conecte-se conosco


Entretenimento

Jô Soares desmente rixa com Chico Anysio e fala de censura de diretor da Globo

Publicado

Jô Soares foi o convidado especial do ” Conversa com Bial
“, na Globo, na última quarta-feira (28) e aproveitou para relembrar alguns momentos de sua carreira.

Leia também: Aos 80 anos, Jô Soares reaparece em jantar com Fábio Porchat


Jô Soares no
Reprodução/ Globo/ Fabio Rocha

Jô Soares no “Conversa com Bial”

Falando sobre a época que fazia humor em plena Ditadura Militar (1964-1985), Jô Soares
contou que a censura da ditadura não era exclusivamente de Brasília, como também da Rede Globo.

Leia também: Pedro Bial dá selinho em Pabllo Vittar e dispara: “Estou meio Hebe hoje”

“Plena repressão, tinham personagens que eram proibidos, Gandola ficou um ano e meio no ar, descobriram que ‘gandola’ é o nome de uma túnica do exército. O Capitão Gay, o Borjalo, que era diretor artístico na época, cortou, falou: ‘não pode, porque o governador de Brasília é um coronel gay, isso vai dar problema’”, contou Jô para Pedro Bial
.

Ele também fez questão de falar da atitude da direção da emissora carioca na época: “Fui falar com o Boni. ‘Bonifácio, assim fica difícil. A gente não pode falar de política, aí faz uma crítica social, falando do movimento gay, a favor, e também não pode?’. Ligou para o Borjalo, falou: ‘Borjalinho, eu vou querer peitar, deixa aí o Capitão Gay, pode deixar, eu me responsabilizo’. E foi um puta sucesso”.

Leia mais:  Simony posa de fio-dental e fala sobre corpo da mulher: “Tem celulite e estria”

Jô ainda relembrou o momento em que se deparou com o coronel gay: “Um dia estou no aeroporto e escuto alguém me chamando ‘Jô, sabe quem eu sou? Sou o coronel gay, adoro o personagem, sobretudo tenho um sobrinho que é capitão da Marinha e todo mundo enlouquece ele, eu me divirto demais’”.

Intriga e talk show de Jô Soares


Jô Soares e Pedro Bial
Reprodução/ Globo/ Fabio Rocha

Jô Soares e Pedro Bial

O papo no “Conversa com Bial” rendeu e foi além do assunto Ditadura Militar. Jô aproveitou para negar intrigas com Chico Anysio, afirmando que nunca houve competição. “Tem um personagem, Valdir, que ele [Chico Anysio] escreveu para mim, falou ‘você vai fazer melhor que eu’. Quando eu voltei para a Globo para fazer programa de entrevista, criou uma certa ciumeira, ele falou que não ia me dar em entrevista”, contou.

Leia também: “Já foi”, diz Fábio Assunção no “Conversa Com Bial” sobre relação com as drogas

Questionado por Pedro Bial sobre a saída do humor para apresentar um talk show, Jô Soares
pontuou: “Na época, o Boni disse que não tinha espaço para fazer o programa que eu queria. Um ano e meio depois que estava no SBT, ele queria que eu voltasse. Mas seria deselegante com o Silvio Santos, que me abriu as portas para eu fazer o que queria, tinha de ficar um pouco. Fiquei dez anos”.

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

“Foram noites sem dormir”, diz Chay Suede sobre cena de Amor de Mãe

Publicado

 

 

Chay Suede foi o nome do capítulo de Amor de Mãe dessa terça (6/4). Desde o início da noite, o ator brilhou nas cenas em que Danilo descobre as mentiras de Thelma (Adriana Esteves) e terminou deixando o telespectador arrepiado com o encontro entre ele e Lurdes (Regina Casé). Não à toa, Chay foi elogiadíssimo nas redes sociais. A emoção, aliás, continua no capítulo desta quarta (7/4). “Podem preparar o lencinho porque ainda tem muita cena emocionante até o final”, avisa o ator, que considera a cena de ontem uma das mais difíceis de fazer. “Essa novela foi marcante para mim do início ao fim, mas o encontro deles tem um lugar especial na minha vida. Foram noites sem dormir para gravar”.

Chay também não tem dúvida sobre a sua personagem preferida em Amor de Mãe: “Dona Lurdes, claro. Não só em Amor de Mãe, mas de todas as novelas que eu já vi na vida”. Sem contar como vai ficar a relação entre Danilo e Thelma, o ator afirma que é impossível entender e perdoar tudo que ela fez. “Ela deu ré e matou a mãe biológica da esposa do filho. Depois, mandou matar a esposa do filho atropelada. Matou a melhor amiga asfixiada numa garagem e atirou e manteve em cárcere privado a outra melhor amiga. Acho que não dá, né”.

Comentários Facebook
Leia mais:  Após expor conversa, modelo detona Marcos Mion
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana