 100 pessoas, dezenas delas menores de idade, e até uma mulher com dois filhos de colo, de três e dois anos. Organizada para cobrança de ingresso, lá foram detidas 14 pessoas, apreendidas caixa de pulseiras de identificação, equipamentos de som, além de R$ 600 e porções de maconha e pasta base de cocaína.

Leia mais:  Polícia Civil recupera gado furtado e desarticula frigorifico clandestino em Barra do Garças

Já em Pedra Preta (238 km de Cuiabá), a partir da denúncia de populares, policiais interromperam uma festa com mais 100 pessoas que acontecia em uma residência. Conforme narrativa da equipe da PM, havia dezenas de pessoas no local consumindo bebidas alcóolicas e fazendo uso de narguilé. Quatro adultos, três homens e uma mulher, que seriam os organizados do evento, foram conduzidos à delegacia.

Na MT-040, em Santo Antônio de Leverger (34 km de Cuiabá), policiais militares acabaram com uma festa clandestina com aglomeração de cerca de 300 pessoas. Quando os policiais do 9º Batalhão e da 3ª se aproximaram do local os participantes correram para diferentes direções se escondendo em áreas de mata. A festa chegou ao final, mas ninguém foi preso.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana