conecte-se conosco


Carros e Motos

General Motors confirma o fim da fabricante australiana Holden

Publicado

General Motors arrow-options
Divulgação

Parceira da General Motors desde a década de 30, Holden encerrará suas operações na Austrália, Nova Zelândia e Tailândia até o fim do ano

Em mais um passo no processo de reestruturação global, a General Motors anunciou que fechará a marca Holden na Austrália, Tailândia e Nova Zelândia, encerrando as operações nos países. A GM ainda terá o compromisso de abastecer os mercados com peças e serviços de manutenção até o fim da década.

LEIA MAIS: FCA e PSA anunciam acordo de fusão; confira os detalhes

Estima-se que 600 funcionários perderão o emprego no encerramento da Holden na Oceania. Em Detroit (EUA), Mary Barra, chefe-executiva da GM Global, afirma que fechar a representante no continente é uma decisão difícil, porém correta. 

Mark Reuss, presidente da GM, complementa a declaração de Barra dizendo que a marca tinha planos de reerguer a Holden, mas continuar atuando em um mercado fragmentado como a Oceania teria custo alto.

LEIA MAIS: Renault, Nissan e Mitsubishi revelam novas estratégias para 2020

Leia mais:  Hyundai adianta início das vendas do novo sedã compacto HB20 S

Scott Morrison, primeiro-ministro da Austrália, se diz inconformado com a situação. “Estou desapontado, mas não surpreso. Sei que muitos australianos estão irritados neste momento”, disse ele. “Os nossos contribuintes colocaram milhões de dólares nesta companhia multinacional e eles simplesmente encerraram as operações”.

LEIA MAIS: Veja como a parceria entre Ford e VW vai impactar os carros elétricos

Aos poucos, a GM está abandonando mercados não-lucrativos para focar em regiões pontuais, como Estados Unidos, China, Coreia do Sul e Brasil. Em 2017, a fabricante vendeu as marcas Opel e Vauxhall para a Peugeot-Citroën.

Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Harley-Davidson CVO Road Glide chega à linha 2020

Publicado

por

Harley arrow-options
Divulgação

Harley-Davidson CVO Road Glide: O suprassumo da marca, que custava R$ 155.900

Após a saída da CVO Road Glide, que era vendida no Brasil até o fim do ano passado, eis que ela acaba de chegar à linha 2020 no exterior. Sem previsão de retornar ao nosso mercado, sai por US$ 40.999 nos EUA, aproximadamente R$ 177.120 em conversão direta. O topo de linha da Harley-Davidson, criado pela divisão especial Custom Vehicle Operation, a equipa com tudo o que a marca pode oferecer.

LEIA MAIS: Harley-Davidson oferece condições especiais às famílias Touring e Softail

Harley arrow-options
Divulgação

Modelo é um dos mais equipados, o que faz ser uma das Harley preferidas dos que curtem pegar uma estrada

O maior destaque fica por conta do motor Milwaukee-Eight 117. Com 1.923 cc, gera 17,42 kgfm nos 3.750 rpm. Além disso, a Harley-Davidson de topo recebe o RDRS (Reflex Defensive Rider Systems ou Sistemas Reflex de Pilotagem Defensiva), pacote eletrônico com itens como ABS e controle de tração atuantes em curvas, entre outros recursos.

Leia mais:  Honda Biz 125 chega à linha 2020 com novas rodas de liga-leve, cores e grafismos

LEIA MAIS: Harley-Davidson lança edição comemorativa da Fat Boy, que faz 30 anos em 2020

Única pela carenagem fixa, do tipo nariz de tubarão, a CVO Road Glide , como se não bastasse, ainda vem com os aquecedores de manopla, sistema H-D Connect com conectividade para celulares, fone Bluetooth para permitir ao piloto controlar o sistema de infotenimento por comandos de voz e painel de 6,5 polegadas, com tela sensível ao toque.

Road Glide no Brasil

Harley arrow-options
Divulgação

Harley-Davidson Road Glide Limited, que acaba de chegar à linha 2020 com novidades

Enquanto isso, para o Brasil, a família Touring tem como destaque a Road Glide Limited , que chega à linha 2020 para substituir a Road Glide Ultra, oferecendo recursos touring premium, incluindo novo acabamento interno da carenagem, manoplas aquecidas, novo grafismo, emblemas e rodas. Ela é outra que traz o motor Milwaukee-Eight 114.

LEIA MAIS: Testamos a Harley-Davidson CVO Road Glide, que deixa o Brasil

Destaque para 2020 é o novo sistema Reflex Defensive Rider System, que conta com controle de tração, freios ABS, controle assistente de parada e pressão de pneus. O sistema de informação e lazer Boom Box GTS conta com tela colorida sensível ao toque mesmo com luvas, com opções de navegação, entretenimento e comunicação via Bluetooth com celulares. A Harley-Davidson Road Glide Limited chega com preço sugerido à partir de R$ 104.500.

Leia mais:  BMW F 850 GS Adventure nacional chega às lojas em março

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana