conecte-se conosco


Cidades

Hospital particular de Cuiabá passa a cobrar R$ 800 por consultas no Pronto Atendimento; aumento de 110%

Publicado

Quem precisar de atendimento no Hospital Santa Rosa, em Cuiabá, terá que pagar  R$ 800 a partir desta terça-feira (23).

O aumento nas consultas do Pronto Atendimento vem na semana posterior ao fechamento desse tipo de serviço em outros três hospitais particulares da Capital devido à alta da Covid-19. Até a última segunda-feira (22), o valor praticado no Hospital Santa Rosa era de R$ 380 — um aumento de 110%.

O aumento, informado ao HNT em consulta ao Hospital, é concomitante ao cenário dramático da pandemia em Cuiabá. Na última terça-feira (16), os primeiros hospitais particulares da Capital suspenderam os serviços de Pronto Atendimento por causa da superlotação. O Hospital São Judas Tadeu e o Complexo Hospitalar Cuiabá tiverem os atendimentos paralisados por 24 horas e reabriram após uma readequação de leitos.

O mesmo aconteceu com o Hospital São Mateus, na quinta-feira (18). A unidade, que é uma das mais populares de Cuiabá, também ficou 24 horas sem receber novos pacientes para que pudesse prosseguir com os atendimentos de quem já passava por triagem no hospital. Outras ala, como o centro cirúrgico, funcionaram normalmente.

Leia mais:  Pedal Solidário arrecada alimentos para garantir Ceia de famílias carentes

A escalada no valor do Pronto Atendimento do Hospital Santa Rosa coincide ainda com o colpaso absoluto no sistema de saúde pública. Desde o último fim de semana todas as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Capital suspenderam os atendimentos, exceto em caso de urgência. Também não há mais vagas para internação pelo sistema público municipal.

Até esta segunda-feira (22), Mato Grosso registrou 289.823 casos de Covid-19 e 6.938 óbitos. Foram 125 mortes em 24 horas e 3.130 novos infectados. No sistema público, 189 pessoas aguardam por internação.

Outro lado

O Hospital Santa Rosa (HSR) informa que o aumento do preço da consulta em caráter particular no pronto-atendimento, se justificou em decorrência da elevação do custo da operação provocado pela COVID 19, que vem desde 2020 e até então não havia sido repassado ao consumidor, mesmo considerando o elevado grau de inadimplência de pacientes em caráter particular.

O HSR esclarece ainda que o atendimento particular no pronto-atendimento corresponde a 4% do volume total de atendimentos diários. Em meio a segunda onda da pandemia no estado de Mato Grosso (MT), o Santa Rosa manteve seu pronto atendimento amplamente aberto, atendendo plenamente aos seus clientes.

Por: RAYNNA NICOLAS/ HNT

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Governador de MT declara situação de emergência para ajudar os municípios

Publicado

O governador Mauro Mendes declarou situação de emergência no Estado de Mato Grosso por conta do avanço do coronavírus, de forma a auxiliar os 141 municípios a enfrentar a pandemia.

O decreto foi publicado nesta quarta-feira (14.04) e ainda deverá passar pela validação do Governo Federal.

A situação de emergência atendeu solicitação da Defesa Civil do Estado e terá validade de 30 dias, podendo ser prorrogada por mais 180 dias.

Conforme o governador, a declaração de emergência ajuda os municípios a conseguirem, com menos burocracia, realizar as ações de enfrentamento à covid-19.

“A maioria dos municípios está com classificação de risco alta ou muito alta, com UTIs na capacidade máxima. Com o decreto, as prefeituras conseguem fazer aquisições e investimentos emergenciais com mais agilidade, tendo em vista a urgência em salvar vidas”, explicou.

Outras ações

O Governo de Mato Grosso tem tomado uma série de providências para o combate à pandemia. Confira as principais:

SAÚDE

Abriu o Centro de Triagem Covid-19 na Arena Pantanal, que oferece consulta, testes, medicamentos e até tomografia. Já foram mais de 146 mil atendimentos
Abriu 608 leitos de UTI em 1 ano, entre pactuados, próprios e em parceria com municípios de todas as regiões do Estado.
Construiu o maior número de UTIs por 100 mil habitantes entre os estados do Centro-Oeste, segundo o Ministério da Saúde.

Ampliou o Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, de 38 leitos, para 278 leitos (238 clínicos e 40 UTIs)
Ampliou o Hospital Regional de Cáceres, com 30 novos leitos covid (10 de UTI e 20 de enfermaria)
Paga, em parceria com os municípios, as despesas de 899 leitos de enfermaria para covid.

Leia mais:  Pedal Solidário arrecada alimentos para garantir Ceia de famílias carentes

Está em processo de abertura de mais leitos de enfermaria, em parceria com municípios.
Repassou verba extra de R$ 69,8 milhões a todos os 141 municípios para ajudar no tratamento da covid.
Distribuiu 600 mil testes para todos os municípios e está comprando mais 550 mil. É o segundo estado do país que mais testa a sua população.
Comprou 239 respiradores e 326 monitores.
Entregou 20 ambulâncias para os municípios do interior.
Enviou 12,9 milhões de medicamentos aos municípios.
Paga verba extra aos profissionais de Saúde da linha de frente.
Comprou EPIs para os profissionais de Saúde
Distribuiu 360 mil litros de álcool 70% e mais 60 mil litros de álcool gel para unidades de saúde, prefeituras, órgãos estaduais e forças de segurança. Tudo produzido em parceria com instituições privadas e de ensino.

EDUCAÇÃO

Distribuiu 342,3 mil kits-alimentação a alunos de baixa renda
Entregou 850 mil apostilas aos alunos sem acesso à internet
Instituiu ajuda de custo para 15,9 mil professores comprarem notebooks e planos de internet

MEDIDAS ECONÔMICAS

Prorrogou e parcelou o ICMS de 180 mil empresas inscritas no Simples Nacional
Isentou o IPVA de 2021 aos setores de bares, restaurantes, eventos, motocicletas de até 160 cc, e motoristas de aplicativo.
Isentou o IPVA do 1º emplacamento até dezembro de 2023
Prorrogou o pagamento do IPVA
Prorrogou o pagamento do licenciamento
Manteve a isenção de ICMS sobre os produtos da cesta básica
Isentou o ICMS da energia elétrica a 147 mil famílias de baixa renda em 2020
Isentou o ICMS sobre os produtos usados no combate a covid em 2020
Reduziu o ICMS de 7% para 3% a bares, restaurantes e similares
Concedeu R$ 55 milhões em linhas de crédito para socorrer micro e pequenas empresas e setor de bares, restaurantes e eventos.
Parcelou dívidas pendentes de ICMS para o setor de bares, restaurantes e eventos por 60 meses e postergou os novos pagamentos por 3 meses.
Isentou o ICMS para transporte escolar e fretamento turístico em 2020
Prorrogou o pagamento das parcelas dos financiamentos do Fundeic contraídos com a Desenvolve MT
Isentou a Taxa de Serviços Estaduais para abertura de novas empresas
Prorrogou a validade de certidões negativas de débitos em 2020
Prorrogou as licenças de operação, outorgas e CC-Sema em 2020

Leia mais:  Escola Cívico Militar Profª Maria Dimpina Lobo Duarte conta com 82 vagas remanescentes

AÇÃO SOCIAL

Implantou programa que ajuda 100 mil famílias de baixa renda, com auxílio mensal de R$ 150
Distribuiu 330 mil cestas básicas e está em processo de aquisição de mais 534 mil.
Entregou 200 mil máscaras aos servidores e população.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana