conecte-se conosco


Política

Ibope mostra Abílio e Emanuel tecnicamente empatados

Publicado

A pesquisa do Ibope divulgada pela TV Centro América, afiliada da Rede Globo em Cuiabá, nesta sexta-feira (30), aponta os candidatos a prefeito de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (Pros) tecnicamente empatados em primeiro lugar com 26% e 25%, respectivamente.

Já em terceiro lugar ficou o ex-prefeito Roberto França (Patriota) com 16% da intenção de votos entre os cuiabanos, que também está empatado com a única candidata mulher na disputa, Gisela Simona (Pros), com a mesma porcentagem de 16%.
O candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), Julier Sebastião, ficou em quarto e marcou 3% dos intenções de votos.

Aécio Rodrigues (PSL) manteve a mesma porcentagem de 2%, ocupando a quinta posição. Paulo Henrique Grando (Novo) e Gilberto Lopes (Psol) não pontuaram nesta pesquisa.

A margem de erro da pesquisa estimulada é 4 pontos percentuais para mais e para menos. Foram ouvidos 602 eleitores da Capital entre 28 a 30 de outubro. O número de identificação na Justiça Eleitoral é MT‐02443/2020.

Rejeição

O atual prefeito e candidato à reeleição Emanuel Pinheiro lidera o índice de rejeição com 42%, logo em seguida vem o ex-prefeito Roberto França e Abílio Júnior empatados com 31%.

Leia mais:  Eduardo Bolsonaro é reconduzido à liderança do PSL na Câmara

Julier Sebastião possui 23% e Gisela Simona 11% de rejeição. Aécio Rodrigues e Gilberto Lopes tem 8% e o Paulo Henrique Grando 6%.

 

Pesquisa anterior

Na pesquisa passada, divulgada no dia 16 de outubro, Abílio Júnior ficou em primeiro lugar com 26% na disputa pela Prefeitura de Cuiabá.

Logo atrás, em segundo, ficou o atual prefeito e em busca da reeleição, Emanuel Pinheiro, com 20% de intenção, tecnicamente empatado com o terceiro colocado, o ex-prefeito Roberto França 19% na pesquisa.

Em quarto, Gisela Simona (Pros) marcou 11%. Julier Sebastião, ficou em quinto com 3% dos votos válidos.

Paulo Henrique Grando (Novo) e Aécio Rodrigues (PSL) tiveram a mesma porcentagem de 2%, ocupando a sétima e oitava colocação, respectivamente. O Concorrente pelo Psol, Gilberto Lopes, não pontuou.

Por: Noelisa Andreola/ gazetadigital.com.br

 

Comentários Facebook
publicidade

Política

Emanuel descarta sair agora, cita força do voto e pede espaço

Publicado

Em meio a rumores sobre uma possível saída do MDB, o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) garantiu que continuará na sigla, “no momento”, apesar dos desgastes com parte dos correligionários.

Durante a campanha eleitoral, Emanuel disse ter se sentido “abandonado” politicamente ao não ter em seu palanque nomes de peso da sigla. Com isso, boatos sobre uma possível debandada começaram a circular.

Apesar da ausência de apoio, Emanuel avaliou que saiu fortalecido das urnas e que se reunirá em breve com emedebistas para pedir mais “espaço”.

“Não passa pela minha cabeça, no momento [sair da sigla]. O MDB tem que reavaliar o resultado das urnas. Ver quem saiu fortalecido para poder redesenhar o quadro político partidário no Estado, e as forças que realmente são lideranças políticas. Essa avaliação é partidária, deve ser liderada pela executiva regional avaliando todo Estado”, afirmou.

“É preciso analisar quem saiu maior, quem saiu menor e redesenhar essa ocupação de liderança internamente dentro do partido, para não cometer um erro crasso que a maioria das legendas comete. Por isso que ficam tão destoadas do sentimento popular”, emendou.

Leia mais:  CPI suspende interrogatório do ex-governador Silval Barbosa

A declaração de Emanuel ocorre em meio a um desgaste interno vivenciado por ele no MDB. Na quinta-feira (3), os 23 prefeitos eleitos pela sigla se reuniram com o governador Mauro Mendes (DEM) no Palácio Paiaguás, sem a presença de Emanuel. Ele justificou a falta de apoio do partido e a submissão de alguns ao governador – seu inimigo político.

Se de um lado Emanuel estava magoado com a sigla, do outro os emedebistas também não o perdoaram. O presidente do MDB em Mato Grosso, deputado federal Carlos Bezerra, classificou como “erro” a atitude do Emanuel, e chegou a convidar Mendes para integrar a sigla.

 

Mendes no MDB?

Na opinião do prefeito, o convite foi feito no calor do momento. Emanuel pondera que Mendes foi um dos derrotados nas urnas em Cuiabá, posto que apoiou no primeiro turno das eleições o candidato Roberto França (Patriota) e no segundo Abílio Júnior (Podemos).

Além disso, conforme o prefeito, o convite pode ter causado uma animosidade entre o DEM e o MDB, que são aliados no âmbito estadual.

Leia mais:  20/11 – Feriado Nacional

“É preciso ver o peso do governador nas eleições. O governador saiu grande das urnas? O partido saiu grande nas urnas? Pese primeiro quem são essas lideranças que saíram maior do que quando entraram. É preciso redesenhar o mapa político do partido”.

“Quem realmente tem representatividade, quem tem voto, quem tem força para poder representar a bandeira do MDB, que é uma grande bandeira. E não se precipitar com convites como esse, que além de indelicados, não representam o resultado das urnas”, afirmou.

 

 

 

fonte: MidiaNews

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana