conecte-se conosco


Esportes

EUA faz 13 a 0 e aplica maior goleada da história do Mundial Feminino

Publicado

seleção dos estados unidos feminina
Reprodução

Alex Morgan foi destaque da goleada dos Estados Unidos contra a Tailândia

Lance

Atuais campeãs do torneio, a seleção dos Estados Unidos estreou nesta terça-feira na Copa do Mundo Feminina de 2019.

Leia também:  Marta volta aos treinos e pode reforçar o Brasil no jogo contra a Austrália

Repleta de grandes jogadoras, a seleção dos Estados Unidos não decepcionou no estádio Auguste-Dalaune e bateu a Tailândia sem dificuldades por 13 a 0, construindo a maior goleada da história das Copas.

Com o resultado, as norte-americanas assumiram a ponta do Grupo F, seguida pela  Suécia, que também venceu na estreia.

A PARTIDA

Não demorou muito para a equipe comandada por Jill Ellis abrir o placar na partida. Logo aos 12 minutos, Alex Morgan balançou as redes. A atacante recebeu cruzamento de Kelley O’Hara e completou de cabeça para o gol.

Oito minutos depois foi a vez de Rose Lavelle marcar o dela. Morgan tocou para a meia, que perto da área, arriscou um chute que ainda contou com desvio da goleira antes de entrar.

Leia mais:  Seleção brasileira derrota o Catar em amistoso marcado por lesão de Neymar

Ainda no primeiro tempo, os Estados Unidos chegaram ao terceiro gol, com Lindsey Horan. A meia aproveitou uma bola mal afastada dentro da área e chutou forte, sem chances para a arqueira adversária. Frágil tanto defensivamente, quanto ofensivamente, a Tailândia não conseguiu assustar as norte-americanas, que foram com larga vantagem para o intervalo.

No segundo tempo, a equipe estadunidense continuou em cima e massacrou a Tailândia com uma sonora goleada. Em um período de apenas seis minutos, a seleção marcou quatro gols, com Mewis marcando duas vezes, Morgan e Lavelle transformando a partida em um 7 a 0.

Mas elas não pararam por ali e queriam ir busca do recorde de maior goleada da história superando o 11 a 0 da Alemanha sobre a Argentina no Mundial de 2007.

Aos 29 minutos, Morgan marcou seu terceiro gol na partida. Cinco minutos depois foi a vez da capitã Rapinoe deixar o dela. Sem perder as contas, Morgan balançou as redes mais uma vez, marcando o décimo dos Estados Unidos.

Leia também:  Polícia comprada? Delegados respondem Najila após declaração polêmica

Leia mais:  Cruzeiro se pronuncia sobre ‘caso Arrascaeta’ e detona empresário do jogador

Pugh marcou o 11° gol aos 39 minutos e igualou o recorde alemão. Coube a artilheira da Copa, Alex Morgan a fazer o 12° gol, aos 42, e entrar para a história. Ainda deu tempo para a veterana Carli Lloyd fechar a goleada em 13 a 0 nos acréscimos para os Estados Unidos .

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

No sufoco! Colômbia vence Catar e avança às quartas da Copa América

Publicado

por

Lance

zapata colômbia
Luis Moura / WPP / Agencia O globo

Zapata marcou o gol da vitória da Colômbia contra o Catar

Foi no sufoco, mas a Colômbia se garantiu antecipadamente nas quartas de final da Copa América.

Leia também:  STJD punirá gritos homofóbicos nos estádios brasileiros após a Copa América

Nesta quarta-feira (19), a Colômbia venceu o Qatar por 1 a 0, no Morumbi, em São Paulo, em confronto válido pelo Grupo B. O único gol da partida foi marcado por Zapata, aos 40 minutos.

Com o resultado, a equipe comandada por Carlos Queiroz fica na liderança, com seis pontos, em dois jogos disputados, e fica, no mínimo, na segunda colocação. Os qatáris amargam a derrota no fim e somam apenas um na competição, mas tem chances de avançar.

Na terceira e última rodada da primeira fase da Copa América, as seleções voltam a campo no domingo, às 16h (de Brasília). Em Salvador (BA), na Fonte Nova, a Colômbia enfrenta o Paraguai. No Rio Grande do Sul, na Arena do Grêmio, o Catar encara a Argentina.

Leia mais:  Leilão beneficente do PSG tem camisa autografada de Ronaldinho e mais 12 itens

IMPONENTE

A Colômbia fez valer o favoritismo no começo do jogo. Logo aos cinco minutos, o zagueiro Roger Martínez, em posição de impedimento, desviou, e o bandeirinha marcou a infração. Em seguida, James Rodríguez cabeceou sozinho dentro da área, mas foi para fora. Depois foi vez de Cuadrado, que parou na defesa do goleiro qatári.

Além disso, o atacante Zapata foi muito acionado pela esquerda. Os asiáticos, por sua vez, arriscaram menos, mas mostraram contra-ataques rápidos e que assustaram os defensores colombianos. 

​O panorama da segunda etapa não se alterou. Los Cafeteros pressionaram, enquanto os qatáris ficaram ainda mais recuados. Logo no início, o atacante Roger Martínez aproveitou a bola sobrada na grande área e chutou na marcação. O árbitro marcou pênalti no toque de mão. No entanto, o lance foi revisado pelo VAR e a penalidade foi anulada. Depois disso, James Rodríguez e Mina tiveram chances de balançar a rede. 

Parecia que a Colômbia iria fazer um gol só na semana que vem com tantas as chances desperdiçadas ao longo do jogo. Aos 40 minutos, houve a sintonia entre o toque de classe de James e bom posicionamento do ‘gigante’ Zapata.

Leia mais:  Real ou “fake”? Lesão de Neymar no amistoso entope a web de reações da torcida

Leia também: CBF anuncia amistoso entre Peru x Brasil para o dia 10 de setembro, nos EUA

O camisa 10 da Colômbia lançou o atacante, que colocou no fundo da rede para encaminhar a classificação na competição. No final, o camisa 7 perdeu um gol inacreditável e alguns jogadores discutiram, mas o árbitro acalmou os ânimos. 

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana