conecte-se conosco


Esportes

Líder de barra brava do Boca Juniors é deportado ao chegar na Espanha

Publicado


Maxi Mazzaro é um dos líderes da torcida do Boca Juniors
reprodução / Twitter

Maxi Mazzaro é um dos líderes da torcida do Boca Juniors

Os torcedores de Boca Juniors e River Plate aos poucos vão chegando na Espanha, onde acontencerá a grande final da Libertadores 2018, mas pelo menos dois deles voltarão mais cedo para a Argentina.

Leia também: Torcedor do River Plate é preso por ataque ao ônibus do Boca Juniors

A Polícia Nacional espanhola divulgou nesta quinta-feira (06), que Maxi Mazzaro e outro torcedor do Boca foram detidos e serão deportados para a Argentina por falta de documentação necessária para entrar no país.

Conforme informou o Olé, Maxi é considerado o número 2 da barra brava, “La 12”, cujo número 1, Rafa di Zeo, foi proibido de deixar a Argentina rumo ao país onde acontecerá a final.


Maxi Mazzaro com a camisa do Boca Juniors
Reprodução / La Nacion

Maxi Mazzaro com a camisa do Boca Juniors

No comunicado, a Polícia Nacional da Espanha classifica Mazzaro, um dos líderes dos Xeneizes, como um dos mais significativos e perigosos barra bravas, com antecedentes criminais numerosos.

Leia mais:  Oblak está com dúvidas se fica no Atlético e pode ir para o Manchester United

Leia também: Técnico do River Plate desabafa sobre final em Madri: “Roubaram o torcedor”

Em entrevista ao jornal “Marca”, o diretor de Segurança em Espetáculos Futebolísticos do país, Guillermo Madero, afirmou que todos torcedores que tiverem antecedentes de homicído serão expulsos da Espanha.

“A polícia espanhola considerou que o barra brava Maximiliano Mazzaro é perigoso para a segurança e foi expulso; todo barra que viajar com antecedentes de homicídio será deportado pela Espanha”, disse o diretor.

Leia também: Premonição? Torcedor do River sonhou com final da Libertadores no Bernabéu

River Plate e Boca Juniors se enfrentam no próximo domingo (09), às 17h30, no estádio Santiago Bernabéu, em Madri, na Espanha.


Clique e baixe o 365Scores para ter resultados, dados, notícias, tempo real, vídeos e muito mais

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Corinthians e Fluminense ficam no 0 a 0 na ida das quartas da Sul-Americana

Publicado

por

Lance

Corinthians e Fluminense ficam no empate em 0 a 0 na ida das quartas da Sul-Americana arrow-options
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Corinthians e Fluminense ficam no empate em 0 a 0 na ida das quartas da Sul-Americana

Ficou tudo igual entre Corinthians e Fluminense no jogo de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana, na noite desta quinta-feira, na Arena, em Itaquera. Num jogo muito equilibrado, com poucas chances de gol, as equipes ficaram no 0 a 0. Agora, quem vencer o segundo jogo avança para a semifinal. Em caso de empate com gols, o Timão passa para encarar o Independiente del Valle, do Equador.

As equipes voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira, às 21h30, no Maracanã. Antes disso, o Corinthians entra em campo pelo Brasileiro, no domingo, fora de casa, às 19h, contra o Avaí. O Fluminense não joga no fim de semana porque o jogo contra o Palmeiras foi adiado para o dia 10 de setembro.

Começo quente

O início da partida foi tenso e muito brigado em Itaquera. Com menos de cinco minutos, Nenê e Clayson se desentenderam no meio de campo e chegaram a trocar empurrões. Quatro minutos depois, ocorreu um princípio de cenas lamentáveis na área do Fluminense. Nino se machucou sozinho e ficou caído no gramado. O volante Allan colocou a bola pela lateral, mas, quando o Timão repôs a bola em jogo, tentou uma jogada de ataque, enquanto os jogadores do Flu esperavam que devolvessem a bola. Frazan partiu para cima de Pedrinho e um bolo se jogadores se formou, trocando empurrões. O árbitro esperou os ânimos se acalmarem e resolveu tudo na conversa. Foi o lance mais quente do primeiro tempo.

Leia mais:  Bolsonaro compara virada histórica do Fluminense à governar o país

Ainda no começo do jogo, Nenê recebeu cartão amarelo por falta dura em Mateus Vital, enquanto o meia corintiano também foi advertido pelo árbitro por deixar a mão no rosto de Ganso.

Timão volta melhor

Após um primeiro tempo fraco tecnicamente, sem nenhuma das duas equipes conseguir criar boas jogadas ou dar trabalho para os goleiros Cássio e Muriel, o Corinthians voltou melhor para a segunda etapa. Retornando com o mesmo time, o Timão teve outra postura e conseguiu pressionar o Flu nos minutos iniciais. Manoel, pelo alto, e Pedrinho, com um chute da entrada da área, tiveram chances para abrir o placar para o Timão.

Depois de bons 20 minutos do Corinthians na segunda etapa, o Fluminense conseguiu sair mais para o jogo. E logo aos 25, Daniel obrigou Cássio a fazer uma boa defesa em chute de fora da área

Muriel salva

Com a entrada de Boselli e Gustagol no time do Corinthians, os donos da casa passaram a apostar mais ainda na jogada aérea. E quase deu certo. Aos 35, Clayson cruzou, Gil escorou e o argentino cabeceou no meio gol, para defesa de Muriel. Depois, já aos 46, Fagner deu um belo cruzamento e Gustagol subiu alto e mandou para o gol. O goleiro tricolor desviou com a ponta dos dedos a bola, que ainda bateu no travessão antes de sair, para garantir o 0 a 0 no placar.

Leia mais:  Oblak está com dúvidas se fica no Atlético e pode ir para o Manchester United

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana