conecte-se conosco


Polícia

Homem de 51 anos é preso por estupro de vulnerável em Primavera do Leste

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um homem acusado de crime cunho sexual contra uma menor de 13 anos foi preso no município de Primavera do Leste (231 km ao Sul), durante ação integrada da Polícia  Civil e Polícia Militar, realizada na tarde de quarta-feira (10.07). J.L.F.O., 51, conhecido como “Botinha”, foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável, após ser surpreendido no bairro Castelândia.

As diligências iniciaram após ocorrência de sequestro e cárcere privado, tendo como vítima uma adolescente. Conforme informações preliminares, o suspeito teria estacionado seu veículo ao lado da menor, e, em seguida, mediante ameaça, exigiu que ela entrasse no veículo.

Os policiais  conseguiram abordar o acusado próximo a sua caminhonete, modelo F1000. Questionado sobre os fatos, J.L.F.O. informou que deu carona para a adolescente, e a levou para uma casa, local onde permaneceu por cerca de duas horas.

O suspeito confirmou ter mantido relação sexual com a adolescente, bem como pagou o valor de R$ 70 para ela. Ele também relatou que depois do ato, retornou para a cidade e a deixou nas proximidades do bairro Feliz Natal.

Leia mais:  “Quem aderiu à greve já está com o ponto cortado” diz Mauro Carvalho.

A menor também foi encontrada e encaminhada para ser ouvida e atendida. Já o acusado foi conduzido à Delegacia de Polícia de Primavera do Leste, interrogado e autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável. 

Em depoimento, o preso alegou que era a segunda vez que se relacionava com menor. Após a confecção dos autos, o preso foi encaminhado para audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Equipe Especial interroga esposa de cabo em investigações das interceptações ilegais

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Civil, por meio da Equipe Especial, designada exclusivamente para conclusão dos inquéritos sobre as interceptações ilegais, ouviu em interrogatório, na tarde desta quarta-feira (18), a esposa do Cabo Gerson Correa, para esclarecimentos sobre questões apuradas nas investigações.

A delegada Ana Cristina Feldner informou que a mulher (E.M.O) aparece em algumas situações, como assinatura de fiadora no contrato de locação da sala usada para fazer as escutas ilegais, além da conta de internet usada no escritório clandestino estar em seu nome. Também por ter levado um aparelho celular ao cabo quando ele estava preso na Rotam. E ainda sobre a origem de um valor de R$ 35 mil, emprestado pelo cabo a um amigo.

Conforme a delegada, todas as informações serão analisadas, inclusive se  a mulher  tinha conhecimento e envolvimento com a organização criminosa investigada. Ela  alegou que acredita na inocência de seu marido.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil prende homem que matou cachorros de ex-companheira por não aceitar fim de relacionamento
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana