conecte-se conosco


Cidades

Forças Armadas transportam equipes para conter focos de incêndios no Pantanal

Publicado

Brasília (DF), 06/08/2020 – O Ministério da Defesa, por meio de militares das Forças Armadas, prossegue no combate a incêndio que atinge o Pantanal de Mato Grosso do Sul. Em parceria com agências federais e estaduais, integrantes da Marinha, Exército e Aeronáutica também empregam aeronaves que transportam brigadistas e despejam água, durante os sobrevoos, para conter as chamas.

Nesta quarta-feira (05), foi realizado o transporte de pessoal para combate de focos de incêndio na região de Corumbá. A ação ocorreu com apoio do helicóptero HM-1, do Exército, na área de atuação do 6º Distrito Naval, localizado em Ladário (MS). Além disso, teve início o deslocamento do Centro de Coordenação da Operação para as localidades de Cuiabá e Poconé, ambas no estado mato-grossense, com o apoio da aeronave da Força Aérea Brasileira C-105.

Operação Pantanal
As Forças Armadas atuam, desde o dia 25 de julho, no combate a incêndio no Pantanal sul-mato-grossense. O Ministério da Defesa atende à solicitação recebida em 24 de julho, do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, que decretou também estado de emergência.

Leia mais:  Semob alerta para bloqueios e mudanças nas linhas de ônibus durante Corrida de Reis

Para a execução da operação, a Defesa estabeleceu um Centro de Coordenação no Comando do 6º Distrito Naval, no município de Ladário, Mato Grosso do Sul. Participam da operação helicópteros da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, além de brigadistas, conforme as necessidades.

Por Tenente Fraga

 

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Técnica de enfermagem e instrutor de futebol morrem de Covid

Publicado

A técnica em enfermagem Rubiamar da Silva, 45 anos, e o instrutor de futebol Rivair Morais dos Santos morreram em decorrência da Covid-19 nesta terça-feira (26) nos municípios de Canarana e Juína.

Rubiamar atuava na linha de frente de combate a pandemia e acabou sendo infectada pelo vírus. Ela foi internada no dia 20 de janeiro no Hospital Regional Paulo Alemão, em Água Boa. Nas últimas horas, os sintomas se agravaram e a profissional veio a óbito. Ela deixa três filhos.

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte: Folha Max

Comentários Facebook
Leia mais:  Reparo na malha viária do Residencial Buriti é iniciado
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana