conecte-se conosco


Sem categoria

Homem assassinado a tiros intermediou morte de advogado em MT

Publicado

AMANDA DIVINA/hipernoticia

A Polícia Civil instaurou um inquérito policial (IP) para investigar o assassinato de Cícero de Assis Lima, de 55 anos, conhecida como “Vela”, ocorrida na manhã de quinta-feira (11), na cidade de Sinop (a 478 km de Cuiabá). A vítima, segundo policiais, era suspeita de ter intermediado a execução do advogado Milton Queiroz Lopes, 51 anos, em março de 2020, na cidade de Juara (a 694 km de Cuiabá).

Reprod/ Redes sociais

milton

Cícero chegou a ser preso pela Polícia Civil na cidade de Presidente Prudente (SP), em agosto de 2020. Após a sua detenção, a vítima teria feito uma espécie de delação e denunciado que os irmãos Douglas Martin Paes de Barros e Diego Martin Paes de Barros teriam participado da execução do advogado.

Após a queixa de Cícero, os denunciados chegaram a ser presos, mas foram soltos após a Justiça de Mato Grosso conceder habeas corpos a ambos.

À Polícia Civil, Cícero explicou que recebeu cerca de R$ 150 mil para fazer a intermediação entre os mandantes e os executores do advogado. Na denúncia, Cícero ainda afirmou que um terço desse valor (R$ 50 mil) foi pago aos dois assassinos do advogado.

Leia mais:  Kalil presta depoimento em ação por sonegação de FGTS

Agora, os investigadores tentam descobrir se Cícero foi vítima de queima de arquivo (execução de uma testemunha importante de um delito que poderia denunciar executores de um delito).

O caso é investigado pela Polícia Civil. Até a publicação da matéria, os assassinos de homem não haviam sido presos.

A morte do intermediador

Cícero foi executado por dois criminosos, que estavam em uma motocicleta.

Os criminosos teriam pedido uma informação e logo depois um dos atiradores pegou uma arma e atirou em Cícero. Assustado, o amigo da vítima conseguiu fugir do local e não foi atingido. A vítima morreu no local.

 

Morte de advogado

Milton foi assassinado com três tiros em seu escritório de advocacia. Em um vídeo recebido pelo HiperNotícias, é possível ver a vítima conversando com o atirador no escritório. Em seguida, o assassino saca uma arma e atira três vezes à queima roupa.

Mesmo baleado, a vítima conseguiu correr até o estacionamento do escritório, mas não resistiu aos ferimentos e morreu pouco tempo depois.

Leia mais:  Pedro Taques exonera ex-namorada

Depois do crime, o bandido foge do local. Testemunhas informaram que o atirador teve apoio de um criminoso. Eles fugiram em uma motocicleta, de modelo não identificado.

Pouco tempo depois, policiais da Força Tática de Sinop saíram em rondas e prenderam a dupla próxima à cidade.

Comentários Facebook
publicidade

Sem categoria

Loja de departamentos fura quarentena em VG; Olhe vídeo

Publicado

A Havan da Avenida da FEB foi autuada por descumprir o decreto do Governo do Estado ao ser flagrada em pleno funcionamento durante o período da tarde deste sábado (6). Aos finais de semana, esse tipo de estabelecimento só pode funcionar até às 12 horas.

De acordo com as informações, fiscais da Vigilância em Saúde da cidade metropolitana estiveram no local e constataram que a varejista seguia suas atividades sem respeitar o horário decretado pelo governador Mauro Mendes (DEM).

Com isso, a loja responderá um processo administrativo e poderá receber uma simples advertência ou rec

eber uma multa que pode chegar a R$ 30 mil. A Havan pertence ao empresário Luciano Hang, defensor frenético do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido).

Assim como o chefe do Planalto, Hang se posiciona fortemente contra o fechamento do comércio e toque de recolher como medidas de combate a pandemia. No ano passado, a mesma loja de Várzea Grande foi multada em R$ 5 mil por descumprir as medidas de segurança que evitam a proliferação do Covid-19.

Leia mais:  Assaltantes armados invadem casa, rendem e agridem família

Na ocasião, equipes da Vigilância Sanitária realizaram uma vistoria na loja de departamentos mediante uma denúncia anônima de que a loja estaria permitindo aglomerações de pessoas e ainda não estaria fazendo as higienizações dos carrinhos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana