conecte-se conosco


Tecnologia

Instagram sem likes: aspirantes na rede perdem, mas bem-estar aumenta

Publicado

Alcançar a fama de um “instragramer”, o influenciador que tem no Instagram sua principal vitrine, vai ficar mais difícil com a retirada do  número de curtidas que cada foto recebe na rede social. A avaliação é de Júnior César, da Brasilera Digital Agenciamento de Influenciadores Digitais.

Viih Tube arrow-options
Divulgação

Viih Tube tem 10 milhões de seguidores no Instagram

A agência é responsável pela carreira de jovens rostos conhecidos na internet como Camila Loures, 24, que tem 6 milhões de seguidores no aplicativo de fotos, Viih Tube, 18, com 10 milhões de seguidores só no Instagram e Gregory Kessey, 19, seguido por 2,3 milhões de usuários da plataforma.

“Para novos influenciadores, que têm no Instagram a sua principal rede , ficou um pouco mais complicado provar o engajamento. Quem está começando vai ter que dobrar o trabalho”, avalia César.

Segundo ele, quem já está consolidado não terá a vida muito alterada. “Basta manter o ‘analytics’ (relatórios de presença e comportamento de visitantes em uma página da internet) atualizado. Isso já era feito, por exemplo, com os Instagram Stories, que também não mostram o número de visitantes publicamente”, explica.

Leia mais:  FaceApp declara que não armazena fotos carregadas por seus usuários

Se por um lado, a decisão pode afetar os planos de alguns usuários da rede social , por outro será benéfica para diminuir a ansiedade de outros, na avaliação da psicóloga Karen Scavacini, do Instituto Vita Alere, que atua na prevenção e posvenção (quando se perdeu alguém) do suicídio.  “O número de influenciadores que monetizam com a rede social é bem menor do que de usuários que podem ser beneficiados”, argumenta Karen.

Ela avalia que redes sociais como o Instagram podem gerar ansiedade e alteração no sono. “Muitos jovens acordam à noite para conferir quantas curtidas receberam. Por isso, a medida provavelmente vai ajudar na saúde mental dos usuários da rede, estimulando um jeito mais saudável de se relacionar com ela”, pondera.

Karen explica, inclusive, a relação entre as redes sociais e o suicídio. “O suicídio sempre é multifatorial. A gente precisa montar um quebra-cabeças complexo para entendê-lo, mas dependendo de como um usuário se relaciona com a rede, ela pode sim, ser mais uma peça desse quebra-cabeças”, alerta.

Leia mais:  Saiba como eliminar o monte de e-mails não lidos da caixa de entrada em 5 etapas

Júnior César também vê fatores positivos na nova regra. “A preocupação agora vai ser mais com o conteúdo e menos com os números . Tinha muita gente na rede investindo em uma estética exacerbada e esquecendo o mundo real. Isso pode mudar e quem quiser se destacar deve apostar na criatividade”, aconselha.       

Sobre a mudança, o Instagram informa que se trata de um teste que começou no Canadá. “Não queremos que as pessoas sintam que estão em uma competição dentro do Instagram e nossa expectativa é entender se uma mudança desse tipo poderia ajudar as pessoas a focar menos nas curtidas e mais em contar suas histórias”, afirma a rede social por nota.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Está difícil focar no estudo ou no trabalho? Recurso do Android pode ajudar

Publicado

por

source

Olhar Digital

O recurso ‘Bem-estar Digital’ ganhou muita atenção desde que foi implementado no Android Pie . Durante o I/O 2019, o Google anunciou diversas melhorias no para o aplicativo, incluindo o controle parental, configurações de modo escuro e um modo de foco. Esse último recurso acaba de ficar disponível para a versão beta do aplicativo.

Conheça apps gratuitos que ensinam libras, inglês e espanhol

Depois de atualizar para a nova versão, o modo de foco estará disponível. Com ele, o usuário poderá selecionar os aplicativos que o “atrapalham” enquanto ele estiver trabalhando. Com a seleção feita, todos os apps escolhidos ficarão com os ícones acinzentados , impedindo que eles sejam executados.

tela do smartphone no modo foco arrow-options
Divulgação

No modo foco, aplicativos que atrapalham a concentração do usuário ficam ‘apagados’ no smartphone


Se o usuário quiser abrir algum deles, será necessário entrar nas configurações e alterar a permissão do aplicativo.

Além disso, todas as notificações das aplicações que estiverem pausadas serão ocultadas. Elas voltarão a aparecer quando o modo foco for desativado.

Android ganha função de conversa automática com serviços emergenciais

Leia mais:  Falhou! Chineses conseguem enganar reconhecimento facial do iPhone

Usado em conjunto com o modo “Não Perturbe”, o modo foco pode ser útil para aquelas pessoas que precisam dedicar toda a atenção para atividades como estudos ou trabalho.

Esse recurso também pode ser uma boa alternativa para aquelas pessoas que estão de folga e querem se desligar de certas atividades. As informações são do site Android Police

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana