conecte-se conosco


Cidades

Junta de Serviço Militar convoca jovens para alistamento obrigatório

Publicado

Divulgação internet

Clique para ampliar

A Junta de Serviço Militar de Cuiabá está convocando jovens que completam 18 anos em 2020 a se apresentar para o Alistamento Militar Obrigatório do Exército, Marinha ou Aeronáutica. O alistamento pode ser feito pela internet ou presencialmente até 30 de junho.

Todo jovem do sexo masculino, que completou ou irá completar 18 anos este ano, é obrigado a se alistar (mulheres são dispensadas do serviço). O alistamento deve ser feito na Junta de Serviço Militar (JSM), que no caso de Cuiabá está funcionando na sede da Defesa Civil Municipal, na Rua Carlos Gomes, n° 168, bairro Araés.

Para alistar é preciso comparecer à Junta de Serviço Militar munido de CPF, RG original e comprovante de endereço, ou pelo site www.alistamento.eb.mil.br. Mães que tenham filhos especiais, também devem levar seus filhos para o alistamento.

A secretária-geral da Junta de Serviço Militar, Elaine Leão Neves explica que a expectativa é alistar 7 mil jovens apenas na Capital. Em 2019, o número foi de mais de 5 mil.

Leia mais:  Município recupera área pública invadida

“Após o alistamento, de agosto a outubro, serão realizados os testes de seleção, quando são escolhidos os jovens que serão incorporados ou matriculados ao Serviço Militar”, disse.

Em Cuiabá, são aproximadamente 800 vagas, 15% do total de alistamento do estado. Os jovens selecionados serão encaminhados para uma das unidades do Exército Brasileiro na capital: 44º Batalhão de Infantaria Motorizada, 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, 9º BEC (Batalhão de Engenharia de Construção) e o NPOR (Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva). Os selecionados servirão o Exército no ano de 2021. Os não selecionados recebem o certificado de dispensa de incorporação.

O alistando tem o direito do abono das faltas em virtude do comparecimento à Junta de Serviço Militar (JSM). Para tanto, os interessados devem solicitar ao responsável da Seção de Serviço Militar uma declaração/atestado de comparecimento.

Por ser um serviço obrigatório, os jovens que não fizerem o alistamento sofrem uma série de restrições, como não poderem prestar concurso público, não fazer o título eleitoral (e portando não ser autorizado ao votar), tirar passaporte ou ser matriculado em universidade pública.

Leia mais:  Cuiabá empossa 60 conselheiros tutelares

A Junta de Serviço Militar de Cuiabá

A JSM é um órgão da Prefeitura Municipal, mas atua sob a orientação técnica do Exército. O prefeito da capital, Emanuel Pinheiro, é o presidente da Junta de Cuiabá. É responsabilidade da Prefeitura a instalação, manutenção e funcionamento da JSM. O prefeito nomeia um servidor municipal, de reconhecida idoneidade moral, para ser o secretário e principal executivo da Junta. A Junta Militar de Cuiabá é uma das mais antigas do estado, funciona numa parceria com o Exército Brasileiro e é ligada à 9ª Região Militar do Comando Oeste.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Elaboração do Plano Estadual de Resíduos Sólidos é tema de conferência online da Sema e UFMT

Publicado

O evento, aberto a população, será no dia 12 de agosto (quarta-feira), às 9 horas, e poderá ser acompanhado pelo canal SETEC/UFMT no YouTube

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) e a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) realizarão uma webinar de lançamento do Projeto de “Elaboração do Plano Estadual de Resíduos Sólidos (PERS)”.

O evento, aberto a população, será nesta quarta-feira (12.08), às 9h, e poderá ser acompanhado pelo canal PERS no YouTube.

A secretária de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, abre a webinar falando sobre o Plano de Resíduos Sólidos como instrumento de desenvolvimento sustentável para o Estado, seguida por representantes do Ministério do Meio Ambiente, Assembleia Legislativa de Mato Grosso e Associação Mato-grossense dos Municípios.

Em suas apresentações, a engenheira Heliana Kátia Tavares, coordenadora-geral da Câmara Temática de Resíduos Sólidos da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) fala sobre a importância do PERS e o professor Paulo Modesto Filho, coordenador do PERS/UFMT, fala sobre a elaboração do Plano.

PERS

O Plano Estadual de Resíduos Sólidos está sendo elaborado pela Fundação de Apoio e Desenvolvimento da Universidade Federal de Mato Grosso (Uniselva), firmado em contrato entre Sema e UFMT. A verba para execução é oriunda de convênio com Ministério do Meio Ambiente, no valor de R$ 1,88 milhão.

Leia mais:  Cuiabá empossa 60 conselheiros tutelares

O primeiro repasse, de R$ 185 mil, foi feito pela Caixa Econômica Federal, que é o agente financeiro, no mês de julho. Em junho a Sema recebeu da UFMT os primeiros produtos que irão nortear a elaboração do PERS: o Plano de Mobilização Social e a proposição de metodologia.

O PERS prevê a participação contínua da comunidade em geral e de grupos específicos, como setor industrial e Associação de Catadores, e neste momento de pandemia da Covid-19 utiliza de meios eletrônicos para garantir o acesso popular. As enquetes são realizadas via celular obedecendo à ordem de isolamento social e acatando medidas de segurança estipuladas pelo Governo de Mato Grosso.

O documento requer um modelo de planejamento de fácil acesso à população, estimulando os segmentos sociais a participarem de forma individual ou coletiva. Ele vai nortear as Políticas de Desenvolvimento Sustentável do Estado de Mato Grosso de acordo com as diretrizes constantes da Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS, instituída pela Lei federal nº 12.305/2010 e seu Decreto Regulamentador.

Leia mais:  Incêndio atinge depósito de frigorífico com mais de 100 toneladas de papelão em MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana