conecte-se conosco


Mato Grosso

Frigorífico de MT suspende abate e dá férias coletivas para centenas de funcionários

Publicado

A Minerva Foods anunciou nesta terça-feira (17) que operações de abate serão suspensas em quatro unidades da companhia no Brasil, sendo duas em Mato Grosso, como medida preventiva contra a transmissão do coronavírus e por problemas logísticos também relacionados à doença.

A partir do dia 23, serão concedidas férias coletivas aos colaboradores das unidades de Mirassol D´Oeste (MT), Paranatinga (MT), Janaúba (MG) e José Bonifácio (SP),  que devem durar entre dez e quinze dias, a depender da planta, disse a companhia em nota. As duas unidades de Mato Grosso possuem juntas cerca de 1,5 mil colaboradores, no entanto, a empresa não confirmou quanto deles ficarão afastados do trabalho.

“A decisão também está alinhada à piora dos cenários doméstico e global, que inclui queda da demanda no segmento de food service e limitações logísticas em diversas partes do mundo”, acrescentou a empresa.

O anúncio da companhia confirma reportagem publicada pela Reuters na véspera com informação de fontes, segundo a qual a Minerva deveria suspender operações de abates em algumas unidades no Brasil em meio a problemas logísticos na China decorrentes do combate ao coronavírus.

Leia mais:  Comunidade escolar se une para revitalizar escola em Campo Novo do Parecis

A principal limitação logística das companhias de carnes neste momento é a ausência de contêineres disponíveis para exportação, pois parte dos que foram enviados para a China ficaram com cargas paralisadas no país em fevereiro e ainda não retornaram ao Brasil.

A paralisação de cargas nos portos chineses, definida pelo governo do país, foi uma medida de contenção do coronavírus e afetou a distribuição local dos produtos importados.

A Minerva ainda afirmou que as férias coletivas são a melhor opção a ser seguida, “tendo em vista que permitem preservar a economia de escala das operações industriais”.

“Adotaremos medidas comerciais para apoiar nossos clientes do segmento de ‘food service’ e seguiremos colaborando com nossos operadores logísticos, sem colocar em risco as medidas aplicadas para evitar a disseminação do vírus”, enfatizou a companhia.

Veja nota

NOTA DE ESCLARECIMENTO | COVID-19

Informamos que desde ontem (16/03), como uma das medidas preventivas visando assegurar a saúde de nossos colaboradores, passamos a adotar regime de trabalho home office para parte do nosso quadro de funcionários das áreas administrativas, dos escritórios corporativos de São Paulo/SP e de Barretos/SP. Adicionalmente, a partir do dia 23/03 (segunda-feira), concederemos férias coletivas aos colaboradores de quatro de nossas plantas: Janaúba/MG, José Bonifácio/SP, Mirassol D´Oeste/MT e Paranatinga/MT.

Leia mais:  Lei proíbe universidades de MT de cobrar taxa extra para prova e repetência

Ambas iniciativas visam colaborar com as medidas adotadas pelas autoridades para o combate à propagação do novo coronavírus em nosso País e reforçam a preocupação e responsabilidade social da Companhia com seus colaboradores, parceiros e a comunidade em que atua. A decisão também está alinhada à piora dos cenários doméstico e global, que inclui queda da demanda no segmento de food service e limitações logísticas em diversas partes do mundo.

Entendemos que as férias coletivas são a melhor opção a ser seguida, tendo em vista que permitem preservar a economia de escala das operações industriais. Adotaremos medidas comerciais para apoiar nossos clientes do segmento de food service e seguiremos colaborando com nossos operadores logísticos, sem colocar em risco as medidas aplicadas para evitar a disseminação do vírus.

Permanecemos atentos aos protocolos estabelecidos pelas autoridades para o combate a essa pandemia e continuaremos apoiando todas as iniciativas que visam evitar a proliferação do vírus e que busquem contribuir para a melhoria do cenário socioeconômico o mais breve possível.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Macumba é achado na em frente sala do governador Mauro Mendes

Publicado

por

Um “trabalho” foi encontrado na manhã desta sexta-feira em frente a agência do Banco do Brasil no Centro Político e Administrativo, em Cuiabá. Numa panela, existia uma galinha preta morta e velas.

O detalhe interessante é que a panela colocada está praticamente em frente ao gabinete do governador Mauro Mendes (DEM). Imagens do circuito interno da região irão localizar os macumbeiros.

Por: folhamax

Comentários Facebook
Leia mais:  Fisco Estadual deflagra operação de combate a fraudes em comércios varejistas
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana