conecte-se conosco


Economia

Imposto de Renda 2020: consultas ao 1º lote de restituição começam nesta sexta

Publicado

A Receita Federal abre, a partir das 9h desta sexta-feira (22), as consultas ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) 2020, relativo a 2019. As consultas podem ser realizadas no site da Receita, em aplicativos do órgão para tablets e smartphones ou pelo telefone 146.

A expectativa é que 901.077 contribuintes recebam restituições no primeiro lote, que deve somar cerca de R$ 2 bilhões e ser depositado em 29 de maio.

O primeiro lote contempla aqueles contribuintes com prioridade legal, que são: idosos acima de 80 anos, contribuintes entre 60 e 79 anos e contribuintes portadores de alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

Segundo o cronograma disponível no site da Receita, os próximos pagamentos serão realizados em 30 de junho (segundo lote), 31 de julho (3º lote), 31 de agosto (4º lote) e 30 de setembro (5º lote). As consultas são abertas alguns dias antes.

O prazo de entrega das declarações começou em 2 de março e vai até as 23h59min59s de 30 de junho. Inicialmente, o prazo acabaria no fim de abril, mas a data foi prorrogado por dois meses por causa da pandemia de coronavírus.

Leia mais:  Thiago Silva pede união em torno da Unemat

Menos da metade dos contribuintes entregou declaração

Em balanço divulgado na quarta-feira, a Receita Federal informou que, após três meses de entrega da declaração do IRPF, menos da metade dos contribuintes havia acertado as contas com o Leão. Na data, 14.786.867 de pessoas haviam enviado o documento à Receita Federal.

O total enviado equivale a 46,2% dos 32 milhões de declarações esperadas para este ano.

Comentários Facebook
publicidade

Economia

Serasa oferece renegociação de dívidas para inadimplentes

Publicado

A Serasa lança a partir de hoje (16) uma ação para facilitar o pagamento de dívidas, com desconto de até 50% nos valores devidos. Segundo a consultoria, a ação tem potencial para que até 20 milhões de consumidores deixem de ter o nome negativado.

A iniciativa possibilita a renegociação de dívidas especialmente com lojas, bancos e empresas de telefonia e internet. As renegociações acontecem exclusivamente com dois parceiros da Serasa: a Ativos S.A e a Recovery.

Para consultar as possibilidades de negociação, o consumidor deve acessar a plataforma da Serasa Limpa Nome. Lá é possível consultar se há dívidas pendentes a partir do número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). É possível também fazer a negociação por aplicativo de celular.

Inadimplência
Segundo balanço divulgado no início do mês pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 26,7% das famílias brasileiras tinham contas em atraso em agosto e 67,5% estavam endividadas.

Comentários Facebook
Leia mais:  Política Estadual de Prevenção da Automutilação e do Suicídio é apresentada na ALMT
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana