conecte-se conosco


Esportes

Lateral Régis é preso por embriaguez ao volante e posse de drogas

Publicado

O lateral Régis, do São Bento, clube de Sorocaba, interior de São Paulo, foi preso na manhã desta quarta-feira por embriaguez ao volante e posse ilegal de drogas, além de resistência à prisão.

Leia também: Ex-árbitro Óscar Ruiz é acusado de assédio sexual e chantagem por juízes


Lateral Régis, do São Bento, é preso por embriaguez ao volante e posse de drogas
Divulgação

Lateral Régis, do São Bento, é preso por embriaguez ao volante e posse de drogas

Régis
, que já atuou pelo São Paulo, foi abordado por policiais quando tentava esconder seu carro em um posto de combustíveis em uma avenida da cidade visivelmente embriagado. Ele teria batido a frente do veículo no local.

Leia também: Ministério Público acusa dois médicos pela morte do zagueiro Davide Astori

De acordo com as primeiras informações, o jogador de 29 anos teria passado a noite no local bebendo. Quando o abordaram, os policiais perceberam a embriaguez e o prenderam por resistência à prisão. Os agentes ainda encontraram porções de coicaína em sua carteira.

O atleta do São Bento
passou por exame toxicológico em uma unidade de pronto atendimento da cidade e retornou para a delegacia, onde prestou depoimento. Não se sabe ainda se o lateral ficará preso.

Leia mais:  Sampaoli entrega ovos de Páscoa para crianças durante treino no CT Rei Pelé

Visualizar esta foto no Instagram.

Glória a DEUS

Uma publicação compartilhada por Regis Ribeiro de Souza
(@regisbr02) em 18 de Fev, 2019 às 5:37 PST

Leia também: Legalização de apostas esportivas deve movimentar quase R$ 6 bilhões no Brasil

Régis
chegou ao São Bento há duas semanas, depois de passar por São Paulo
e CSA, onde ele foi dispensado por se envolver em polêmicas. Recentemente, ele havia admitido envolvimento com drogas em entrevista.

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Martine Grael e Kahena Kunze estarão em Tóquio 2020

Publicado

por

As campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze garantiram, no último final de semana, a participação na próxima edição dos Jogos Olímpicos. A vaga, em Tóquio, na disputa da classe 49er FX de vela, foi garantida no mundial realizado em Geelong (Austrália).

As brasileiras, que ficaram com o ouro nos Jogos do Rio (2016), carimbaram o passaporte para Tóquio ao terminarem o mundial na 12ª posição.

Além de Martine e Kahena, o final de semana também foi de classificação olímpica para Marco Grael e Gabriel Portilho. Eles defenderão o Brasil na classe 49er ao encerrarem o Mundial de Geelong na 13ª posição.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Leia mais:  Judocas brasileiros abrem ano olímpico no Grand Prix de Tel Aviv
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana