conecte-se conosco


Tecnologia

Lembra do ovo do Instagram? Foto faz parte de campanha sobre saúde mental; veja

Publicado



Reprodução Instagram

“Eu sou o Ovo do Recorde Mundial. Você deve ter ouvido falar de mim”, diz a imagem do ovo do Instagram, que se tornou a foto mais curtida da rede social


Você já deve ter ouvido falar do ” ovo do Instagram “: no começo do ano, uma foto do alimento foi postada com o objetivo de se tornar a imagem mais curtida da rede social.  “Vamos quebrar juntos o recorde mundial e ter a postagem mais curtida no Instagram, batendo o atual recorde de Kylie Jenner (18 milhões)! A gente consegue”, dizia a publicação de 4 de janeiro de 2019. 

E conseguiu. Cerca de dez dias depois da postagem, feita pelo perfil  Egg Gang (com nome de usuário @world_record_egg), o ovo do Instagram já tinha mais curtidas do que a foto recorde de Kylie Jenner, que reunía 18,3 milhões de likes. Atualmente, a imagem do ovo já tem 52,3 milhões de curtidas.

Depois de muitos likes e de se tornar a foto mais curtida do Instagram , o perfil do ovo começou a inovar e postar outras fotos parecidas, mas cada vez com mais rachaduras. Confira:




























































































Depois do mistério, que instigou seus milhões de seguidores na rede social, o ovo finalmente mostrou a que veio na última segunda-feira (4).  Com um vídeo, o perfil revelou que as postagens se tratavam, na verdade, de uma campanha de saúde mental

Leia também: Seu Instagram ficou em inglês? Aprenda a trocar o idioma do aplicativo

“Recentemente eu comecei a ‘rachar’. A pressão das redes sociais está me afetando. Se você também está passando por problemas, fale com alguém”, dizem as imagens. O vídeo também faz referência à página da instituição Mental Health America, para pessoas com problemas nos Estados Unidos. Assista:


























Criador do “ovo do Instagram” explica a escolha do alimento




No domingo (3), o criador do ovo, o publicitário Chris Godfrey, revelou ao jornal The New York Times que o alimento foi escolhido para a campanha já que “não tem gênero, raça ou religião. Um ovo é um ovo, é universal”. 

Leia também: ovem pesa PlayStation como se fosse fruta e é preso após pagar R$ 37 no console

Segundo Godfrey, Eugene, como o ovo do Instagram foi batizado pelos internautas, foi simples de viralizar na rede social já que é “algo tão universal e simples que poderia ser grande o suficiente para bater o recorde”.  O publicitário afirmou que a ideia é continuar apoiando outras causas.  “As pessoas se apaixonaram por esse ovo, e Eugene quer continuar a espalhar mensagens positivas”, explicou Alissa Khan-Whelan, parceira de trabalho de Godfrey.







Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Leia mais:  Falha no FaceTime permite espionagem ao expor câmera e microfone; Apple reage
publicidade

Tecnologia

Twitter bloqueia robô que denuncia gastos suspeitos de deputados brasileiros

Publicado

por


O perfil de Rosie no Twitter tem mais de 39 mil seguidores e denuncia reembolsos irregulares ligados à cota parlamentar
Reprodução/Twitter

O perfil de Rosie no Twitter tem mais de 39 mil seguidores e denuncia reembolsos irregulares ligados à cota parlamentar

O perfil da robô Rosie, que identifica e denuncia despesas irregulares de deputados federais do Brasil, está bloqueado há três dias no Twitter. A suspensão pode ser consequência do esforço da rede social para conter a proliferação de contas automatizadas, muitas vezes utilizadas para disseminação de ódio e notícias falsas. Os desenvolvedores do projeto, porém, alegam que a rede social ainda não justificou o bloqueio da conta.

Leia também: Twitter vai ganhar News Camera, sua própria versão dos Stories

A Rosie é, na verdade, parte de um programa de transparência de dados criado há cerca de três anos e chamado Serenata de Amor. Automatizado, o perfil de Rosie no Twitter tem mais de 39 mil seguidores e divulgava, pelo menos até então, reembolsos irregulares ligados à Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar, um valor fixo que deputados recebem para despesas como alimentação e hospedagem.

A conta não foi proibida de publicar tuítes na rede social, mas sim de fazê-lo de forma automatizada, isto é, sem a necessidade de interferência humana. O problema é que o volume de dados analisado pela Rosie é muito grande e divulgá-los manualmente levaria mais tempo e custaria mais dinheiro aos desenvolvedores do projeto.

Leia mais:  Nubank libera função de débito e saques para clientes

Ao tuitar, Rosie está programada para mencionar o perfil do deputado ou deputada cujos gastos foram considerados irregulares. Como um dos critérios do Twitter para suspender uma conta é analisar se ela frequentemente menciona pessoas com as quais não interage, é provável que isso tenha colaborado para a suspensão de Rosie. Assim como ela, o processo de análise de perfis pelo Twitter também é automatizado.

Em entrevista à Folha de S. Paulo , Eduardo Cuducos, cofundador do Serenata de Amor , questionou o bloqueio de Rosie, alegando que o robô é diferente daqueles normalmente banidos na rede social. “Nosso bot [abreviação de robot , ou robô em inglês] é explícito, nós avisamos que se trata de um robô. Não é um robô que tenta se passar por uma pessoa”, explicou.

Leia também: WhatsApp vai permitir que usuário escolha se quer ser adicionado em grupos

Nesta segunda-feira (18), o perfil de Rosie deu início a uma campanha chamada #DesbloqueiaRosie para chamar a atenção do Twitter e pedir que a rede social cancele a suspensão da conta. Em outro tuíte, o perfil se justifica dizendo que não é como os robôs “que tuítam sem fontes” e que tudo o que publica é baseado em dados disponibilizados pela própria Câmara dos Deputados via Lei de Acesso à Informação (LAI).

Leia mais:  Clientes do Banco do Brasil podem pagar o IPVA por WhatsApp




Até Marina Silva (Rede), ex-ministra do Meio Ambiente e ex-candidata à Presidência no ano passado, se juntou ao movimento #DesbloqueiaRosie. Em sua conta no Twitter , Marina defendeu Rosie dizendo que o robô ajuda a combater abusos com o dinheiro público e que “a sociedade quer mais transparência, e não menos”.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana