conecte-se conosco


Cidades

Golpes pela internet avançam 55% em MT e sustentam facções

Publicado

Crimes de estelionato cresceram 55% em Mato Grosso no comparativo entre 2019 e 2020, saltando de 8.934 ocorrências para 13.862, respectivamente, conforme dados da Secretaria de Estado e Segurança Pública (Sesp).

Mas os números mostram apenas uma fatia da expansão vertiginosa da “indústria de golpes” que tem feito organizações criminosas alugarem imóveis para manter “funcionários” trabalhando em turnos durante as 24 horas do dia para obter dinheiro fácil pela internet e redes sociais. O Estado tem se destacado no cenário nacional, já que semanalmente chegam dezenas de registros de vítimas lesadas em outros pontos do país, que tiveram seu dinheiro depositado em contas usadas por criminosos daqui.

 

Há pouco menos de um mês atuando no gabinete de estelionato da 2ª Delegacia de Polícia de Cuiabá, o delegado Cláudio Victor Freesz já se deparou com diversas modalidades de golpes, mas cita que o conhecido “Golpe da OLX” lidera o número de registros. O uso do site de compras por golpistas que obtêm lucro fácil com negociações suspeitas, muitas vezes a partir de ofertas absurdamente irreais, continua trazendo prejuízos a milhares de cidadãos, apesar dos constantes alertas das autoridades.

Leia mais:  Primeira-dama repassa arrecadação de alimentos à Prefeitura e cita novo tempo em Cuiabá

 

A isca dos criminosos é praticamente a mesma. Oferecer uma vantagem imperdível com um negócio lucrativo que leva a vítima a pagar por um bem que nunca terá, já que a recuperação do dinheiro entregue ao golpista não acontece.

 

Freesz enfatiza que o estelionato, principalmente bancário e pelas redes sociais, é hoje o principal meio de arrecadação das facções criminosas que, como ocorreu em Mato Grosso, abandonaram os roubos a bancos e ataques a caixas eletrônicos para obter ainda mais dinheiro de uma forma menos arriscada, barata e, acima de tudo, praticamente sem correr risco de serem identificados e punidos criminalmente. A lavagem do dinheiro pela pulverização rápida em contas bancárias é um dos trunfos dos grupos criminosos.

 

Dados da Sesp apontam que, em 2020, 41% dos registros de estelionato estavam ligados ao uso de dados em transações financeiras sem autorização do titular, incluindo saques de FGTS, auxílios emergências e empréstimos em geral. O delegado acredita que a tendência de aumento deste tipo de crime é cada vez maior, pelo atual quadro de vazamento de dados de clientes de telefonia ou sistema bancário, que são alvos em potencial destas associações criminosas com acesso aos dados pessoais de clientes.

Leia mais:  Prefeitura apresenta três projetos que avançam políticas públicas para os animais

 

O crime está organizado, se adaptou e inova a cada dia, arrecadando milhões enquanto que, do outro lado, órgãos da segurança pública, instituições bancárias e a Justiça não conseguem conter os avanço das golpistas. Freesz cita que a falta de diálogo entre as instituições e a dificuldade em se avançar nas investigações, por falta de tecnologias, recursos humanos, entre outros fatores, deixam a sociedade ainda mais vulnerável e sem perspectiva.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Sepultamentos em SP crescem; setor vê risco de faltar caixão

Publicado

A média de enterros e cremações nos cemitérios de São Paulo na última semana (221 por dia) cresceu 11% na comparação com os da semana de 11 a 17 de fevereiro (196), segundo o Serviço Funerário. Em relação à semana de 18 a 24 de fevereiro, a alta é de 9,5% (média diária de 200). A Prefeitura diz que os números estão na média: entre 240 no verão e 300 no inverno.

Na capital paulista, representantes do setor não veem explosão de enterros, mas dizem que há redes em outras cidades “perto do colapso”. A demanda maior de sepultamentos e a falta de matéria-prima para caixões, como aço e MDF, preocupam. A Associação dos Fabricantes de Urnas do Brasil vê risco de desabastecimento nacional de caixões.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários Facebook
Leia mais:  Prefeitura informa o que abre e fecha nos feriados de 15 e 20 de novembro
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana