conecte-se conosco


Política

Homens arrombam casa de ex-prefeito de MT e colocam fogo em quarto e escritório

Publicado

Por Denise Soares, G1 MT

A casa do ex-prefeito José Bauer, de Nova Ubiratã, a 506 km de Cuiabá, foi parcialmente incendiada na madrugada deste sábado (13) no Centro da cidade. Bauer estava viajando com a família e não havia nenhuma pessoa no local.

De acordo com a Polícia Militar, a casa foi invadida por homens que atearam fogo em arquivos, em um escritório da mulher do ex-prefeito e em um cômodo. Nenhum objeto foi levado do local. Computadores e televisões não foram levados.

Homens arrombaram casa de ex-prefeito de Nova Ubiratã e colocaram fogo em quarto e escritório — Foto: Daniel da Silva/Arquivo pessoalHomens arrombaram casa de ex-prefeito de Nova Ubiratã e colocaram fogo em quarto e escritório — Foto: Daniel da Silva/Arquivo pessoal

Homens arrombaram casa de ex-prefeito de Nova Ubiratã e colocaram fogo em quarto e escritório — Foto: Daniel da Silva/Arquivo pessoal

Segundo a PM, os suspeitos invadiram a casa por uma janela e também arrombaram a porta. O ex-prefeito estava em viagem para Lucas do Rio Verde, a 360 km da capital.

Os criminosos colocaram arquivos e documentos do escritório em cima de uma cama e colocaram fogo. Um quarto e o escritório foram incendiados.

Leia mais:  Primeiro Sarau Cultural do Legislativo acontece hoje.

A polícia foi chamada por testemunhas e pediu que a prefeitura enviasse um caminhão-pipa. A cidade não conta com um quartel do Corpo de Bombeiros.

O fogo foi controlado e o incêndio não se alastrou para os outros cômodos. Bauer retornou de viagem e registrou boletim de ocorrência sobre o episódio.

A Perícia Oficial Técnica (Politec) foi chamada no local do incêndio e deve identificar as primeiras informações sobre o caso.

Comentários Facebook
publicidade

Política

CCJ aprova convite para Dallagnol explicar troca de mensagens com Moro

Publicado

por

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ) aprovou hoje (18) um requerimento de convite ao procurador federal Deltan Dallagnol para que preste esclarecimentos sobre trocas de mensagens com o então juiz e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, nas investigações da Operação Lava Jato. A data da sessão ainda não foi marcada.

Na avaliação do senador Ângelo Coronel (PSD – BA), autor do requerimento, o teor da troca de mensagens indica desvirtuamento das funções do procurador e também que o então juiz Sergio Moro extrapolou funções e desrespeitou deveres da magistratura. À época das mensagens, Moro era o juiz responsável por julgar réus alvo da operação, entre eles o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso.

Brasília - Procurador Deltan Dallagnol em palestra no UniCeub sobre Democracia, Corrupção e Justiça: Diálogos para um País Melhor  (José Cruz/Agência Brasil)

Procurador Deltan Dallagnol deverá se explicar aos senadores sobre conversa com Sergio Moro – Arquivo/Agência Brasil

Sergio Moro

Amanhã (19), às 9h, a CCJ ouve Sergio Moro, que se colocou espontaneamente à disposição para se explicar.

Segundo a presidente do colegiado, senadora Simone Tebet (MDB-MS), a segurança na CCJ será reforçada. A senadora adiantou ainda que ministro terá 30 minutos para uma exposição inicial com direito a réplica e tréplica dos parlamentares.

As supostas conversas pelo aplicativo Telegram, entre Moro e Dallagnol, foram divulgadas no dia 9 pelo site de notícias The Intercept Brasil.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Política
Comentários Facebook
Leia mais:  Parlamentares se reúnem com secretário de Serviços Urbanos da Capital
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana