conecte-se conosco


Entretenimento

Khloe Kardashian fala sobre eleições no Brasil nas redes sociais

Publicado

Muitas celebridades internacionais continuam preocupadas com a situação política do Brasil e não deixam de expressar suas opiniões nas redes sociais. Khloe Kardashian fala sobre eleições no Brasil faltando apenas três dias para o país escolher seu futuro Presidente, por exemplo.

Leia também: Chega? Quatro motivos para deixar de seguir as irmãs Kardashian nas rede sociais


Khloe Kardashian fala sobre eleições no Brasil e se mostra preocupada com a situação politica dos brasileiros  ao responder seus seguidores no Twitter
Reprodução/Instagram

Khloe Kardashian fala sobre eleições no Brasil e se mostra preocupada com a situação politica dos brasileiros ao responder seus seguidores no Twitter

A socialite falou em seu Twitter que a babá de sua filha, rue Thompson, é brasileira e explicou tudo para ela.  ela estava explicando a situação pra mim. É tão triste! Eu adoro aprender sobre outros países, mas é uma loucura o que está acontecendo no mundo. Temos que nos lembrar de sermos pessoas de bom coração, porque até mesmo uma única pessoa pode fazer a diferença. Orando por todos vocês”, escreveu ela. Khloe Kardashian fala sobre eleições no Brasil
em meio a muitas polêmicas envolvendo a políca

Leia mais:  Luan Santana diz que viveu affairs com Bruna Marquezine e Anitta

Leia também: Madonna adere à campanha #elenão contra Jair Bolsonaro

Em seguida, uma fã brasileira agradeceu o apoio da americana: “É muito fofo você tentar entender o que está acontecendo aqui. Nós estamos realmente com medo dos resultados no domingo. As coisas vão mudar, e não é para melhor”, disse.

“Eu sinto muito. Realmente sinto. Eu escutei que muitos crimes de ódio estão ganhando espaço e isso me deixa incrivelmente triste. Eu não sei a razão do mal existir, mas eu sei que ainda temos muito amor ao nosso redor. Às vezes pode parecer que não, mas temos”, respondeu a socialite.

Leia também: Após romper com a mãe, Kéfera desabafa e chora com resultado das eleições 2018

Em outro tuíte, Khloe Kardashian fala sobre eleições no Brasil
e responde um seguidor sobre a responsabilidade de sermos humanos para ajudar as outras pessoas: “Eu concordo completamente! Todo mundo tem sua própria bruxa de bolha em que vivem e ninguém deve se desculpar pela vida que eles têm. Mas temos a responsabilidade humana de estar ciente do que está acontecendo em nosso mundo e, esperamos, fazer o que pudermos para melhorar ou, pelo menos, educar”, finalizou ela.

Leia mais:  No “Encontro”, Fátima Bernardes pinta unha de convidada e choca web

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

A Voz do Brasil faz 85 anos

Publicado

O programa de rádio A Voz do Brasil completa 85 anos nesta quarta-feira (22). Idade avançada para pessoas e para instituições no Brasil. Uma frase atribuída a Leonardo da Vinci, que morreu idoso para o seu tempo (aos 67 anos), sentencia que “a vida bem preenchida torna-se longa”.

Em oito décadas e meia, A Voz do Brasil preencheu a vida dos ouvintes com notícias sobre 23 presidentes, em mandatos longínquos ou breves. Cobriu 12 eleições presidenciais, e manteve-se no ar durante a vigência de cinco constituições (1934, 1937, 1946, 1967 e 1988).

programa cobriu a deposição dos presidentes Getúlio Vargas (1945) e João Goulart (1964), o suicídio de Vargas (1954), a redemocratização do país em dois momentos (1946 e 1985), o impeachment e renúncia de Fernando Collor (1992) e o impeachment de Dilma Rousseff (2016).

Além de notícias dos palácios do governo federal, A Voz do Brasil levou aos ouvintes informações sobre a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). O programa narrou as conquistas do país em cinco Copas do Mundo e a derrota em duas – a mais traumática em 1950. A Voz registrou a inauguração de Brasília (1960) e cobriu a morte de ídolos como Carmen Miranda (1955) e Ayrton Senna (1994).

Pelo rádio, e pela A Voz do Brasil, muitos brasileiros souberam da invenção da pílula anticoncepcional (1960), da descida do homem na Lua (1969), dos primeiros passos da telefonia móvel (1973), da queda do Muro de Berlim (1989) e da clonagem da ovelha Dolly (1998).

Leia mais:  Velório de João Gilberto será nesta segunda-feira no Teatro Municipal do Rio

Vida longa

A longevidade do programa A Voz do Brasil é assunto de interesse de historiadores e pesquisadores da mídia de massa no país. “É curioso como um programa de rádio se torna uma constância em um país de inconstância institucional, jurídica e legislativa”, observa Luiz Artur Ferrareto, autor de dois dos principais livros de radiojornalismo editados no Brasil.

Para Sonia Virginia Moreira, professora do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, a longa duração do programa “tem muito a ver com a própria longevidade do rádio como meio de comunicação. A morte do rádio foi anunciada várias vezes e ele segue como um veículo muito importante no Brasil.”

“Nenhum governo abriu mão dessa ferramenta fantástica. A longevidade vem da percepção que os diferentes governos tiveram que manter essa ferramenta era algo que trazia uma vantagem enorme para o governo do ponto de vista das suas estratégias e para seus objetivos”, acrescenta Henrique Moreira, professor de jornalismo e especialista em história da mídia no Brasil.

Curiosidades sobre A Voz do Brasil 

 A Voz Brasil nem sempre teve como trilha sonora de abertura trecho da ópera O Guarani (1870), de Carlos Gomes. O Hino da Independência (1822), composto por Dom Pedro I, e Aquarela do Brasil (1939), de Ary Barroso, também serviram para marcar o início do programa.

Inauguração da transmissão do programa A Voz do Brasil, Brasília, DF.
Inauguração da transmissão do programa A Voz do Brasil, Brasília, DF. – Arquivo Nacional

A longevidade do programa A Voz do Brasil é assunto de interesse de historiadores e pesquisadores da mídia de massa no país. “É curioso como um programa de rádio se torna uma constância em um país de inconstância institucional, jurídica e legislativa”, observa Luiz Artur Ferrareto, autor de dois dos principais livros de radiojornalismo editados no Brasil.

Leia mais:  No “Encontro”, Fátima Bernardes pinta unha de convidada e choca web

Para Sonia Virginia Moreira, professora do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, a longa duração do programa “tem muito a ver com a própria longevidade do rádio como meio de comunicação. A morte do rádio foi anunciada várias vezes e ele segue como um veículo muito importante no Brasil.”

“Nenhum governo abriu mão dessa ferramenta fantástica. A longevidade vem da percepção que os diferentes governos tiveram que manter essa ferramenta era algo que trazia uma vantagem enorme para o governo do ponto de vista das suas estratégias e para seus objetivos”, acrescenta Henrique Moreira, professor de jornalismo e especialista em história da mídia no Brasil.

Curiosidades sobre A Voz do Brasil 

 A Voz Brasil nem sempre teve como trilha sonora de abertura trecho da ópera O Guarani (1870), de Carlos Gomes. O Hino da Independência (1822), composto por Dom Pedro I, e Aquarela do Brasil (1939), de Ary Barroso, também serviram para marcar o início do programa.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana