conecte-se conosco


Polícia

Homem é preso com munições de arma de fogo em residência da Capital

Publicado

Assessoria PJC | MT

Um homem foi preso em flagrante com munições de calibre 12 em uma residência no bairro Tijucal, em Cuiabá. A ação foi realizada na tarde de quinta-feira (18) pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Judiciária Civil.

A prisão do suspeito se deu em cumprimento a mandado de busca e apreensão expedido pelo Judiciário, após representação da Polícia Judiciária Civil.

Questionado pelos policiais sobre a existência de material ilícito na residência, o suspeito C.D.C.S, 33, confessou que possuía 06 munições de arma de fogo (calibre 12), e apontou local exato onde se encontravam, o que foi de fato constatado.

Conduzido à delegacia, o suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de “posse irregular de munição de uso permitido”. O titular da DRE, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira arbitrou fiança no valor de R$ 10 mil, que não foi paga pelo suspeito. Diante disso, o investigado será encaminhado para audiência de custódia no Fórum da Capital.

Denúncia – Além do Disque-denúncia via 197, a Polícia Civil disponibiliza canais de comunicação direta e exclusiva para denúncias de tráfico de drogas. Por meio do whatsapp (65) 99989-0071 e email: [email protected] qualquer pessoa pode passar informações que auxiliem os trabalhos de investigação. O sigilo é absoluto.

Leia mais:  Governo alerta servidores sobre fim do decreto que estabelece expediente reduzido

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Delegados de Mato Grosso ganham o maior salário do Brasil

Publicado

Um levantamento realizado pelo Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp) mostrou que os delegados de Mato Grosso são os que ganham o maior salário da categoria no país. O salário mensal de um delegado da Polícia Civil no estado é de R$ 24,5 mil.

Enquanto o salário dos delegados de Mato Grosso é o maior do país, o vencimento de escrivães e investigadores – as outras carreiras da Polícia Civil-, está bem longe do primeiro lugar.

Para os escrivães, profissionais responsáveis pelo registro de ocorrências e pela documentação das investigações, o salário é de R$ 5,5 mil, o 11º no ranking brasileiro.

Já para os investigadores, policiais que coletam provas sobre os crimes, localizam e interrogam suspeitos e mantém a segurança dos locais de investigação, o vencimento inicial é de R$ 5,5 mil, o 9º maior na comparação com o mesmo cargo em outros estados.

Dados da Polícia Civil mostram que no quarto trimestre de 2020 havia 400 cargos para delegados, porém, 158 estavam vagos. Já para escrivão de polícia, são 1,2 mil vagas, mas só 2.056 ocupados. E para investigador são 4 mil vagas, com 1.944 cargos vagos.

Leia mais:  Vigilância em Saúde investiga casos de suposta intoxicação alimentar de clientes de restaurante em Cuiabá

Por ser uma carreira típica de Estado, ou seja, que não podem ser substituída por profissional contratado, os cargos da Polícia Civil só podem ser ocupados através de concurso público. No entanto, para conseguir benefícios com o governo federal durante a crise, o Estado se comprometeu a não criar novos gastos até 2022, o que incluem os concursos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana