conecte-se conosco


Carros e Motos

Flagra! Novo Renault Sandero é visto em frente de loja antes da estreia

Publicado

Renault Sandero preto arrow-options
Caue Lira/iG

Renault Sandero na frente de uma concessionária da marca. Rede começará a ser treinada na semana que vem


A Renault já revelou as duas primeiras fotos da linha 2020 do Sandero, que será apresentada oficialmente no fim do mês. Mas o carro ainda não havia sido visto na frente de uma das concessionárias da marca, como mostra a imagem feita pelo repórter de iG Carros, Caue Lira.

 LEIA MAIS: Renault resolve mostrar as primeiras fotos do novo Sandero antes da estreia

Conforme apuramos, o treinamento na rede começa na semana que vem e as primeiras unidades começam a chegar às lojas na primeira no início de agosto. No caso da foto acima, a versão do novo Renault Sandero é a 1.6 com câmbio manual. As que virão com a caixa automática CVT terão um novo logo na tampa traseira.  Dá para ver também as novas lanternas, que ficarão maiores e terão filete de LED.

Para ficar com aspecto mais sofisticado, o Sandero também terá LED nos faróis. E a frente receberá apenas novos detalhes na grade e no para-choque, assim como o sedã Logan. Este último passará a contar com uma inédita versão com apelo aventureiro, com vão livre do solo mais elevado, assim como a versão Stepway do hatch compacto. 

Leia mais:  Honda HR-V turbo chega ao Brasil emjunho. E também virão três híbridos até 2023

 Mais detalhes do novo Renault Sandero

Renault  Sandero azul arrow-options
Divulgação

Renault Sandero terá frente renovada, com filetes de LED nos faróis, entre as principais mudanças

O interior da dupla Logan e Sandero também deverá ter mudanças, como um novo volante multifuncional e acabamento um pouco mais caprichado para ganhar apelo na briga com rivais como VW Polo e Fiat Argo.

LEIA MAIS: Sandero RS: receita gourmet da Renault, mas com preço acessível

Além da opção do câmbio automático CVT, o conjunto mecânico deverá continuar o mesmo, o que inclui versões 1.0 (82 cv), de três cilindros e 1.6 (118 cv), ambos da família SCe, que funciona com suavidade e bom nível de eficiência. Também vai continuar sendo oferecido o Sandero RS 2.0, com motor de 150 cv e tempero apimentado, com aval do competente pessoal da Renault Sport, da França.

LEIA MAIS: Renault Sandero Stepway:  hatch aventureiro à espera de um “upgrade”

Mais detalhes da linha 2020 da dupla Renault Sandero e Logan serão divulgados no fim do mês, quando  vamos participar do lançamento da novidade. Portanto, fique ligado.

Leia mais:  A cor pode fazer um carro desvalorizar mais? Confira o ranking por segmento

Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

General Motors confirma o fim da fabricante australiana Holden

Publicado

por

General Motors arrow-options
Divulgação

Parceira da General Motors desde a década de 30, Holden encerrará suas operações na Austrália, Nova Zelândia e Tailândia até o fim do ano

Em mais um passo no processo de reestruturação global, a General Motors anunciou que fechará a marca Holden na Austrália, Tailândia e Nova Zelândia, encerrando as operações nos países. A GM ainda terá o compromisso de abastecer os mercados com peças e serviços de manutenção até o fim da década.

LEIA MAIS: FCA e PSA anunciam acordo de fusão; confira os detalhes

Estima-se que 600 funcionários perderão o emprego no encerramento da Holden na Oceania. Em Detroit (EUA), Mary Barra, chefe-executiva da GM Global, afirma que fechar a representante no continente é uma decisão difícil, porém correta. 

Mark Reuss, presidente da GM, complementa a declaração de Barra dizendo que a marca tinha planos de reerguer a Holden, mas continuar atuando em um mercado fragmentado como a Oceania teria custo alto.

LEIA MAIS: Renault, Nissan e Mitsubishi revelam novas estratégias para 2020

Leia mais:  Novo Toyota Corolla provoca exame de consciência no consumidor

Scott Morrison, primeiro-ministro da Austrália, se diz inconformado com a situação. “Estou desapontado, mas não surpreso. Sei que muitos australianos estão irritados neste momento”, disse ele. “Os nossos contribuintes colocaram milhões de dólares nesta companhia multinacional e eles simplesmente encerraram as operações”.

LEIA MAIS: Veja como a parceria entre Ford e VW vai impactar os carros elétricos

Aos poucos, a GM está abandonando mercados não-lucrativos para focar em regiões pontuais, como Estados Unidos, China, Coreia do Sul e Brasil. Em 2017, a fabricante vendeu as marcas Opel e Vauxhall para a Peugeot-Citroën.

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana