conecte-se conosco


Mato Grosso

Intensificação da Lei Seca reduz número de autuações por embriaguez ao volante

Publicado

A intensificação da Operação Lei Seca, realizada de forma integrada entre as forças de Segurança Pública e de Trânsito, reduziu em 8,32% o número de autuações por embriaguez ao volante.

Conforme dados da Gerência de Fiscalização de Trânsito do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) foram 4.418 testes de alcoolemia, realizados de janeiro a novembro deste ano, nas 35 edições da operação e nos quatro dias da Operação Vida no Trânsito, um aumento de 34% em relação ao mesmo período do ano passado.

O presidente do Detran-MT, Gustavo Vasconcelos, afirma que a operação foi intensificada em 2019 com foco na sensibilização e mudança de comportamento dos motoristas em relação à segurança no trânsito.

“O fator de risco álcool e direção ainda é muito presente no trânsito de Mato Grosso. Por isso, em 2019, aumentamos as nossas ações de fiscalização no trânsito para a segurança de todos os cidadãos. A intenção para 2020 é intensificar o número de ações, com o objetivo principal de salvar vidas”, explica.

Leia mais:  9ª Jornada Científica da Unemat ocorrerá em setembro

Conduzir veículo automotor sob efeito de álcool ou outras substâncias psicoativas que determinem dependência é crime previsto no Artigo 306, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), com pena de detenção de seis meses a três anos.

Durante o teste com o etilômetro, o condutor que tiver índice superior a 0,33 miligramas de álcool por litro de ar expelido além de ser detido, pagará multa no valor de R$ 2.934,70 e terá a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa ou a proibição de obter a permissão para dirigir.

Também respondem pelo Artigo 306 os condutores que, no momento da abordagem de trânsito, apresentarem sinais que indiquem alteração da capacidade psicomotora.   

Lei Seca

Conforme dados da Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp-MT) foram realizadas operações nos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Cáceres, Rondonópolis e Campo Novo do Parecis.

Foram 161 pessoas presas em flagrante por embriaguez ao volante, 4.363 testes de alcoolemia realizados, 436 Carteiras Nacional de Habilitação (CNHs) recolhidas, 367 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLVs) recolhidos, 854 veículos removidos, 437 pessoas dirigindo embriagadas e 96 se recusaram a fazer teste de bafômetro.

Leia mais:  SES realiza encontro de capacitação com consultores do Hospital Albert Einstein

A operação Lei Seca é coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGI-E) da Sesp-MT e realizada de forma integrada entre o Detran-MT, Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário da Polícia Militar, Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran) da Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros, Politec, Ministério Público do Estado, Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), Guarda Municipal de Várzea Grande e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Sindal vota contra os servidores

Publicado

por

Jovanildo Antonio da Silva (foto), presidente do Sindal que já tem uma atuação pífia, agora está levando porrete de todo lado dos servidores da Assembleia. É que, ao invés de sair em defesa da categoria e se manifestar contra o projeto do governo de elevar a alíquota previdenciária de 11% para 14%, o sindicato votou favorável à proposta no Conselho de Previdência. O projeto aumenta a incidência da base de cálculo da alíquota até dos aposentados de todos os Poderes e órgãos vinculados, como os do MPE. Hoje se desconta 11% sobre alíquota que excede o teto do INSS, que é de R$ 5,8 mil. A partir da aprovação do projeto na AL, o desconto subirá para 14%. Aposentado que ganha até R$ 5 mil e hoje não tem desconto, passará a ter corte de 14% do que exceder o salário mínimo (R$ 998 reais), o que significa contribuição de R$ 574 reais. Em mensagem de áudio encaminhada aos servidores da AL, Antonio Vagner se mostrou indignado com o fato do Sindal votar com o governo e classificou isso de vergonha e de traição.

Leia mais:  9ª Jornada Científica da Unemat ocorrerá em setembro

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana