conecte-se conosco


Esportes

Jogador é expulso, deixa campo escoltado e é agredido dentro do túnel do estádio

Publicado


Jogadores do Ludogorets comemorando classificação para a Champions
Twitter/Reprodução

Cosmin Monti foi expulso e depois agredido

Vira e mexe, o futebol proporciona aos espectadores momentos, no mínimo, curiosos. No último final de semana, não foi diferente. Em uma partida válida pelo mata-mata do Campeonato Búlgaro, o zagueiro Cosmin Moti, do Ludogorets, protagonizou uma cena bizarra na partida contra o Levski Sofia, fora de casa.

Leia também:Ultras da Inter de Milão são condenados por morte de torcedor na Itália 

Após marcar, de pênalti, o segundo gol de sua equipe na partida contra o Levski o defensor romeno levou seu segundo amarelo por “excesso de comemoração” e foi expulso de campo. Jogando fora de casa, o clima era muito pesado e hostil ao jogador. Por isso, Moti recusou-se a deixar o campo e ir ao vestiário sem alguma proteção.

Leia também: Horas antes de jogo da Champions, torcedores do Lyon enfrentam polícia catalã 

Para evitar problemas ao jogador, a polícia foi acionada e o jogador do Ludogorets ia sendo escoltado para os vestiários do estádio. Porém, nem o policiamento evitou a cena mais curiosa da noite. Já dentro do túnel que leva ao interior da arena, Moti foi agredido por um torcedor da equipe rival, que pulou em cima e quebrou a estrutura de proteção.

Leia mais:  Halloween polêmico! Fantasia de Pistorius assassino dá o que falar na Inglaterra

Leia também: Torcedor que agrediu jogador inglês é preso e afastado de estádio por dez anos 

Essa não é a primeira história curiosa que acontece com o zagueiro expulso . Em 2014, durante uma partida da Champions contra o Steaua Bucareste, Moti viu o goleiro de seu time ser expulso no último minuto. Ele foi para o gol e, nas cobranças de pênalti, defendeu duas bolas e garantiu a classificação do clube.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

D’Alessandro vai processar jogadores do Grêmio por provocações nas redes sociais

Publicado

por


D'Alessandro
Divulgação

Ídolo colorado, D’Alessandro vai processar jogadores da base do Grêmio

O meia do Internacional Andrés D’Alessandro vai entrar na Justiça contra dois atletas da base do Grêmio após provocações contra ele nas redes sociais. Durante a final do Campeonato Gaúcho, que aconteceu na última quarta-feira (17), o goleiro Gabriel Chapecó e o zagueiro Ruan Tressoldi fizeram postagens ofensivas sobre o argentino, que foi expulso da partida, mesmo estando no banco de reservas.

Leia também: Luan no Palmeiras? Verdão pode ceder Lucas Limas para contratar ídolo do Grêmio

“Não dá nem conta da mulher, vai dar conta do Rio Grande do Sul”, escreveu Chapecó no Twitter, ao responder um torcedor colorado que disse que D’Alessandro  mandava no estado. Tressoldi, por sua vez, ofendeu os donos dos fã clubes do meia argentino. “Blog para o D’Alessandro. Nem sabe que existem. Depois tão chorando em casa porque o personal tá deitado na cama com a mulher, ficam fazendo blog para homem”, escreveu o zagueiro.

Leia mais:  Jogador do Chievo elogia Mussolini e causa polêmica na Itália

As publicações irritaram o argentino, que é um dos maiores ídolos da história do Internacional. De acordo com informações do  GloboEsporte.com , o advogado do craque já confirmou que ele vai processar os atletas do clube rival.

Os atletas do Tricolor excluiram suas contas nas redes sociais após a repercussão da história. Antes disso, Chapecó postou um pedido de desculpas. “Peço desculpas a todos os torcedores que ficaram ofendidos com meu tweet sobre D’Alessandro. Acabei agindo no impulso e no calor do momento. Reconheço meu erro”, afirmou o goleiro.

Nesta sexta-feira, durante entrevista coletiva, o capitão do Grêmio , Maicon, disse não saber do conteúdo das ofensas, mas afirmou que os mais jovens precisam aprendar a lidar com as redes sociais e pregou paciência com os “erros”. 

Leia também: “Chegada de CR7 não garantia a conquista da Champions”, diz técnico da Juventus

“Tem que ter respeito para falar e com quem falar. Não sei o que aconteceu, mas falo o que penso sobre rede social. Os meninos vão ser cobrados. Mas tem que ter calma, porque são jovens e todo mundo erra”, clamou.

Leia mais:  Curry cumpre promessa e joga com tênis que fã de nove anos ajudou a desenhar

Essa não é primeira vez que D’Alessandro vai à Justiça por conta de ofensas na web. Em 2018, 11 pessoas foram indiciadas pelo crime de difamação após espalharem boatos sobre a família do argentino pelas redes sociais. 

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana