conecte-se conosco


Tecnologia

EUA pressionam Brasil para vetar entrada da Huawei no mercado do 5G

Publicado

Olhar Digital

Huawei arrow-options
Marcos Corrêa/PR

Presidente Jair Bolsonaro recebe placa do presidente-executivo da Huawei no Brasil, Yao Wei


Ao longo de todo o ano de 2019, os EUA se mostraram contrários à qualquer tipo de expansão da Huawei . A postura norte-americana não é diferente quando se trata de ações da empresa no Brasil . Por isso, o governo dos EUA intensificou o lobby contra a entrada da empresa no mercado brasileiro do 5G . O leilão da nova tecnologia está previsto para o próximo ano .

Donald Trump e seus representantes têm aproveitado reuniões com autoridades brasileiras para levantar preocupações sobre a segurança dos equipamentos da Huawei , que estariam, segundo eles, suscetíveis a ataques cibernéticos ou espionagem.

Leia também: Quando o 5G chega ao Brasil? Anatel adia abertura de edital mais uma vez

Pensando nesse tipo de postura por parte do governo americano, o novo presidente-executivo da Huawei no Brasil, Yao Wei , se encontrou com o presidente Jair Bolsonaro no Planalto, na última segunda-feira (18).

Como resposta, os americanos fizeram chegar a auxiliares do presidente brasileiro o recado de que o aprofundamento da parceria na área de defesa depende de garantias de que as telecomunicações usadas pelo Brasil sejam confiáveis.

Leia mais:  Com Play Store proibida na China, Xiaomi e Huawei se unem; entenda

A Huawei é hoje a principal fornecedora de equipamentos de rede de telefonia no mundo, e protagonista no avanço da rede 5G .

Leia também: Huawei produz 5G sem componentes americanos

Em nota, o governo americano afirmou que a entrada dos chineses nessa área traz diversas “implicações de segurança “. “Permitir equipamentos de telecomunicações chineses em qualquer ponto de uma rede 5G cria um risco inaceitável para a segurança nacional, infraestrutura, privacidade e direitos humanos”, afirmou a missão diplomática.

Na primeira visita oficial a Bolsonaro , o executivo da Huawei garantiu que a empresa quer ser fornecedora para as redes 5G e que seus equipamentos são seguros.

Ontem (18) o governo americano estendeu a licença à Huawei por 90 dias, mas isso não foi suficiente para que os chineses se dessem por satisfeitos.

Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

WhatsApp deixa de mostrar status ‘online’ e ‘visto por último’, relatam usuários

Publicado

por

O WhatsApp se tornou um dos assuntos mais comentados no Twitter nesta sexta-feira (19) depois que usuários perceberam mudanças inusitadas em seu funcionamento. O aplicativo de mensagens deixou de mostrar o status “online”, “visto por último”, “digitando” e “gravando áudio” em suas conversas. Ao atualizar o aplicativo mudanças serão percebidas.

As novidades deixaram os internautas confusos sobre um possível erro no sistema, já que a empresa de Mark Zuckerberg não anunciou as atualizações. Antes, os usuários do aplicativo conseguiam apenas optar por desabilitar a função de “visto por último” e a de “confirmação de leitura” nas configurações de privacidade.

REUTERS/Thomas White

Segundo o site Downdetector, que monitora o relato de erros em redes sociais, o número de reclamações sobre o mau funcionamento do Whatsapp começou às 13h e atingiu seu pico às 14h.

Downdetector gráfico

Gráfico do Downdetector mostra pico de reclamações sobre mau funcionamento do WhatsApp

Entre os afetados pelas alterações repentinas, existem os que ficaram felizes pela maior privacidade e aqueles que lamentaram a falta de informações sobre seus contatos. E ainda no final da tarde desta sexta, alguns perfis no Twitter também começaram a relatar o retorno da visualização do status.

Leia mais:  Adeus, ano velho: veja 10 tendências tecnológicas que vão bombar em 2020

Já entre os concorrentes, o Telegram ironizou a suposta falha no sistema, convidando os insatisfeitos com as novidades a “convidarem um amigo para ficar online” no aplicativo.

Procurada pela CNN, a assessoria do WhatsApp ainda não respondeu ao contato para explicar as mudanças.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana