conecte-se conosco


Esportes

Juventus vence Manchester United em volta de Cristiano Ronaldo ao Old Trafford

Publicado

Manchester United e Juventus se enfrentaram na tarde desta terça-feira, em Old Trafford, pela terceira rodada do Grupo H da Liga dos Campeões
, em partida marcada pelo reencontro de Cristiano Ronaldo com seu ex-clube. Com gol ainda no primeiro tempo, a Velha Senhora venceu por 1 a 0 e manteve os 100% de aproveitamento.

Leia também: Torcedores do CSKA ficam feridos após pane em escada rolante na Itália. Assista


Cristiano Ronaldo e Dybala comemoram juntos gol na partida entre Manchester United e Juventus, vencida pelo clube italiano
Reprodução/Twitter/ChampionsLeague

Cristiano Ronaldo e Dybala comemoram juntos gol na partida entre Manchester United e Juventus, vencida pelo clube italiano

O único gol da partida entre Manchester United e Juventus
foi marcado por Dybala, aos 17 minutos da etapa inicial. Os Diabos Vermelhos praticamente não atacaram durante todo o jogo e a melhor chance foi em uma batida de fora da área de Pogba, que acertou a trave.

A atuação do português, inclusive, que vive momento conturbado fora de campo por conta de uma acusação de estupro feita por uma ex-modelo norte-americana, não foi lá essas coisas. A única oportunidade dele foi em chute de fora da área, que tinha endereço, é verdade, mas De Gea espalmou.

Com o resultado, a Juventus
chega aos nove pontos em sua chave e o Manchester United permanece com quatro. Na outra partida do grupo, Young Boys e Valencia empataram por 1 a 1. Sendo assim, o time espanhol chega aos dois pontos e o suíço somou o primeiro na Liga dos Campeões. Na próxima rodada da competição, os quatro times voltam a se enfrentar, mas em mandos invertidos.

Leia mais:  Grêmio vence, avança às quartas de final da Libertadores e pega Palmeiras

Resumo de Manchester United e Juventus


Jogadores da Velha Senhora comemoram gol durante partida entre Manchester United e Juventus
Reprodução/Twitter/juventusfc

Jogadores da Velha Senhora comemoram gol durante partida entre Manchester United e Juventus

A Juventus dominou o primeiro tempo em Old Trafford e conseguiu ir para o vestiário com boa vantagem. O gol foi marcaro aos 17 minutos, com Dybala. Cristiano Ronaldo
cruzou da direita, Cuadrado dividiu com Smalling e a bola sobrou limpa para o argentino empurrar para as redes.

Aos 21 minutos, Cancelo tabelou com Cristiano Ronaldo e obrigou De Gea a fazer ótima defesa. O português cobrou falta aos 37 minutos com muito efeito e novamente o goleiro espanhol precisou se esforçar para não ser traído pelas curvas da bola e conseguir espalmar.

A etapa inicial terminou aos 45 minutos com a Velha Senhora dominando em todas as estatísticas. Em posse de bola ficou 67% x 33%; em finalizações, 8 x 1.

Leia também: Fratura no braço faz Messi ter dificuldades para dormir; médicos pedem paciência

O segundo tempo começou parecido como foi todo o primeiro. Logos aos seis, Cuadrado foi lançado na direita e rolou para o meio. Cristiano Ronaldo chegou batendo de primeira, no ângulo, mas De Gea conseguiu dar a ponte e evitar o segundo da Juve.

Leia mais:  Torcedor do Flamengo que rifou ingresso para salvar vida de cão ganha surpresa

A equipe da casa melhorou, passou a pressionar mais, porém a ineficiência na hora do último passe ficou evidente na maioria das chegadas. Aos 30 minutos, no entanto, após erro na saída de bola da Juventus, Pogba recuperou, bateu de perna esquerda de fora da área baixo, a bola bateu na trave, na cabeça de Szczesny foi para fora.

Os donos da casa permaneceram mais com a bola até o fim da partida, aos 48 minutos, mas não conseguiram ter efetividade com um futebol bem abaixo do esperado, dada a qualidade técnica individual da equipe comandada por José Mourinho.

Leia também: Grupo italiano adquire 60% das ações do Parma e encerra ‘era chinesa’ no clube

Pela quarta rodada, Manchester United e Juventus
voltarão a se enfrentar, mas em Turim, no dia 7 de novembro.

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Apresentado, Rogério Ceni cita Zico e promete Flamengo ofensivo

Publicado

Apresentado à torcida e à imprensa como técnico do Flamengo, Rogério Ceni prometeu um time agressivo, “com o máximo de atacantes possível”. Na entrevista coletiva que concedeu nesta terça-feira (10) à tarde, pouco antes de comandar a primeira atividade no Ninho do Urubu, o treinador enalteceu o elenco que terá à disposição para trabalhar.

“O que importa é que os atletas se sintam à vontade. A longo prazo, temos que seguir o estilo do Flamengo, que é de um time ofensivo, que marca à frente e gosta da posse de bola. Se tenho bons jogadores em uma mesma posição, tenho de encontrar um jeito de colocá-los para jogar. O problema é que aqui tem muitos bons em várias posições, então alguém acaba ficando fora. Você pode usar o [Giorgian De] Arrascaeta e o Everton [Ribeiro] pelos lados. Pode usar Bruno [Henrique], Gabriel [Barbosa, o Gabigol] na frente. Ainda tem Vitinho, Pedro, Pedro Rocha, Michael. Essa [ataque] é a área que mais gosto de mexer, pois libera a criatividade. Além de um meio-campo que tem Gerson, [Thiago] Maia, [William] Arão e outros tantos jovens da base”, descreveu Ceni.

O técnico Rogério Ceni visita as instalações do Ninho do Urubu, Centro de Treinamento do Flamengo.

Se no ataque sobram opções, a defesa tem sido uma dor de cabeça no Flamengo. O time carioca sofreu 29 gols em 20 partidas pela Série A do Campeonato Brasileiro – oito apenas nas duas últimas partidas do torneio, nas derrotas por 4 a 1 para o São Paulo e 4 a 0 para o Atlético-MG. Somente o Goiás, que é o último colocado, foi mais vazado que o Rubro-Negro, que ocupa o terceiro lugar.

Leia mais:  Grêmio vence, avança às quartas de final da Libertadores e pega Palmeiras

“Só amanhã [quarta-feira, dia 11] é que vamos poder responder, mas acho que erro defensivo é fruto de [erros de] sistema de jogo. A crítica existe a um determinado jogador ou outro, principalmente zagueiros, goleiros, enfim. Quando se tem um número elevado de gols sofridos, temos que tentar ajustar, com a colaboração de todos. Aqui a gente vem para gerar ideias e colocar situações para os atletas. São eles que vão resolver dentro de campo”, avaliou o técnico, já projetando a possível estreia no comando do Rubro-Negro, diante do São Paulo, às 21h30 (horário de Brasília), no Maracanã, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Ceni é o substituto do catalão Domènec Torrent, demitido após a goleada sofrida para o Atlético-MG no último domingo (8). O ex-goleiro deixou o comando do Fortaleza após cerca de três temporadas no clube – com uma rápida passagem pelo Cruzeiro no período. Pelo Leão do Pici, foi bicampeão cearense e conquistou os títulos da Copa do Nordeste e da Série B do Brasileirão, com 60% de aproveitamento em 153 jogos.

Leia mais:  “Tranca ele aí no CT”. Lionel Messi ganha camisa do Fluminense

“Primeiro, sou muito agradecido ao Fortaleza. Eu sei que o torcedor fica triste e eu, logicamente, deixo parte do meu coração em Fortaleza. Mas acho que ele compreende o tamanho do desafio. Um convite do Flamengo, no momento que o Flamengo vive, é difícil de recusar”, disse o treinador, que revelou ter contatado o ex-jogador Zico, maior ídolo rubro-negro, antes de assumir o cargo.

“Esse é meu 30º ano trabalhando com futebol. Já enfrentei muitas vezes o Flamengo. Vi Maracanã com casa cheia, vi Zico, Júnior, e tantos craques da história do Flamengo. Até mandei uma mensagem ao Zico antes de chegar aqui, se ele me permitia a entrada. É um cara por quem tenho um fanatismo grande, talvez pela relação com as faltas. É um ícone do futebol brasileiro, um cara único. Ele me respondeu do Japão. Então, eu me sinto com permissão de sentar nessa cadeira”, declarou Ceni, que assinou contrato até dezembro do ano que vem.

Confira a classificação da Série A do Campeonato Brasileiro aqui.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana