conecte-se conosco


Esportes

Legalização de apostas esportivas deve movimentar quase R$ 6 bilhões no Brasil

Publicado

Apostas esportivas serão regulamentadas no Brasil e vão movimentar muito dinheiro
Reprodução/ANS

Apostas esportivas serão regulamentadas no Brasil e vão movimentar muito dinheiro

Atualmente, o mercado de apostas esportivas no Brasil está estimado entre 200 milhões e 300 milhões de dólares (entre R$ 762 milhões e R$ 1,1 bilhão na cotação atual). Esse número, porém, promete contar com um aumento extremamente considerável nos próximos anos.

Leia também: O patrocínio de sites de apostas deve crescer no futebol brasileiro em 2019

Isso acontecerá em breve por conta da legalização das apostas esportivas em território brasileiro, que poderá arrecadar uma quantia superior a 1,5 bilhão de dólares, ou aproximadamente R$ 5,7 bilhões.

A lei 13.756/18 foi sancionada pelo ex-presidente Michel Temer no dia 13 de dezembro de 2018, poucos dias antes do término do seu mandato. De acordo com especialistas do setor, um dos pontos que mais chamam atenção sobre ela diz respeito à modalidade lotérica, intitulada de apostas de quota fixa.

Além disso, vale ainda ressaltar que as casas de apostas poderão patrocinar times e clubes de futebol que, por outro lado, também irão receber uma porcentagem por conta do uso da marca.

Como eram antigamente as apostas esportivas

Apostas esportivas vão movimentar muito dinheiro no Brasil
Reprodução

Apostas esportivas vão movimentar muito dinheiro no Brasil

Ainda que não fosse muito famoso, o mercado de apostas esportivas no Brasil já movimentava uma quantidade considerável de jogadores. Isso acontecia por conta de uma brecha na Lei das Contravenções Penais, que criminalizava a prática de apostas no País.

Leia mais:  Junior Barranquilla não quer bandeiras e pirotecnia na final da Sul-Americana

Na época que essa lei foi criada, no longínquo ano de 1941, a internet não existia e, portanto, os artigos de proibição dizem respeito apenas a casas hospedadas no Brasil, e não fora dele.

Dessa forma, centenas de sites estrangeiros viram uma oportunidade nessa situação, hospedando o portal em países onde a prática é permitida e, em seguida, criando páginas específicas em português.

Leia também: Atacante do Manchester City ‘derruba’ aposta de R$ 112 mil e depois se desculpa

Portanto, brasileiros que acessavam os sites de apostas e praticavam as ações não cometiam crime, já que, de forma geral, não estavam realizando jogos no País, e, sim, em locais onde as apostas eram permitidas por lei.

Como a nova lei de apostas esportivas funciona

Ex-presidente Michel Temer sancionou a lei de apostas esportivas
Marcos Corrêa / PR

Ex-presidente Michel Temer sancionou a lei de apostas esportivas

Após a aprovação do ex-presidente Michel Temer, de deputados e também de senadores, agora o Ministério da Fazenda terá dois anos para especificar todos os regulamentos dessa lei. Lembrando que esse prazo pode ser adiado.

Leia mais:  Liverpool empata com Everton e perde liderança no Inglês para o Manchester City

Na prática, a ideia do governo é capitalizar algo que já existe no Brasil.

Como entrar para esse mercado de apostas esportivas

Mercado de apostas esportivas
Reprodução

Mercado de apostas esportivas

A partir da regulamentação, a tendência é que o número de pessoas que passem a realizar apostas online aumente consideravelmente ao longo dos anos. Contudo, antes de mergulhar nesse universo, é essencial prestar atenção em alguns passos, tais como:

  • Pesquisa e modalidades de apostas

Sem dúvida, o primeiro passo para novos jogadores. Consiste numa intensa busca pelos principais tipos de apostas e quais as melhores maneiras de realizá-las. Nesse contexto, também é importante levar em consideração pontos como: limites disponíveis de apostas, capacidade de análise dos resultados, bem como cálculos precisos para evitar que uma grande quantidade de dinheiro seja perdida de uma só vez.

Leia também: Apostadores profissionais fazem tour pelo Brasil para trocar experiências

  • Portais confiáveis

Por fim, também é essencial contar com o apoio de um site totalmente seguro e especializado no assunto. O portal Betmais.com, por exemplo, oferece uma série de modalidades de apostas esportivas , além de atendimento online e uma série de informações indispensáveis para qualquer jogador.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Assim como o Palmeiras, outros clubes já bateram de frente com a Globo; relembre

Publicado

por

A Globo é a maior emissora do país e goza de grande influência nos bastidores do futebol brasileiro. Com isso os clubes acabam se sujeitando aos desejos dos cariocas, mas houveram algumas exceções.

O caso mais recente é o do Palmeiras , que exige uma valorização da Globo , e até o momento não assinou contrato para a transmissão de suas partidas no Campeonato Brasileiro. Confira abaixo alguns outros casos bastante simbólicos de clubes que bateram de frente com a emissora.

Leia também: Perto de acordo com Globo, Palmeiras volta a passar no SporTV nesta quarta-feira

Vasco 


Vasco estampou o logo do SBT na camisa
Reprodução

Vasco estampou o logo do SBT na camisa para provocar a Globo

Revoltado com a cobertura da Globo sobre a queda do alambrado no estádio São Januário, o ex-presidente do Vasco , Eurico Miranda , decidiu se vingar da emissora e estampou o símbolo do SBT na camisa dos jogadores na final da Copa João Havelange de 2000 , contra o São Caetano. A Globo transmitiu a partida e foi obrigada a fazer uma “propaganda” para sua concorrente.

Athletico-PR


Athletico x Maringá
Reprodução / Maringá

Athletico não mandou gols para a Globo

Na semifinal do Campeonato Paranaense de 2018, o Athletico , que não assinou com a emissora para a transmissão do Estadual, barrou a entrada de equipes de TV na semifinal contra o Maringá e sequer mandou os gols da vitória por 5 a 0 para a Globo, que gostaria de exibi-los no Fantástico. Antes disso, na final do segundo turno contra o Londrina, o clube enviou um compacto para emissora, mas apenas com os “piores momentos” do jogo.

Leia mais:  Liverpool empata com Everton e perde liderança no Inglês para o Manchester City

Coritiba


atletico x coritiba no youtube
Reprodução / YouTube

Transmissão do clássico foi feita no Youtube

No ano anterior, em 2017, o Coritiba se juntou ao rival Athletico e não assinou com a Globo para a tranmissão de jogos do Campeonato Paranaense. Por conta disso, a final do Estadual foi transmitida via Youtube e Facebook pelos clubes, e os gols não foram compartilhados com a emissora .

Leia também: Sidão desabafa após receber “prêmio” da TV Globo: “Constrangimento generalizado”

Santos


Torcida do Santos protestou contra a Globo
Reprodução

Torcida do Santos protestou contra a Globo

O Santos foi eliminado pelo Flamengo na Copa do Brasil de 2017 e acusou o repórter Eric Faria de interferência externa na arbitragem em um lance onde o árbitro do jogo, Leandro Pedro Vuaden, anulou um pênalti de Réver em Bruno Henrique. O clube paulista chegou a pedir a anulação da partida, mas depois reconheceu que o jornalista não interferiu.

Cruzeiro


cruzeiro x atlético-mg
Reprodução / Atlético-MG

Cruzeiro bateu de frente com a Globo em 2015

Em 2015, a semifinal do Campeonato Mineiro entre Cruzeiro e Atlético-MG teve uma polêmica sobre a data em que seriam realizados os clássicos. A diretoria cruzeirense queria jogar no sábado, visando um jogo pela Libertadores no meio de semana, mas o Galo não concordou. A Globo então decidiu manter a partida no domingo, decisão que desagradou o Cruzeiro, que entrou na Justiça do Trabalho para alterar a data da final, mas voltou a ter seu desejo negado.

Leia mais:  Rafael Nadal comenta jogo da semi contra fenômeno Tsitsipas: “vai ser difícil”

Leia também: Maiores prejudicados, torcedores do Palmeiras apoiam o clube em rixa com a Globo

Palmeiras


Mauricio Galiotte
Divulgação/Palmeiras

Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, se manteve firme contra Globo

Por fim, o caso mais recente de um clube batendo de frente com a Globo . Insatisfeito com a diferença da proposta da emissora em relação aos valores pagos para Corinthians e Flamengo, além da multa imposta por ter assinado com o Esporte Interativo , a diretoria do Verdão não assinou o contrato para a transmissão de suas partidas no Brasileirão . A decisão contou inclusive com o apoio dos torcedores.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana