conecte-se conosco


Polícia

Fiscalização integrada aborda educadores físicos no Parque Tia Nair, na Capital

Publicado

Assessoria | PJC-MT

 

A Delegacia Especializada do Consumidor (Decon), com apoio do Conselho Regional de Educação Física da 17ª Região, realizou fiscalização no Parque Tia Nair, na Capital. Objetivo foi checar a atuação de profissionais de educação física não habilitados que estivessem atuando no local.

A ação ocorreu no final da tarde de quarta-feira (17) e está inserida na operação integrada “Medida Certa”, que realiza continuamente fiscalização em parques públicos de Cuiabá e também em academias particulares por pessoas não-habilitadas que realizam atividades de treinamento físico.

No Parque Tia Nair, um homem de 28 anos (B.A.S) foi conduzido à Decon para esclarecimentos. No momento da abordagem ele estava ministrando aulas de condicionamento físico para 20 alunos. O conduzido afirmou que é formado em licenciatura em Educação Física, no entanto, está apenas cursando o bacharelado (necessário para ofertar atividades de treinamento).

O suspeito vai responder a Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por “Exercicio ilegal da profissão” / Art 47 da Lei das Contravenções Penais.

Leia mais:  Delegacias recebem espingardas modernas compradas com dinheiro de emenda parlamentar

O delegado da Decon, Antonio Carlos de Araújo, destaca que a equipe da delegacia segue em ações contínuas de apoio aos conselhos profissionais em operações integradas de fiscalização, de modo a proteger o consumidor de práticas ilegais que possam colocar em risco a saúde e integridade física dos clientes submetidos aos riscos do atendimento de profissionais não-habilitados.

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Delegados de Mato Grosso ganham o maior salário do Brasil

Publicado

Um levantamento realizado pelo Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp) mostrou que os delegados de Mato Grosso são os que ganham o maior salário da categoria no país. O salário mensal de um delegado da Polícia Civil no estado é de R$ 24,5 mil.

Enquanto o salário dos delegados de Mato Grosso é o maior do país, o vencimento de escrivães e investigadores – as outras carreiras da Polícia Civil-, está bem longe do primeiro lugar.

Para os escrivães, profissionais responsáveis pelo registro de ocorrências e pela documentação das investigações, o salário é de R$ 5,5 mil, o 11º no ranking brasileiro.

Já para os investigadores, policiais que coletam provas sobre os crimes, localizam e interrogam suspeitos e mantém a segurança dos locais de investigação, o vencimento inicial é de R$ 5,5 mil, o 9º maior na comparação com o mesmo cargo em outros estados.

Dados da Polícia Civil mostram que no quarto trimestre de 2020 havia 400 cargos para delegados, porém, 158 estavam vagos. Já para escrivão de polícia, são 1,2 mil vagas, mas só 2.056 ocupados. E para investigador são 4 mil vagas, com 1.944 cargos vagos.

Leia mais:  Ação conjunta: 31 quilos de cocaína são apreendidos pela PRF e PF

Por ser uma carreira típica de Estado, ou seja, que não podem ser substituída por profissional contratado, os cargos da Polícia Civil só podem ser ocupados através de concurso público. No entanto, para conseguir benefícios com o governo federal durante a crise, o Estado se comprometeu a não criar novos gastos até 2022, o que incluem os concursos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana