conecte-se conosco


Esportes

Jogadores da seleção mexicana são flagrados em balada antes de amistoso

Publicado

Lance

Jogadores da seleção mexicana foram flagrados em balada arrow-options
Reprodução

Jogadores da seleção mexicana foram flagrados em balada

A crise está instalada na seleção mexicana. Após o revés para a Argentina na última terça-feira, quando a Tri foi goleada por 4 a 0, algumas fotos do elenco na noitada norte-americana foram divulgadas e agitaram os bastidores do selecionado.

Leia também: Jogadores do México fazem festa de 24 horas com drogas e 30 prostitutas

Sem rodeios, alguns jogadores da seleção mexicana admitiram que houve uma saída durante o período de concentração , mas garantiram que saíram com o consentimento da diretoria e justificaram que era a hora de folga.

A versão foi confirmada por Gerardo Torrado, gerente de futebol da Federação Mexicana de Futebol. Em conversa com a imprensa, o executivo deu mais detalhes e afastou a hipótese da ‘ balada ’ ter atrapalhado o rendimento da equipe dentro de campo.

“Estou ciente de tudo o que ocorreu, mas não podemos fazer nada. Os jogadores estavam de folga e cada um aproveita do jeito que prefere. Alguns gostam de jantar fora, outros de passear e tem aqueles que gostam de curtir a noite. Tudo dentro do programado e não tenho que pensar em punição sobre o caso”, afirmou à TUDN.

Leia mais:  Botafogo coloca ingressos a R$ 2,50 para jogo contra o Corinthians no domingo

Fato é que a história não caiu bem para imprensa e torcida. Não é a primeira vez que a seleção mexicana se encontra neste tipo de situação. As vésperas da Copa do Mundo da Rússia, alguns atletas foram acusados de promover uma balada dentro da concentração com mulheres e causou uma grande confusão no país.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Setor ofensivo funciona e Corinthians espanta a crise com vitória na Arena

Publicado

por

Lance

Corinthians arrow-options
Reprodução/Corinthians

Love anotou um dos gols do Corinthians

O Corinthians precisava dar uma resposta a sua torcida e aliviar a crise que se instalava no clube. E conseguiu, ao vencer o Bahia por 2 a 1, com polêmicas do VAR. Para conseguir a vitória, Carille montou um time com um meio-campo diferente, com Sornoza na armação das jogadas e Love e Clayson se alternando no comando de ataque, fazendo inversão pelas pontas. A bola na trave do camisa 25 logo no começo da partida dava a impressão de que o Timão partiria para o ataque.

LEIA MAIS: Flamengo vence o Cruzeiro e alcança recorde de vitórias no Brasileirão

Realmente, o time que foi visto na quarta-feira, na derrota para o Del Valle (EQU) por 2 a 0 pela Sul-Americana, não deu as caras na Arena. Partindo para cima da equipe baiana, o Timão mostrava repertórios de jogadas, com Ramiro e Sornoza recompondo e chegando também ao ataque, mostrando que pode ser uma alternativa para válvula de escape do time de Carille.

Já a equipe do Bahia ameaçou o Timão principalmente pelos lados, com Élber na esquerda e Arthur na direita, se aproveitando do jovem Carlos Augusto, atuando na vaga de Avelar, machucado.

Leia mais:  Kaká elogia Lucas Paquetá, mas nega qualquer semelhança entre eles

O Tricolor de Aço teve um pênalti revisto pelo VAR, que o juiz não marcou. Isto pareceu inflamar o Corinthians, que logo na sequência, teve um pênalti assinalado pelo árbitro de vídeo, que acabou com o gol de Vagner Love, premiando o time que mais buscou o ataque na primeira etapa, já que o Timão teve 11 finalizações na partida.

LEIA MAIS: Renato Gaúcho contesta Sampaoli: “ganhou alguma coisa?”

O panorama do segundo tempo mudou radicalmente. Apostando nos contra-ataques, o Corinthians não conseguia mais chegar a área do Bahia, que começou a assustar a zaga corintiana. Até que, numa disputa de Clayson com Gregore, o árbitro foi ao VAR novamente e marcou o pênalti para o Bahia. Gilberto bateu e marcou, empatando a partida.

O Timão pareceu sentir o empate e Carille resolveu mexer, colocando Jadson na vaga de Ramiro, atuando com dois armadores para dar mais consistência ao ataque. A alteração deu certo, e Clayson aproveitou um lançamento de Pedrinho para marcar.

LEIA MAIS: São Paulo vence o Botafogo com gol nos acréscimos. Veja detalhes da partida

Leia mais:  Seleção masculina de basquete é convocada para Mundial com veteranos; veja lista

Após o segundo gol, o Corinthians passou a apostar ainda mais nos contragolpes, com Janderson na vaga de Clayson, jogando com ainda mais velocidade pelos lados do campo. Pelas circunstâncias da partida, nenhuma equipe conseguiu assustar mais as metas adversárias. Vitória merecida do Corinthians, nova formação testada no meio e espanto na crise do Timão.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana