conecte-se conosco


Carros e Motos

Ford Fusion 2019 chega com retoques no visual e linha mais enxuta

Publicado


Ford Fusion recebe novo visual para tentar reaquecer o segmento de sedãs grandes, apesar de ter sido o mais vendido
Divulgação

Ford Fusion recebe novo visual para tentar reaquecer o segmento de sedãs grandes, apesar de ter sido o mais vendido

A linha 2019 do Ford Fusion acaba de chegar, com design renovado e mudanças na gama de versões. Agora, foram reduzidas para três: SEL, de R$ 149.900; Titanium, de R$ 179.900 e Hybrid, de R$ 182.990. Portanto, as configurações 2.5 flex e Titanium com tração dianteira deixam de ser oferecidas no Brasil. O Fusion foi o sedã grande mais vendido do Brasil em 2018, com 4.497 unidades emplacadas, importado do México.

LEIA MAIS: Ford EcoSport Titanium: como anda o modelo 1.5 com pneus “run flat”?

Na linha 2019, o Ford Fusion recebe detalhes discretos. O para-choque dianteiro é novo e traz dois apliques cromados na parte inferior. As versões Titanium têm grade dianteira cromada, faróis de neblina de LED e rodas de 18 polegadas que foram redesenhadas. Na traseira, o para-choque e a tampa do porta-malas ganharam um design mais moderno, com novos vincos. As lanternas exibem novas molduras e o friso central cromado que as unia foi eliminado. Com exceção da versão híbrida — que utiliza um motor 2.0 com 190 cavalos (ao somar com a potência da bateria) — as outras duas configurações são equipadas motor 2.0 turbo, de 248 cv. O câmbio é automático de 6 marchas.

Leia mais:  Subarulança versão de 341 cv do WRX STI no Salão de Detroit 2019

LEIA MAIS: Ford lança versão Titanium 2019 do EcoSport sem estepe na traseira

Outra novidade no sedã — rival de modelos como o Honda Accord e o Toyota Camry —é o teto solar, que passa a ser item de série em todas as versões. Além dele, chegam de série com 8 airbags (frontais, laterais, de cortina e de joelhos), cintos de segurança traseiros infláveis, controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, partida remota, central multimídia SYNC 3, ar-condicionado automático digital com duas zonas, freio de estacionamento elétrico e luz de assinatura de LED.

LEIA MAIS: Nova linha do Ford Ka se destaca diante dos principais concorrentes

Uma versão do Ford Fusion com mais equipamentos


Ford Fusion traz os equipamentos de conectividade mais recentes da marca, além de itens de luxo que favorecem o conforto
Divulgação

Ford Fusion traz os equipamentos de conectividade mais recentes da marca, além de itens de luxo que favorecem o conforto

Logo acima fica posicionado o Fusion Titanium 2.0 EcoBoost AWD, que como a sigla indica, acrescenta o sistema de tração integral. Tabelada em R$ 179.900, a versão ainda acrescenta o pacote de tecnologia CoPiloto 360, composto por alerta de colisão com assistente autônomo de frenagem e detecção de pedestre, sistema de monitoramento de ponto cego, sistema de permanência em faixa, piloto automático adaptativo com função “Stop & Go” para engarrafamentos, farol alto automático e estacionamento automático de segunda geração para vagas paralelas e perpendiculares. Além disso, traz faróis dianteiros e de neblina full LED, aerofólio traseiro e bancos dianteiros refrigerados.

Leia mais:  Honda CB650R é lançada na Europa e virá ao Brasil ainda este ano

A opção mais cara do Ford Fusion , a Titanium Hybrid, com preço sugerido de R$ 182.990, adiciona em seu trem de força a combinação do motor 2.0 a combustão com um propulsor elétrico, que, juntos, geram uma potência combinada de 190 cv. O Fusion Hybrid é um dos veículos mais econômicos do mercado, com consumo de 16,8 km/l na cidade e 15,1 km/l na estrada (Inmetro). A configuração conta com uma tela no painel orienta o motorista a dirigir de forma mais eficiente, com desenhos animados de folhas que crescem conforme a economia obtida.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Range Rover Sport HST estreia motor, 3.0 de 6 cilindros, eletrificado

Publicado

por


Range Rover Sport chega com novo conjunto mecânico pensado para entregar suavidade, eficiência e confiabilidade
Divulgação

Range Rover Sport chega com novo conjunto mecânico pensado para entregar suavidade, eficiência e confiabilidade

A Land Rover lança a série especial HST do SUV Range Rover Sport. Segundo a marca, a novidade se destaca por combinar o novo motor 3.0 de 6 cilindros em linha da família Ingenium a um sistema híbrido leve. O lançamento representa, com este tipo de hibridização, o primeiro passo para consolidar o plano da marca britânica de oferecer uma versão eletrificada em cada gama a partir de 2020. De acordo com a marca, ainda não há previsão de chegada do carro ao Brasil.

LEIA MAIS: Range Rover Velar SVAutobiography é lançado com motor de 550 cv

Desenvolvido e produzido em Wolverhampton (Reino Unido), o novo motor do Range Rover Sport aposta nos recursos de tecnologia e substitui o V6 usado até então pelo grupo. A marca diz que os motores de seis cilindros em linha são melhor balanceados do que os modelos V6 e, neste caso especificamente, promete otimizar a eficiência energética em todas as condições de operação.

Leia mais:  Confira os 15 melhores motores disponíveis no Brasil e no mundo

LEIA MAIS: Range Rover de mais de R$ 1 milhão chega com tudo o que dá em luxo

Entre outras sofisticações, o motor do SUV premium traz sistema de sobrealimentação com dois turbos e um compressor volumétrico elétrico, além do sistema híbrido leve que faz uso de um pequeno motor elétrico para auxiliar na redução do consumo e garantir força extra em situações de alta demanda. Segundo a marca, desenvolve um total de 400 cv e 56 kgfm, capazes de uma aceleração de 0 a 100 km/h em 6,2 segundos, velocidade máxima de 225 km/h, consumo de 10,7 km/l, reduções de 12% nas emissões de CO2 e 75% na emissão de partículas.

LEIA MAIS: Land Rover Discovery Sport e Evoque, feitos no Brasil, ganham motor 2.0 flex 

Conjunto de última geração no Range Rover Sport


Range Rover Sport estreia o sistema híbrido rm conjunto com o motor seis cilindros em linha. Veja o que a marca tem a dizer
Divulgação

Range Rover Sport estreia o sistema híbrido rm conjunto com o motor seis cilindros em linha. Veja o que a marca tem a dizer

Segundo os executivos da Land Rover declaram: “Os recursos avançados, incluindo um supercharger elétrico, garantem desempenho e respostas para o Range Rover Sport, enquanto o sistema inteligente MHEV coleta energia para melhorar a economia de combustível e reduzir as emissões”. A novidade está estreando neste momento do Range Rover Sport, mas certamente chegará a outros modelos do grupo em breve.

Leia mais:  Volkswagen Jetta GLI é apresentado com motor de 230 cv

LEIA MAIS: Range Rover Evoque passa a ter versão de luxo Autobiography, com 290 cv

As vendas do Range Rover Sport acabam de ser iniciadas no Reino Unido, com preço de 81 mil libras (cerca de R$ 389.500 numa conversão direta). No visual, as novidades da série incluem capô em fibra de carbono, bancos dinâmicos elétricos com 16 opções de ajuste, pinças de freio vermelhas, detalhes cromados e paleta de cores com as tonalidade Santorini Black, Fuji White, Indus Silver, Firenze Red e Carpathian Grey. As novidades eram o que o consumidor da marca esperava, uma vez que já necessitava de uma atualização.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana