conecte-se conosco


Cidades

Frente fria deve derrubar altas temperaturas e termômetros podem chegar a 8ºC em Cuiabá

Publicado

Previsão do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), que é ligado ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) aponta que a chegada de uma frente fria deverá derrubar as mínimas em Cuiabá e grande parte de Mato Grosso. A expectativa é que a mínima possa chegar aos 8ºC na sexta-feira. Chuva ainda não deve aparecer.

A situação deverá causar um grande choque térmico, já que Cuiabá atualmente enfrenta altas temperaturas. A previsão aponta que na terça-feira e quarta-feira as máximas podem chegar aos 41ºC, com a mínima de 23ºC e 25ºC, respectivamente.

A temperatura deve começar a cair na quinta-feira, quando está prevista a mínima de 15ºC e a máxima de 29ºC. Na sexta-feira, o frio ganha força e os termômetors poderão chegar aos 8ºC. Ao longo do dia, esquenta, podendo chegar aos 20 graus.

Na última semana, o avanço de uma frente fria fez o tempo mudar em vários estados do Brasil, especialmente na região Sul, fazendo a chuva retornar após um longo período de tempo seco.

A partir de quarta-feira (19), uma massa de ar frio começa a penetrar no país e fazer as temperaturas caírem.

Leia mais:  Lançamento de 51 projetos culturais e Festival do Siriri acontecem nesta 5ª

Na sexta-feira (21), uma onda de frio avança sobre Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, São Paulo e chega também a Rondônia, fazendo com que as temperaturas fiquem mais amenas nestes Estados.

Por enquanto, a possibilidade de chuva em Cuiabá continua escassa, com apenas 5% de chance nos próximos dias.

Vale lembrar que as previsões podem sofrer alterações ao longo da semana. Ontem, a mínima apontada era de 12ºC. Porém, a frente fria parece ter ganhado força, fazendo com que o frio seja ainda maior.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Lotação das UTIs de hospitais particulares chega a 86% em MT

Publicado

Os hospitais particulares de Mato Grosso também estão próximos de não terem mais vagas de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para os pacientes com covid-19. A taxa de ocupação chegou a 86,5%, bem maior dos que os 70% de ocupação das UTIs públicas.

 

Em nota, o Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso (Sindessmat) afirmou que o número de pacientes internados em hospitais particulares por causa do novo coronavírus tem aumentado.

Em 8 de janeiro 80% dos leitos de UTI exclusivos para covid-19 estavam ocupados. Uma semana depois, em 15 de janeiro, essa taxa já era e 86,5%. Já a ocupação geral de leitos para covid-19 (enfermaria e UTI) está em 73%.

 

A situação é de alerta no estado, não só nos hospitais particulares como no Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, apesar das UTIs públicas estarem com 70% de ocupação, o momento é de preocupação, pois na primeira onda da pandemia em 15 dias a taxa de ocupação saiu de 70% para 100%.

Leia mais:  BALANÇO – Restaurações de prédios e monumentos levam aula de patrimônio histórico e valorizam a cultura cuiabana

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana