conecte-se conosco


Esportes

Floyd Mayweather diz que está negociando lutas no UFC por 1 trilhão de dólares

Publicado


Floyd Mayweather retornou ao ringue em 2017 para luta contra Conor McGregor e se aposentou novamente
Reprodução

Floyd Mayweather retornou ao ringue em 2017 para luta contra Conor McGregor e se aposentou novamente

Aos 41 anos, Floyd Mayweather pode fechar um contrato com o UFC para três ou quatro lutas. A informação veio do próprio ex-boxeador americano durante o programa de talk show Cold as Balls, apresentado por Kevin Hart.

Leia também:  Mesmo com derrota no UFC 234, Anderson Silva é ovacionado por público

“Vou chegar a um acordo com o UFC agora. É claro que eu quero. Seria provavelmente três ou quatro lutas, um trilhão de dólares (R$ 3.7 trilhões, na cotação atual) se eles aceitarem”, disse Floyd Mayweather .

Os rumores de que o ex-pugilista migraria para o MMA surgiram após o americano enfrentar Conor McGregor, lutador do UFC, em agosto de 2017. Os dois fizeram um combate válido pelo peso-médio-ligeiro (69,85 kg), em um evento realizado em Las Vegas. Mayweather venceu o irlandês no 10º round por TKO.

Apesar da declaração de Floyd, o UFC não confirmou nenhum contrato ou conversas com o ex-boxeador.

Leia mais:  Cyborg admite erros após ser nocauteada por Amanda Nunes: “Agi na emoção”

Leia também:  Brasileira será primeira mulher a nadar da Bolívia ao Peru pelo lago Titicaca

Filho e sobrinho de boxeadores, Floyd começou a lutar ainda criança. Apelidado de ‘Pretty Boy’, entre 1993 e 1995 ele venceu o torneio ‘Luvas de Ouro’ e teve um recorde amador de 84 vitórias e seis derrotas.

Em 1998 Floyd começou sua carreira profissional e, ate a sua aposentadoria, somou 51 vitórias (28 por nocaute) e nenhuma derrota. Foi 12 vezes campeão mundial em cinco categorias diferentes e ganhou diversos prêmios de melhor lutador.

De acordo com a revista Forbes , Mayweather se aposentou sendo o atleta que mais gerou dinheiro no mundo. Em um de seus retornos da aposentadoria, na luta contra Conor McGregor , ele faturou 200 milhões de dólares, a maior quantia de sua carreira.

“A minha vida é excelente. Fiz investimentos com sabedoria. Eu tenho dinheiro suficiente para viver bem o resto da minha vida, posso comprar o que quero para o que me resta”, comentou o atleta durante o programa.

Leia também:  Acusado de matar a namorada, lutador foge após ‘bobeira’ da polícia nos EUA

Leia mais:  De volta ao futebol feminino, São Paulo FC anuncia atacante Cristiane para 2019

Apesar de aposentado, Floyd Mayweather ainda faz lutas exibição. A última foi contra o japonês Tenshin Nasukawa, em dezembro de 2018, em que o americano venceu em 139 segundos de luta.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Mais uma polêmica! Jon Jones é acusado de assédio por garçonete

Publicado

por

Lance

Jon Jones arrow-options
UFC/Divulgação

Jon Jones

Vindo de vitória sobre Thiago Marreta no UFC 239, realizado no dia 6 de julho, Jon Jones, mais uma vez, vê seu nome envolvido em nova polêmica. No último domingo (21), a emissora KRQE News 13 informou que o campeão meio-pesado do UFC está sendo acusado de assédio, resultante de um incidente que ocorreu em uma casa noturna situada em Albuquerque, no Novo México (EUA), em abril.

O americano teria dado um tapa de maneira inapropriada em uma garçonete que estava em serviço no estabelecimento TD’s Eubank Showclub, e também a puxou para o seu colo e beijou seu pescoço. Os detalhes surgiram de uma ligação que a garçonete fez para a polícia de Albuquerque em sua casa. A suposta vítima também afirma que Jon Jones aplicou um estrangulamento e a colocou no chão, apesar dela ter dito a ele para parar de tocá-la.

Leia mais: Adesanya provoca Jon Jones: “Agradece a Deus enquanto cheira nos bastidores”

Porta-voz do lutador, James Hallinan, em comunicado a KRQE News, negou as alegações feitas em nome do seu cliente e disse que o atleta não estava ciente das acusações até a notícia vir a público no último domingo: – Hoje a mídia falou com Sr. Jones sobre uma falsa acusação feita contra ele e os papéis foram enviados para o endereço errado. Porém, após receber os documentos pela imprensa, Sr. Jones foi imediatamente na Corte para pagar a pequena taxa de fiança e ele e outras múltiplas testemunhas estão prontos para quaisquer esclarecimentos sobre as mentiras que estão sendo ditas sobre ele – diz o comunicado. 

Leia mais:  “Eu fiquei realmente surpreso”, diz piloto Felipe Massa sobre autódromo do RJ

Ainda de acordo com a emissora, um relatório mostra que o campeão meio-pesado do  UFC não compareceu à corte para uma sessão de acordo pela acusação feita em seu nome. Desta forma, um mandato de prisão contra o atleta foi emitido. Outros relatórios indicam que a corte tentou enviar uma carta para “Bones” sobre o mandato, mas não tiveram êxito.

Leia mais: Jon Jones repete finalização contra Lyoto Machida e apaga fã em evento; assista

Além disso, um representante da Jackson Wink, equipe onde o atleta treina, afirmou que Jon Jones foi à Corte no último domingo após tomar conhecimento, pela imprensa, do fato. Ao chegar ao local, o americano pagou 300 dólares em dinheiro como fiança.

Jones nega acusações 

Na manhã desta segunda-feira (22), Jon Jones se pronunciou através das redes sociais para comentar sobre mais uma polêmica em seu nome. Ao ser perguntado por um seguidor se estava em “apuros” novamente, o lutador tratou de negar qualquer problema, tranquilizando seus fãs. 

Leia mais:  Na Espanha, menina de 08 anos cobra Panini por álbum da La Liga feminina

– Eu, definitivamente, não estou em apuros, meu amigo. Não seja tão rápido em acreditar em tudo que você lê na Internet – disse Jon Jones , afirmando ainda que pretende retornar ao octógono do Ultimate em dezembro.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana