conecte-se conosco


Entretenimento

Gio Ewbank começa o dia exibindo barriga sarada em Noronha e recebe elogios

Publicado

Gio Ewbank mostrou para os seus seguidores como começa o seu dia! A loira compartilhou em seu Instagram nesta quinta-feira (01) um clique mostrando a sua barriga chapada em Fernando de Noronha, onde está para gravar o seu novo programa no GNT
, ” No Paraíso com Gio Ewbank
“, além das suas pernas torneadas. O look da atriz e apresentora era composto por um conjunto rosa, além de estar usando um chapéu e acessórios. 

Leia também: Gio Ewbank curte dia de sol em Noronha e mostra corpão poderoso


Poderosa! Gio Ewbank exibe barriga sarrada em Noronha
Reprodução/Instagram

Poderosa! Gio Ewbank exibe barriga sarrada em Noronha

“Bom dia!!! Nossas manhãs em Noronha começam assim…livres e leves”, escreveu Gio Ewbank
, além de usar a hashtag com o nome do seu programa. Os ‘amores de Gioh’, como a loira apelidou carinhosamente seus seguidores, não perderam tempo e proporcionaram uma chuva de comentários e curtidas sobre a sua publicação. 

Leia também: Bruna Marquezine e Giovanna Ewbank voltam a Noronha e posam sensuais

“Meu sonho sentar assim e a barriga ainda ficar definida”, disse um fã. “Deus quando foi te fazer disse: ‘pera aí hoje tô de bem com a vida’. Linda demais”, elogiou outra seguidora. “Chora nessa barriga”, brincou outra. 

Leia mais:  Bibi Ferreira recebe homenagens de anônimos e famosos nas redes sociais

Gio Ewbank recebe famosos em Noronha 


Giovanna Ewbank em Noronha aproveitando ao lado de Bruna Marquezine
Reprodução/Instagram

Giovanna Ewbank em Noronha aproveitando ao lado de Bruna Marquezine

Gio está investido fortemente na sua carreira como apresentadora – e também youtuber, com seu canal, “Gioh”, alcançando quase três milhões de inscritos. Após ser uma das apresentadoras do “Super Bonita”, a loira ganhou o seu próprio programa no GNT, que conta com a participação do seu irmão Gian Luca Ewbank, além de ter como pano de fundo as paisagens paradisíacas de Noronha. 

Em seus stories, a estrela também compartilha bastidores das gravações, que são muitas vezes em alto mar durante um passeio de lancha, na sua pousada ou em passeios pelo arquipélago. 

Leia também: Irmão de Bruno Gagliasso expõe briga com Gio Ewbank: “as verdades chegam”

Para seu programa, Gio Ewbank
já recebeu e entrevistou nomes de atores como Bruna Marquezine, que deve estreiar o primeiro programa, onathan Azevedo e Thiago Martins. Além da cantora Luisa Sonza e dos influencers digitais Nah Cardoso e Hugo Gloss. 

Leia mais:  Márcia Goldschmidt aposta nas plataformas digitais para retomar carreira

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

A Voz do Brasil faz 85 anos

Publicado

O programa de rádio A Voz do Brasil completa 85 anos nesta quarta-feira (22). Idade avançada para pessoas e para instituições no Brasil. Uma frase atribuída a Leonardo da Vinci, que morreu idoso para o seu tempo (aos 67 anos), sentencia que “a vida bem preenchida torna-se longa”.

Em oito décadas e meia, A Voz do Brasil preencheu a vida dos ouvintes com notícias sobre 23 presidentes, em mandatos longínquos ou breves. Cobriu 12 eleições presidenciais, e manteve-se no ar durante a vigência de cinco constituições (1934, 1937, 1946, 1967 e 1988).

programa cobriu a deposição dos presidentes Getúlio Vargas (1945) e João Goulart (1964), o suicídio de Vargas (1954), a redemocratização do país em dois momentos (1946 e 1985), o impeachment e renúncia de Fernando Collor (1992) e o impeachment de Dilma Rousseff (2016).

Além de notícias dos palácios do governo federal, A Voz do Brasil levou aos ouvintes informações sobre a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). O programa narrou as conquistas do país em cinco Copas do Mundo e a derrota em duas – a mais traumática em 1950. A Voz registrou a inauguração de Brasília (1960) e cobriu a morte de ídolos como Carmen Miranda (1955) e Ayrton Senna (1994).

Pelo rádio, e pela A Voz do Brasil, muitos brasileiros souberam da invenção da pílula anticoncepcional (1960), da descida do homem na Lua (1969), dos primeiros passos da telefonia móvel (1973), da queda do Muro de Berlim (1989) e da clonagem da ovelha Dolly (1998).

Leia mais:  Bibi Ferreira recebe homenagens de anônimos e famosos nas redes sociais

Vida longa

A longevidade do programa A Voz do Brasil é assunto de interesse de historiadores e pesquisadores da mídia de massa no país. “É curioso como um programa de rádio se torna uma constância em um país de inconstância institucional, jurídica e legislativa”, observa Luiz Artur Ferrareto, autor de dois dos principais livros de radiojornalismo editados no Brasil.

Para Sonia Virginia Moreira, professora do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, a longa duração do programa “tem muito a ver com a própria longevidade do rádio como meio de comunicação. A morte do rádio foi anunciada várias vezes e ele segue como um veículo muito importante no Brasil.”

“Nenhum governo abriu mão dessa ferramenta fantástica. A longevidade vem da percepção que os diferentes governos tiveram que manter essa ferramenta era algo que trazia uma vantagem enorme para o governo do ponto de vista das suas estratégias e para seus objetivos”, acrescenta Henrique Moreira, professor de jornalismo e especialista em história da mídia no Brasil.

Curiosidades sobre A Voz do Brasil 

 A Voz Brasil nem sempre teve como trilha sonora de abertura trecho da ópera O Guarani (1870), de Carlos Gomes. O Hino da Independência (1822), composto por Dom Pedro I, e Aquarela do Brasil (1939), de Ary Barroso, também serviram para marcar o início do programa.

Inauguração da transmissão do programa A Voz do Brasil, Brasília, DF.
Inauguração da transmissão do programa A Voz do Brasil, Brasília, DF. – Arquivo Nacional

A longevidade do programa A Voz do Brasil é assunto de interesse de historiadores e pesquisadores da mídia de massa no país. “É curioso como um programa de rádio se torna uma constância em um país de inconstância institucional, jurídica e legislativa”, observa Luiz Artur Ferrareto, autor de dois dos principais livros de radiojornalismo editados no Brasil.

Leia mais:  Nicole Kidman manda apresentador calar a boca após pergunta íntima

Para Sonia Virginia Moreira, professora do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, a longa duração do programa “tem muito a ver com a própria longevidade do rádio como meio de comunicação. A morte do rádio foi anunciada várias vezes e ele segue como um veículo muito importante no Brasil.”

“Nenhum governo abriu mão dessa ferramenta fantástica. A longevidade vem da percepção que os diferentes governos tiveram que manter essa ferramenta era algo que trazia uma vantagem enorme para o governo do ponto de vista das suas estratégias e para seus objetivos”, acrescenta Henrique Moreira, professor de jornalismo e especialista em história da mídia no Brasil.

Curiosidades sobre A Voz do Brasil 

 A Voz Brasil nem sempre teve como trilha sonora de abertura trecho da ópera O Guarani (1870), de Carlos Gomes. O Hino da Independência (1822), composto por Dom Pedro I, e Aquarela do Brasil (1939), de Ary Barroso, também serviram para marcar o início do programa.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana