conecte-se conosco


Carros e Motos

Harley-Davidson de Elvis Presley é leiloada bem abaixo das expectativas

Publicado

source
Harley-Davidson arrow-options
divulgação/GWS Autions

Harley-Davidson de Elvis Presley é considerada a moto de celebridade mais rara pelos especialistas

Uma das motos de leilão mais raras — se não a mais rara — foi vendida por menos da metade das expectativas. Estamos falando de nada menos que a Harley-Davidson FLH Electra Glide 1200, ano 1976, de  Elvis Presley. Como se não bastasse, o exemplar ainda estava em nome do Rei do Rock, quem rodou apenas 203 km. O novo proprietário deve estar rindo à toa após ter pago apenas US$ 800 mil (R$ 3,66 milhões). “Apenas”, porque os especialistas insistem que ela vale mais de US$ 2 milhões (R$ 8,33 mi).

LEIA MAIS: Motos para viajar: Veja seleção de 5 estradeiras entre R$ 20 mil e R$ 40 mil

Nos últimos 30 anos, a Harley-Davidson de Elvis Presley esteve exposta no Pioneer Auto Museum, na Dakota do Sul, nos EUA, após o artista ter vendido a um concessionário local. Esse museu de clássicos tem um acervo com cerca de 300 carros, motos e até tratores antigos. Além de se encontrar em perfeito estado de conservação, acima de tudo, trata-se de uma moto estilosa que é lembrada por sua força.

Seu motor V2 de 1206 cc com refrigeração a ar desenvolve 58 cv, com 87.3 x 100.8 mm de curso dos pistões. Junto ao câmbio de 4 marchas, isso é o suficiente para atingir os 135 km/h. O sistema de suspensão em ambas as rodas é simples, tal como os freios, compostos por discos individuais.

Leia mais:  Lamborghini localiza Miura usado em filme clássico dos anos 1960

LEIA MAIS: Harley-Davidson Street Glide Special: espírito mais jovem da família Touring

Visualmente, a H-D de Presley tem ares de exclusividade. Sua cor verde água traz tons escurecidos nos bagageiros, no pára-lama dianteiro e no tanque de combustível, além de bastante cromo. O banco, por sua vez, é de couro legítimo, com costuras triangulares e formato côncavo. Se o Elvis quisesse levar um violão ou qualquer outro objeto, podia contar com um bagageiro logo atrás.

Outras motos raras vendidas em leilões

Leilão arrow-options
Divulgação/Bonhams

Vincent Black Lightning 1951: Arrematada por US$ 929 mil (R$ 4 milhões), eis moto mais cara já vendida em um leilão

Ao relembrar de outros casos como a moto de Elvis Presley , uma outra H-D Electra Glide famosa também foi leiloada em 2015. Desta vez de Marlon Brandon, atingiu os US$ 256 mil (R$ 1,3 milhão). Esta estava bem mais rodada do que a de Presley, mesmo que com apenas 20 mil km no hodômetro.

Leia mais:  Downsizing passou longe! Confira o VW Up! com motor VR6 de 200 cv

LEIA MAIS: Harley-Davidson Road Glide Special roda suave e se mostra confortável

Entretanto, houveram duas ainda mais caras que a Harley-Davidson . A Cyclone Board Track Racer 1915 de Steve McQueen, fez o martelo bater por $ 852.000 (R$ 3,4 milhões) em 2015. Entretanto, até então a motocicleta mais cara do mundo é uma Vincent Black Lightning, vendida por US$ 929 mil (pouco menos de R$ 4 milhões) no ano passado.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Toyota Yaris XL Plus 1.5: um sedãzinho eficiente

Publicado

por

source
Toyota Yaris Sedan arrow-options
Carlos Guimarães/iG

Toyota Yaris Sedan XL Plus vem com o básico do conforto e sofisticação para famílias pequenas no dia a dia

Quem não quer um SUV, está bem servido de sedãs compactos no Brasil. Além da chegada do novo Onix Plus há também opções um pouco menos sofisticadas que a novidade da GM e que entregam um pacote interessante. Uma delas é o Toyota Yaris XL Plus (R$ 75.190) que se mostrou eficiente no dia a dia em alguns aspectos que vamos detalhar mais adiante.

 LEIA MAIS: Toyota Yaris Sedan: ele é melhor que Honda City e VW Virtus?

O Toyota Yaris Sedan XL Plus vem com uma lista bem recheada de equipamentos. Entre os destaques há farois com acendimento automático, câmbio CVT que simula 7 marchas, rodas de liga-leve de aro 15, bancos traseiros com encosto bipartido, partida por botão, piloto automático, controle de estabilidade (ESP), ancoragem ISOFIX e Top Tether e central multimídia com tela de 7 polegadas.

Mas o acabamento é bem simples, com revestimento de tecido e plástico por todo lado no interior. A central multimídia poderia ser mais prática, embora seja compatível com Android Auto e Apple Car Play. Há apenas uma entrada USB, que fica escondida debaixo do apoio de braço entre os bancos dianteiros, no porta-objeto. Sim, o carro agrada, mas o preço faz muita gente torcer o nariz.

Mesmo porque, estamos falando de um sedã compacto com motor 1.5, de 110 cv que funciona com o pacato câmbio CVT.  Mas que tem seus méditos, como o variador de fase na admissão e escape, o que ajuda na eficiência em garantir um desempenho razoável com boa economia de combustível. De acordo com dados do Inmetro, com apenas gasolina no tanque, o Yaris Sedan XL Plus pode fazer até 14,5 km/l na estrada e 13 km/l na cidade.

Leia mais:  Segredo: Novo Honda Fit terá sistema híbrido mais inteligente que o do Corolla

O econômico Yaris Sedan

Toyota Yaris arrow-options
Divulgação

Interior do Toyota Yaris Sedan é simples, mas há boa dose de equipamentos de série que contribuem com o conforto

Essa cerimônia em consumir combustível nos impressionou nesse  sedã que foi feito para ser dirigido sem pressa, quando o nível de ruído se mantém sempre em níveis bem civilizados. Se for pisar mais fundo no acelerador, o ronco do motor invade a cabine e atrapalha o conforto. O funcionamento do CVT, que procura priorizar a economia desanima a impor uma tocada mais quente.

LEIA MAIS: Toyota Yaris XL 1.3 CVT mostra bom custo-benefício se comparado ao XS 1.5

Bom também é que a suspensão consegue absorver bem as irregularidades do piso, com ajuda dos pneus borrachudos 185/60R 15. Some também a visibilidade adequada e terá um sedã compacto interessante para enfrentar o trânsito das grandes cidades e viajar com calma no fim de semana, tendo 473 litros de espaço no porta-malas.

Pelo preço que custa, não apenas Yaris Sedan XL Plus, mas todas as versões do sedã da marca japonesa deveriam ter ajuste de profundidade do volante, que pode ser regulado apenas em altura. E com um vão livre do solo de 15 cm vale  ter certa cautela em passar por valetas e lombadas para não correr o risco de raspara parte de baixo do carro.

Leia mais:  Lamborghini localiza Miura usado em filme clássico dos anos 1960

Nas curvas, o Yaris Sedan XL Plus apenas cumpre seu papel, nenhuma pretensão esportiva. Em contrapartida, o carro tem uma série de assistências que contribuem com a segurança e o conforto, como a direção elétrica que ajuda nas  manobras e o assistente de partida em rampas, que segura o carro durante três segundos para que não desça e bata no que estiver logo atrás.

 As conveniências que o Yaris Sedan XL Plus tem também incluem comando um toque nos vidros elétricos e volante multifuncional,  ar-condicionado digital e farois auxiliares de neblina, tanto dianteiros quanto traseiros. De fato, o carro é um sedãzinho eficaz, “pedra no sapato” de rivais como Fiat Cronos, Honda City, VW Voyage e Ford Ka Sedan.

LEIA MAIS: Toyota Yaris XLS enfrenta o rivai Hyundai HB20 Premium 2019. Qual vence?

Conclusão

Se fosse um pouco mais em conta, o Toyota Yaris XL Plus iria incomodar ainda mais os principais concorrentes, exceto o Chevrolet Onix Plus e o VW Virtus, que ficam um degrau acima no terreno dos sedãs compactos, já tem têm um grau de sofisticação superior, tanto no que se refere ao conjunto mecânico (com motores turbinados) quanto aos equipamentos disponíveis (como o acesso à internet via 4G, do GM).

Ficha técnica

Preço: a partir de R$ 75.190

Motor:  1.5, quatro cilindros, flex

Potência:  110 cv (E) / 105 cv (G) a 5.600 rpm

Torque:  14,9 kgfm (E) / 14,3 (G) a 4.000 rpm

Transmissão:  Automático, CVT, tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / eixo de torção (traseira)

Freios:  Discos ventilados (dianteiros) / tambor (traseiros)

Pneus:  185/60 R15

Dimensões: 4,43 m (comprimento) / 1,73 m (largura) / 1,49 m (altura), 2,55 m (entre-eixos)

Tanque: 45 litros

Porta-malas: 473 litros 

Consumo gasolina: 13 km/l (cidade) / 14,4 km/l (estrada)

0 a 100 km/h: 12 segundos

Velocidade máxima:  186 km/h   

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana