conecte-se conosco


Sem categoria

Governo anuncia privatização dos Correios nesta quarta

Publicado

Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos está na lista das 17 estatais que serão privatizadas ainda este ano. O anúncio será feito nesta quarta-feira (21), segundo informou o ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta terça-feira (20). A privatização de estatais precisa de aval do Congresso.

Nas justificativas que constam de estudo para privatizar os Correios, o Ministério da Economia aponta corrupção, interferências políticas na gestão da empresa, ineficiência, greves constantes e perda de mercado para empresas privadas na entrega de mercadorias vendidas pela internet, o e-commerce.

Como exemplos de ineficiência, o estudo aponta o “elevado índice de extravio”, e morosidade no ressarcimento dos produtos extraviados.

Nos estudos para a venda da estatal, o Ministério da Economia aponta o rombo de R$ 11 bilhões no fundo de pensão dos funcionários, o Postalis. Além disso, o Postal Saúde, o plano que atende aos funcionários, tem um rombo de R$ 3,9 bilhões.

O estudo diz que os Correios são uma “vaca indo para o brejo”, envolvendo risco fiscal de R$ 21 bilhões” (veja no vídeo abaixo).

Leia mais:  Nery Geller é preso pela PF

Em junho deste ano, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que o governo federal não pode vender estatais sem aval do Congresso e sem licitação quando a transação implicar perda de controle acionário.

Privatizações e PPI

Na manhã desta quarta, questionado sobre privatizações, o presidente Jair Bolsonaro disse que as empresas vão entrar primeiro no Programa de Parceria de Investimentos (PPI), para depois começar o processo de privatização. Bolsonaro falou com jornalistas na portaria do Palácio da Alvorada antes de seguir para os compromissos do dia.

“Ah, não é vão ser privatizadas, vão entrar no PPI para começar o processo de privatização”, afirmou Bolsonaro.

Ainda de acordo com o presidente, o processo dos Correios se encerra ainda neste ano, mas ele lembrou que é um processo demorado, justamente porque precisa de aval do Congresso.”A privatização dos Correios passa também [ainda em 2019], segundo decisão do Supremo, pela Câmara, pelo Congresso Nacional. Então, é um processo longo, não é rápido, bastante longo”, declarou o presidente.

Leia mais:  Veículo dos Correios e caminhão batem em rodovia de MT

Comentários Facebook
publicidade

Sem categoria

Bolsonaro participa de entrega de obra em MT

Publicado

por

Para por fim a guerra de palavras com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o governador Mauro Mendes (DEM) vai acompanhar o chefe maior da nação na entrega do trecho de 51 quilômetros da BR-163 que liga Moraes Almeida a Novo Progresso, no Pará.

 

O único trecho que ainda não era pavimentado entre Sinop (um das cidades mais produtoras de Mato Grosso) e Miritituba (PA) onde fica estão localizados portos de escoamento da produção. O asfalto foi concluído pelo Exécito Brasileiro, depois de uma promessa do ministro Tarcísio Freitas de que não faltariam recursos para concluir o trecho.

 

O presidente havia feito no início do mês um desafio aos governadores para cortar, ou mesmo, mudar a forma de tributação dos combustíveis. Mauro Mendes foi um dos que responderam ao desafio e disse que cortadia se houver a compensação real das perdas da Lei Kandir e o pagamento do FEX ao Estado (os valores de 2018 e 2019 não foram pagos pela União).

 

Leia mais:  Veículo dos Correios e caminhão batem em rodovia de MT

O ministro da Economia, Paulo Guedes e os governadores decidiram tratar o tema na reforma tributária que está no Congresso.

Este será o primeiro encontro entre os dois depois da troca de farpas.

 

Bolsonaro em Mato Grosso também é esperado por conta da eleição suplementar ao Senado. Partidos e candidatos se movimentam para ter o apoio do presidente, ao mesmo tempo, outra corrente bolsonarista quer que presidente fique neutro.

 

O presidente deve descer em Sinop e seguir até o ponto de inauguração da rodovia. No ano passado, Jair Bolsonaro esteve na cidade de Barra do Garças, lançando projeto na área ambiental.

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana