conecte-se conosco


Entretenimento

Indicação ao Globo de Ouro reforça caminho de Lady Gaga rumo ao Oscar 2019

Publicado

Lady Gaga foi indicada na manhã desta quinta-feira (6) ao Globo de Ouro 2019 por sua atuação em “Nasce uma Estrela”, filme de Bradley Cooper, que marca a sua estreia como protagonista no cinema. 

Leia também: “Nasce uma Estrela” triunfa ao costurar conflitos pessoais aos da fama


Cena de Nasce uma Estrela: um dos melhores filmes do ano
Divulgação

Cena de Nasce uma Estrela: um dos melhores filmes do ano

O filme recebeu um total de cinco nomeações ao prêmio. Além de Lady Gaga , Bradley Cooper concorre entre os diretores e atores dramáticos.
Shallow
foi nomeada a melhor canção e o longa disputa com “Se a Rua Beale Falasse”, “Infiltrado na Klan”, “Pantera Negra” e “Bohemian Rhapsody” o troféu de melhor filme.

A indicação de Gaga, ainda que esperada, reforça sua candidatura para o Oscar. Suas rivais na categoria são Melissa McCarthy por “Poderia me Perdoar?”, Nicole Kidman (“O Peso do Passado”), Glenn Close (“A Esposa”) e Rosamund Pike (“A Private War”). 

Leia também: Assédio sexual, “Joanne” e mais: o caminho para Lady Gaga acontecer no cinema

Leia mais:  Com alma trash, “Operação Overloard” acerta em cheio ao fundir terror e nazismo

Lady Gaga , que também concorre por Shallow , já venceu o Globo de Ouro em 2016 como atriz em série limitada por “American Horror Story: Hotel”.  A 76ª edição do Globo de Ouro acontece no dia 6 de janeiro, em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Ovacionada, Sandra Bullock se emociona com carinho do público na CCXP 2018

Publicado

por

O terceiro painel da  Netflix  na CCXP 2018 foi intenso. A apresentação começou com a exibição em primeira mão do trailer de “Operação Fronteira”, novo filme de J.C Chandor (“O Ano Mais Violento”), com Bem Affleck e Oscar Isaac no elenco, que estreia em março na plataforma de sreaming.

Leia também: Em 3º dia glorioso da CCXP 2018, Netflix não empolga com “The Umbrella Academy”


Terceiro painel da Netflix da CCXP 2018
Reinaldo Glioche/iG

Terceiro painel da Netflix da CCXP 2018

Na sequência, o auditório Cinemark foi palco da premiere mundial de “Bird Box”, filme estrelado por Sandra Bullock , uma das grandes atrações da  CCXP 2018 . O misto de drama e ficção científica dirigido por Susanne Bier (“Em Um Mundo Melhor”) mostra a atriz como uma mulher refratária à maternidade que precisa lidar com a própria gravidez enquanto uma versão aterradora e fulminante no apocalipse se anuncia.

Leia também: Chris Columbus fala de Robin Williams e “medo de ir pra Rússia” na CCXP 2018

“Bird Box” é claramente um filme de Bier, que submete seus personagens a testes constantes de resistência física, moral e psicológica. Mas apresenta boa cota de metáforas óbvias e simplificações narrativas. Apesar de ensejar um interessante comentário a respeito da vulnerabilidade das pessoas ditas “normais”, aquelas sem deficiências, o filme o faz sem muita criatividade. Há, porém, muitas boas ideias trabalhadas de maneira pouco entusiasmantes.

Leia mais:  Bruna Marquezine e Giovanna Ewbank voltam a Noronha e posam sensuais

“Um pedaço do Brasil”


Terceiro painel da Netflix na CCXP 2018
Reinaldo Glioche/iG

Terceiro painel da Netflix na CCXP 2018

Ao fim do filme, Sandra Bullock subiu ao palco acompanhada de seu colega de lenço Trevante Rhodes e do produtor Dylan Clark. De largada, Sandra, sentindo-se culpada por “ser uma má mãe” por ter deixado seus filhos em casa para vir divulgar o filme no Brasil, pediu para o público participar de um gesto. Ela disse ter prometido levar uma lembrancinha do Brasil para eles, mas achava melhor “levar para eles um pedaço do Brasil”. Ela pediu para que o auditório cantasse “Happy Birthday to Laila and Louis”. O público comprou a ideia e levou Bullock às lágrimas. Foi genuinamente um dos momentos mais bonitos desta edição da Comic-Con brasileira.

Ao fim do painel, Sandra e público repetiram a dose e desejaram feliz aniversário para os filhos da atriz em português. Antes, porém, Sandra e seus colegas falaram um pouco sobre o processo criativo por trás do filme e de dificuldades como rodar cenas com os olhos vendados, já que, na produção, quando as pessoas veem as tais criaturas sentem um impulso violento de se matar.

Leia mais:  Foto de Kim Kardashian de lingerie faz sucesso no Halloween

Leia também: Primeiro painel da Netflix na CCXP 2018 tem “Mogli” e reverência a Andy Serkis

Rhodes disse que o que o atraiu no projeto foi justamente a profundidade da história que o forneceu uma “nova perspectiva” sobre família e amor. Bullock aprofundou o raciocínio do colega: “Eu acho que não são feitas histórias de amor o suficiente no cinema atualmente e por isso esse filme é tão tocante”.

Depois de um painel concorridíssimo na  CCXP 2018 , “Bird Box” estreia na Netflix no dia 21 de dezembro. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana