conecte-se conosco


Cidades

Globo quer vender Som Livre, uma das maiores gravadoras do país

Publicado

A Globo iniciou um processo de venda da Som Livre, uma das maiores gravadoras do Brasil, que pertence à empresa. A informação foi revelada pelo Valor Econômico e confirmada em comunicado.

A decisão faz parte de um processo de transformação da Globo, que está cada vez mais orientada ao modelo D2C (direct to consumer). Segundo o comunicado, a empresa “tem feito uma revisão detalhada do valor estratégico de seus ativos, com foco nos negócios que mais atendem à sua estratégia principal”.

“A Som Livre é um negócio extremamente sólido e rentável. Há dez anos, fez uma grande e bem sucedida mudança em seu modelo de negócios, migrando seus investimentos para a gestão de talentos, e transformou sua marca numa grande potência do seu segmento, com atuação em várias plataformas”, diz Jorge Nóbrega, presidente executivo da Globo, no comunicado.

A decisão de vender a Som Livre está relacionada ao processo de unificação das plataformas de mídia da empresa, o Uma Só Globo. TV Globo, Globosat, Globo.com e DGCORP (Diretoria de Gestão Corporativa) devem ser unidos em um único CNPJ.

Leia mais:  Instituição de ensino aposta em projeto para estimular habilidades cognitivas e protagonismo juvenil

A Som Livre foi criada em 1969 pela Globo com o objetivo de produzir e colocar à venda as trilhas das novelas do canal. Ao longo dos anos, a gravadora também lançou coletâneas e discos originais de nomes como Tim Maia, Rita Lee, Lulu Santos, Barão Vermelho, Cazuza, Luiz Melodia, Gal Costa, Jorge Ben Jor, Elis Regina, Djavan e Novos Baianos, entre muitos outros.

Atualmente, a Som Livre é a terceira maior gravadora em operação no Brasil, incluindo as multinacionais, Warner e Universal. Estão hoje no catálogo da Som Livre alguns dos artistas mais ouvidos do país, como Wesley Safadão, Zé Neto e Cristiano, Xand Avião, Thiaguinho, Marília Mendonça e Luan Santana, entre outros.

“O Brasil é um mercado onde a música local representa quase 70% do consumo total. A Som Livre, com foco integral na música brasileira, cresceu por mais de dez anos seguidos numa velocidade maior que a do mercado. Ter chegado à posição de terceira maior gravadora do Brasil apenas com conteúdo brasileiro nos enche de orgulho”, diz Marcelo Soares, diretor-geral da Som Livre, também no comunicado.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Movimento municipalista deve se reunir com ministro da Saúde após reunião do Conselho Político da CNM

Publicado

por

O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, anunciou nesta segunda-feira, 1º de março, que o movimento municipalista deve se reunir nesta semana com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para discutir a aquisição e distribuição de novas vacinas pelo país. A informação foi confirmada pelo líder municipalista durante Assembleia da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) com prefeitos do Estado.

Aroldi disse que esteve reunido com Pazuello nesta segunda-feira e que vai repassar as informações do encontro aos presidentes das entidades estaduais em reunião do Conselho Político da CNM, marcada para amanhã. Depois de ouvir as demandas das lideranças de cada Estado e construir a pauta municipalista, será marcada uma nova agenda ainda nesta semana com o ministro da Saúde para que os presidentes da CNM e das estaduais possam apresentar as demandas prioritárias em relação à vacinação.

“Vamos convocar todos os presidentes das entidades estaduais para a reunião do Conselho Político e informar o resultado desse encontro que é alinhar a pauta municipalista. Vamos buscar uma ação efetiva para que possa ser disponibilizada vacina suficiente para a população por meio do Programa Nacional de Imunização sem que nenhuma região fique para trás nesse processo tão grave de enfrentamento a essa pandemia”, destacou Aroldi.

Leia mais:  VG tenta negociar R$ 80 mi com inadimplentes.

O presidente da CNM ainda cumprimentou os prefeitos pela reeleição do presidente José Patriota na condução da Amupe. “Encerro parabenizando os nossos prefeitos pernambucanos por essa compreensão de manter o presidente Patriota liderando o movimento municipalista pernambucano. Decisão acertada e coerente. Precisamos muito desse líder e da sua diretoria para atuar junto ao governo pernambucano e cobrando do governo federal aquilo que é de direito dos Municípios. Vamos estar juntos nesse processo de defesa do fortalecimento da gestão local”, ressaltou o presidente da CNM.

A Assembleia da Amupe também contou com a participação do governador de Pernambuco Paulo Câmara.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana