conecte-se conosco


Política

Governo de MT usa publicidade institucional para atacar Prefeitura de Cuiabá

Publicado

briga entre o governador Mauro Mendes (DEM) e o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) parece não ter fim.

O mais recente episódio é a produção de uma faixa com a logomarca do Governo do Estado e do Sistema Único de Saúde (SUS) atacando a “deficiência da Prefeitura” para justificar a existência do Centro de Triagem, na Arena Pantanal, em Cuiabá.

Mesmo sem a citação, fica clara que a mensagem se refere à Prefeitura de Cuiabá, cidade onde está instalado o Centro de Triagem.

Segundo um advogado ouvido pelo Isso É Notícia, o Governo pode ter cometido crimes como abuso de poder e improbidade administrativa.

“Propaganda institucional deve ter caráter educativo, de orientação social de cunho informativo e não pode ser utilizado para promoção nem para ataques a outras instituições”, comentou.

Por: Alexandre Aprá/ Isso É Notícia

Comentários Facebook
Leia mais:  Notários e registradores podem se inscrever no XXXIII Encuentro del Comité Latinoamericano de Consulta Registral
publicidade

Política

Governo autoriza vacinar professores após forças de segurança

Publicado

O governador Mauro Mendes (DEM) autorizou a reserva de 10% das vacinas contra a covid-19 que o Estado receber para a imunização dos profissionais da educação das redes públicas e privadas. A informação é do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho. Segundo Carvalho, a decisão ocorreu na manhã desta segunda-feira (12) durante reunião com os secretários de Saúde, Gilberto Figueiredo (Saúde), e da Educação, Alan Porto.

“Estamos fazendo um ofício para a Secretaria de Saúde, solicitando que após a vacinação dos profissionais das forças de segurança, que também sejam imunizados os profissionais da educação”, disse durante entrevista ao programa Tribuna da rádio Vila Real FM.

A decisão tem por base a pressão por parte dos deputados estaduais e do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep). Isso porque na semana passada, os deputados aprovaram em 1ª votação a educação como serviço essencial na pandemia. Caso seja aprovada em 2ª votação, as aulas presenciais poderão retornar.

Com isso, muitos deputados cobraram que os professores entrassem na lista de prioridades para a vacinação no Estado, já que o retorno das aulas está em votação.  O projeto de retorno às aulas garante que a rede privada pode voltar com as aulas presenciais. Já  na rede pública poderia ocorrer de maneira virtual, até que se criem as condições para o retorno presencial.

Leia mais:  Decreto que cria comitê de monitoramento do mercado de gás é publicado

O Sintep chegou ameaça greve em fevereiro, caso o governo determinasse o retorno das aulas presenciais. Atualmente as aulas continuam remotas e o governador Mauro Mendes (DEM) aprovou na Assembleia um projeto para a compra de notebooks e o auxílio internet para mais de 15 mil professores da rede pública estadual.

O valor depositado aos professores é de até R$ 6.020. Os profissionais terão que comprovar a compra dos computadores e a assinatura da internet.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana