conecte-se conosco


Polícia

Homem é preso por violência doméstica e mulher tem mandado de prisão cumprido em ações distintas em Rondonópolis

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um homem suspeito de violência doméstica foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na segunda-feira (19.07), em ação realizada pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá).

Os fatos ocorreram no domingo quando durante uma discussão o suspeito empurrou a vítima e começou a agredi-la fisicamente e com ofensas. Durante as agressões, ele também revirou toda a casa, jogando bebidas e comidas pelos cômodos, quebrando panelas, ventilador e outros objetos da residência.

A vítima chegou a acionar a Polícia Militar, porém quando os policiais chegaram ele a segurou e tampou a boca da companheira a impedindo de sair.

No dia seguinte aos fatos, a vítima procurou a Delegacia da Mulher de Rondonópolis para denunciar as agressões sofridas. Imediatamente os policiais da unidade iniciaram as diligências para localizar o suspeito, que foi preso em flagrante por violência doméstica.

Cumprimento de mandado

Em outra ação da Delegacia da Mulher de Rondonópolis, uma mulher considerada foragida da Justiça teve o mandado de prisão cumprido, nesta terça-feira (20).

Leia mais:  Dois motoristas são presos pela PRF em MT com carros roubados

Com os mandados de prisão e busca e apreensão, os policiais foram até o endereço da procurada, no bairro Jardim Liberdade, porém ela já não estava mais morando no local.

Com novas informações sobre o paradeiro da suspeita, os policiais diligenciaram até o bairro Jardim Nova Era, onde foi dado cumprimento ao mandado. A mulher foi conduzida para a DEDM de Rondonópolis para as providências cabíveis e depois colocada à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Três são presos em flagrante e pontos do tráfico são desarticulados durante operação em Campos de Júlio

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil deflagrou nesta quarta-feira (22) a operação “Euphractus”, em Campos de Júlio (553 km a noroeste da Capital), para cumprimento de dois mandados de busca e apreensão que visam desarticular pontos de venda de entorpecentes.

Três suspeitos foram presos em flagrante e apreendidas entorpecentes, celulares, arma, dinheiro e apetrechos para embalar drogas. A operação contou com apoio da Delegacia de Comodoro. 

Em investigações realizadas pela equipe da Delegacia de Campos de Júlio, os policiais civis identificaram o comércio de substâncias ilícitas em dois endereços na cidade.

Após monitoramento e a coleta de indícios sobre as atividades criminosas, o delegado Ricardo Marques Sarto representou pelos pedidos de buscas e apreensões domiciliares deferidos pelo juízo da Comarca de Comodoro.

O primeiro alvo das buscas foi um endereço no bairro Águas Claras, onde os investigadores localizaram fR$ 500 provenientes da venda de entorpecentes, além de porções de maconha e pasta base de cocaína. Dois jovens de 20 e 23 anos foram presos em flagrante.

Leia mais:  Polícia Civil e Visa fecham clínica de estética com atuação irregular na Capital

O suspeito de 23 anos responde a dois homicídios e estava com mandado de prisão em aberto, expedido pela Comarca de Vitorino Freire, no Maranhão, onde cometeu um homicídio a golpes de facão motivado por dívida de drogas.

Na segunda residência alvo de mandado judicial, no centro da cidade, os policiais civis apreenderam porções maconha e de crack, balança de precisão, R$ 430 em dinheiro e um simulacro de arma de fogo (tipo pistola). O morador de 21 anos foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

O delegado Ricardo Sarto destacou o êxito da operação, tendo em vista que os principais alvos da investigação foram presos em flagrante.“Os presos foram conduzidos até a Delegacia de Campos de Júlio, interrogados e após serem autuados pelos crimes, foram colocados à disposição do Poder Judiciário”.

O nome da operação “Euphractus” faz alusão ao nome científico do tatupeba, que refere-se ao modus operandi utilizados pelos alvos para esconder as drogas, enterradas no quintal das casas.

Leia mais:  Comissão de Segurança discute situação dos Conselhos Comunitários de MT

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana