conecte-se conosco


Política

Líder acredita que LOA seja votada nesta terça após relatório sobre aumento de repasse a poderes

Publicado

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, Dilmar Dal Bosco (DEM), afirmou que a segunda votação da Lei Orçamentária Anual de 2021 deve acontecer nesta terça-feira (5) na casa. Segundo ele, o que ainda falta é um relatório da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) sobre pedidos de ‘incrementos’ no orçamento de órgãos como Tribunal de Justiça, Ministério Público, Tribunal de Contas e Defensoria.“Nós sabemos que vai ter excesso de arrecadação, nós estamos com FEX para ser definido e recebido pelo governo do Estado, então essa é a grande discussão para que a gente possa votar. A CCJR, estamos em reunião ordinária, suspendi a reunião ordinária para que a gente defina essas mudanças que teve no orçamento, algumas novas emendas apresentadas, e alguns colegas que teve algum erro de redação nós corrigimos para que apresentasse novamente, exemplo do próprio Delegado Claudinei, e apresentando nós vamos acatar na CCJR e já estamos trabalhando também na Comissão de Fiscalização, eu sou membro suplente, mas tenho conversado com o presidente Romoaldo Junior para que a gente possa dar o parecer final para votação em segunda.

Leia mais:  Congresso se reúne na terça para apreciar 25 projetos de liberação de crédito

“Nós sabemos que vai ter excesso de arrecadação, nós estamos com FEX para ser definido e recebido pelo governo do Estado, então essa é a grande discussão para que a gente possa votar. A CCJR, estamos em reunião ordinária, suspendi a reunião ordinária para que a gente defina essas mudanças que teve no orçamento, algumas novas emendas apresentadas, e alguns colegas que teve algum erro de redação nós corrigimos para que apresentasse novamente, exemplo do próprio Delegado Claudinei. Apresentando, nós vamos acatar na CCJR e já estamos trabalhando também na Comissão de Fiscalização, eu sou membro suplente, mas tenho conversado com o presidente Romoaldo Junior para que a gente possa dar o parecer final para votação em segunda”, explicou.

Outra possibilidade, no entanto, é de que algum deputado estadual peça “vistas” do projeto ou de alguma emenda. O deputado João Batista (PROS), por exemplo, já afirmou que poderá pedir destaque para discutir sua emenda sobre o RGA do executivo, que foi vetada na primeira votação.

Leia mais:  Plenário da Câmara aprova projeto sobre armas; texto segue para Senado

“Eu acredito que sim [vota hoje]. Nós estamos conversando com todos os colegas deputados, alguns tem falado que cabe vista. Cabe vista, normal caber vista, mas já pedi ao presidente da Assembleia, caso tenha vista, que ele já convoque uma nova sessão para 24h para que a gente possa deliberar”, completou Dilmar.

Sobre o complemento no orçamento dos órgãos, o líder explicou que a comissão tem trabalhado com um percentual mínimo, para que ele passe em plenário. “Na verdade, a Constituição do Estado de Mato Grosso permite que tenha o excesso de arrecadação e também seja suplementado em seus orçamentos, o que estamos discutindo é para que não tenha isso na LOA, que tenha um valor definido, um valor que tenha debatido com todos os poderes e que a gente possa atender. Eu acho que dá para atender sim, não nos percentuais que querem, mas num percentual que é razoável ao Estado”.

Por: Isabela Mercuri/ olhardireto

Comentários Facebook
publicidade

Política

Deputado assina TAC e promete não realizar mais festas

Publicado

O deputado estadual Faissal Calil (PV) assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público Estadual (MPE) no qual se compromete a não realizar festas em sua residência, localizada no bairro Shangri-lá em Cuiabá, que excedam o volume de som permitido na “Lei do Silêncio”. O desrespeito à norma renderá multa no valor de R$ 3 mil.

“Se abster, a partir desta data, de produzir nos eventos realizados em sua residência ou sob sua responsabilidade, ruídos em níveis tais que possam resultar em danos à saúde humana”, diz o promotor 17ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Urbanística e do Patrimônio Cultural de Cuiabá, Gerson Natalício Barbosa.

 

De acordo com o TAC, chegou ao conhecimento da promotoria de Justiça que o deputado realizou uma festa para comemorar a vitória do vereador Marcus Brito Jr. (PV), que é seu aliado político. O termo de compromisso foi assinado no dia 15 de dezembro.

Ainda consta no documento que as celebrações são realizadas com frequência no local. “De acordo com a notícia, as festas organizadas pelo senhor Faissal Jorge Calil Filho são recorrentes e causam grande perturbação à vizinhança”.

Leia mais:  Em Brasília, Xuxu Dal Molin condena possível fim da Lei Kandir

 

Veja vídeo da festa 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana