conecte-se conosco


Saúde

Jovem de VG é internada com infecção no pulmão e culpa uso do narguilé

Publicado

Mara Barbosa está internada há 9 dias e não tem previsão de alta; morfina não está dando efeito desejado

Uma jovem moradora de Várzea Grande, identificada como Mara Barbosa, 18, publicou um apelo na noite desta quinta-feira (10) em seu perfil no Facebook após ser internada Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Ipase para tratar de uma infecção no rim e água no pulmão, que segundo ela, teria sido ocasionado pelo uso de narguilé.

“Não tenho previsão de alta e não tenho previsão de quando irei tirar o dreno, a quantidade de líquido já diminuiu bastante já está dois dedos abaixo do cano, só que o problema não é mais esse e sim a dor que eu estou sentindo que o médico disse que não é normal eu sentir essa dor”, diz trecho da publicação.

Na publicação, que já possui mais de 5 mil curtidas e 10 mil compartilhamentos, Mara relata que está internada há 9 dias sem qualquer previsão de alta e diz que sentir fortes dores. “A dor que eu sinto é uma dor sem explicação uma dor na qual eu não consigo nem me ajeitar mais na cama e desde ontem eu não consigo mais sentar pra comer muito menos levantar pra poder ir ao banheiro, já trocaram toda a minha medicação pra dor”, comenta.

Na publicação, Mara ainda reclama da demora para ser transferida ao Pronto-Socorro da cidade, onde deve realizar um exame de tomografia para diagnosticar as reais causas do sintomas. A jovem comenta ainda que a equipe médica tem tentado amenizar as dores com Morfina, contudo, a medicação não tem surtido o efeito desejado. “Um remédio que deveria ter durabilidade de 6 horas só que em mim o efeito não fica mais de 4 horas e pra eu não viciar eles vão dando tramou, dipirona e outros remédios pra dores que só ajuda aliviar”, diz.

Leia mais:  Com covid-19, apresentador está na UTI com 70% do pulmão comprometido

Ao classificar a situação como “tortura”, a várzea-grandense faz apelo por orações e alerta e pede para os que fumantes procurem ajuda médica ao sentir algum sintoma. “Tá com dificuldade pra respirar ? Corre pro médico pede um raio-x, saúde não espera, saúde não é brinquedo se na primeira vez que eu vim a médica tivesse me passado o raio-x eu já estaria ótima”, finaliza.

 

 

OLHE A PUBLICAÇÃO NA ÍNTEGRA

Comentários Facebook
publicidade

Saúde

Saúde quer sugestões sobre protocolo para tratamento de obesidade

Publicado

Contribuições podem ser dadas até 10 de agosto

O Ministério da Saúde abriu, nessa quarta-feira (29), consulta pública para receber contribuições sobre o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) do Sobrepeso e Obesidade em adultos.

Representantes da sociedade civil e profissionais de saúde podem contribuir por meio de produções científicas ou relatos de experiências até o dia 10 de agosto.

De acordo com a pasta, o material foi elaborado para subsidiar profissionais, gestores e usuários para a importância de práticas de cuidado multiprofissionais como instrumento para prevenção e controle da obesidade e do sobrepeso no país.

O protocolo tem informações sobre prevenção, diagnóstico e tratamento da condição de sobrepeso e obesidade. Inclui ainda orientações relacionadas ao monitoramento, além de indicações para gestores.

A obesidade é uma das doenças que mais tem crescido nos últimos anos em nível global. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que os índices de obesidade e sobrepeso quase triplicaram desde 1975. Em todo o mundo, existem pelo menos 650 milhões de obesos.

De acordo com Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), de 2018, no Brasil uma em cada cinco pessoas é obesa e mais da metade da população das capitais estão com excesso de peso.

Leia mais:  Com covid-19, apresentador está na UTI com 70% do pulmão comprometido

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana