conecte-se conosco


Entretenimento

Globo sai em defesa de Miriam Leitão e chama Bolsonaro de mentiroso

Publicado

Nesta sexta-feira (19) o “Jornal Nacional”, noticiário da Globo , rebateu as críticas feitas pelo presidente da república Jair Bolsonaro (PSL) à jornalista Miriam Leitão.

Leia também: Reforçando boatos de ida para CNN, Mari Palma se demite da Globo

Jornal Nacional arrow-options
REPRODUÇÃO / GLOBO

Jornal Nacional

Em um café, realizado na manhã desta sexta (19), com jornalistas estrangeiros Jair Bolsonaro foi questionado sobre os protestos contra Miriam Leitão em uma Feira Literária, em Santa Catarina. 

Leia também: Após término com jornalista, Secretário da Cultura é visto com atriz da Globo

Em resposta aos correspondentes internacionais, o presidente disse que sempre foi a favor da liberdade de imprensa e que críticas devem ser aceitas em uma democracia, mas depois afirmou que Miriam foi presa, quando estava indo para a Guerrilha do Araguaia, para tentar impor uma ditatura no Brasil, e repetiu duas vezes, que ela mentiu sobre ter sido torturada e vítima de abuso em instalações militares durante a ditadura.

Em resposta, a Globo defendeu Miriam e alegou que Jair Bolsonaro estava mentindo: “Essas afirmações do presidente causam profunda indignação e merecem absoluto repúdio. Em defesa da verdade histórica e da honra da jornalista, é preciso dizer com todas as letras que não é a jornalista quem mente”, iniciou o comunicado da emissora.

Leia mais:  Mãe de Ludmilla vira tatuagem no namorado: “Não estamos nem ai”

“Miriam nunca participou ou quis participar da luta armada. À época militante do PCdoB, ela atuou em atividades de propaganda. Ela foi presa e torturada, grávida, aos dezenove anos, quando estava detida 38ª batalhão de infantaria, em Vitória”, continuou.

“No auge da ditadura de 64, em 1963, Miriam denunciou a tortura perante a primeira auditoria da aeronáutica no Rio, enfrentando todos os riscos que isso representava na época. Narrou seu sofrimento aos militares e ao auditor. E esse relato consta nos autos para quem quiser pesquisar. A jornalista foi julgada e absolvida de todas as acusações atribuídas a ela na ditadura. A absolvição se deu em todas as instâncias”.

Leia também: Simone e Simaria discutem durante gravação de programa na Globo: “Tu é burra”

Para finalizar o comunicado da emissora, Renata Vasconcellos leu: “Esses insultos apenas mostram a maior das virtudes de Miriam Leitão como profssional: a independência em relação a governos, sejam de esquerda ou de direita ou de qualquer tipo. A Globo aplaude essa independência e se solidariza com Miriam”. 

Leia mais:  Sem paciência? William Bonner abandona redes sociais novamente

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

“Estou em estado de choque”, diz Marisa Orth no velório de Fernanda Young

Publicado

por

source
Fernanda Young, Rita Lee e Marisa Orth no programa arrow-options
Divulgação

Fernanda Young, Rita Lee e Marisa Orth no programa “Saia Justa”

Atriz que trabalhou com Fernanda Young em diversas séries de TV, Marisa Orth foi uma das personalidades que acorreram ao velório da escritora, roteurista e atriz na tarde de domingo, no cemitério Congonhas, em São Paulo.

“Fernanda é a famosa irrepetível. Super trabalhadora, super criativa e uma das pessoas mais corajoasas que eu já conheci. Ela se montava como ninguém, comprava as brigas e ainda assim conseguia ser aquela figura deliciosa que ela sempre foi”, disse Marisa Orth .

A última vez que Marisa viu a amiga pela última vez no lançamento do mais recentente livro de Rita Lee , “Amiga Ursa” (Fernanda, Marisa e Rita participaram juntas da primeira temporada do programa de TV “Saia justa”).

Leia mais:  Defasado e com estrelas de fora, Grammy tenta se manter culturalmente relevante

Muito abalada, a atriz Fernanda Nobre , que ia estrear a peça “Ainda nada de novo” com Fernanda e com quem chegou a ensaiar na sexta-feira, comentou:

“Estou em estado de choque. Parece mentira, ela estava muito feliz. A gente estava vivendo um processo criativo muito intenso, ela estava arrasando. estava solar, muito agradecida por estar fazendo parte da peça. É uma perda irreparável. A Fernanda era uma figura importante para a arte, para a representativdade e o empoderamento feminino. Sinto-me lisonjeada de ser convivido e aprendido um pouco com ela”.

Porta voz da família de Fernanda Young no velório , a professora de filosofia Graça Nascimento, amiga de longa data de Fernanda, compartilhou suas lembranças: “Era um furacão, uma mulher de uma alegria imensa, de generosidade extrema. ela era pura vida. É essa a lembrança que vai ficar dela, não só pra mim, mas para o Brasil todo”.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana