conecte-se conosco


Mato Grosso

Estudantes de Rondônia conhecem as tecnologias utilizadas pela Politec nas perícias criminais

Publicado

Com a finalidade de ampliar o universo de conhecimentos na área de informática os estudantes do terceiro ano do ensino médio da Instituto Federal de Rondônia, do campus de Vilhena, realizaram uma visita acadêmica na Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) nesta quinta-feira (07.11). Na oportunidade, os estudantes conheceram as Gerências de Balística Forense, Documentoscopia e de Computação Forense.

O foco da visita foi a demonstração das tecnologias e equipamentos utilizados pela perícia no auxílio às investigações criminais e operações de Segurança Pública. Um dos equipamentos apresentados é o “Comparador Espectral de Vídeo”, que permite capturar, processar e armazenar imagens digitais para a verificação de autenticidade de documentos, com a aplicação de diversas fontes de iluminação para a análise documental.

Eles conheceram, também, o comparador balístico que possui uma câmera fotográfica microscópica de alta resolução, para captura de imagens de projéteis padrões com os projéteis ou estojos coletados em locais de crime ou em cadáveres, para a identificação de armas de fogo que originaram os disparos em crimes.  

Leia mais:  Governador empossa membros do Conselho Metropolitano do Vale do Rio Cuiabá

Em outro momento os alunos puderam conhecer a rotina de trabalhos dos peritos da Gerência de Perícias em Computação Forense, que é responsável pela realização perícias em computadores, dispositivos eletrônicos, e meios digitais, como celulares.

O gerente de perícias de computação forense, Max Martins, apresentou as ferramentas tecnológicas e softwares empregados no desbloqueio de aparelhos, na extração e análise de dados recuperação de imagens, mensagens e vídeos relacionados a todos os tipos de crimes investigados pela polícia.

As visitas despertaram o interesse e curiosidade dos estudantes que puderam contribuir com perguntas aos profissionais. “O Instituto Federal de Rondônia trabalha o ensino médio integrado com o ensino técnico, e no terceiro ano nós organizamos uma visita relacionada à área de informática com o objetivo de mostrar o mercado de trabalho para eles, apresentando o leque de opções para o curso que eles estão se formando, de áreas de atuação, e a perícia é uma delas. Após a visita na Politec estamos programando uma visita á Empresa Mato-Grossense de Tecnologia da Informação (MTI) e ao Iphan”, ressaltou a professora Marisa Rodrigues de Lima.

Leia mais:  Calor cuiabano esquenta noite de friozinho no Palácio da Instrução

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Preço do etanol começa a cair em alguns postos da Grande Cuiabá

Publicado

por

As previsões do Governo do Estado dando conta que o preço do etanol iria começar a cair nos postos de combustíveis já começam a se concretizar. Em muitos postos da Grande Cuiabá já se percebem as placas anunciando preço do etanol na faixa de R$ 3,00 por litro.

A Secretaria Adjunta da Receita Pública da Secretaria de Fazenda está finalizando pesquisas junto aos postos de combustíveis em todo Estado de Mato Grosso para confirmar oficialmente essa tendência de queda. Até o final desta semana a pesquisa deverá estar concluída.

O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Mato Grosso (Sindipetróleo) também acompanha as variações nos preços, com base nas planilhas da Agência Nacional de Petróleo (ANP). A pesquisa feita entre os dias 09 e 15 deste mês, em 73 postos de combustíveis de Cuiabá, apontava preços entre R$ 3,00 e 3,19.

Histórico

A onda de alta nos preços, a partir de 1º de janeiro, começou tendo como pretexto a entrada em vigor da Lei Complementar 631/19, que reinstituiu e regularizou os incentivos fiscais em Mato Grosso. A nova lei foi apontada erroneamente como sendo a vilã pelos reajustes.

Leia mais:  Calor cuiabano esquenta noite de friozinho no Palácio da Instrução

No início do ano, o produto estava sendo comercializado na maioria dos postos entre R$ 3,15 e 3,20. Pesquisas feitas pela Agência Nacional de Petróleo-ANP apontam que, em dezembro de 2019, o preço médio do etanol praticado em Mato Grosso estava em R$ 2,91.

Desde o início, o governo mostrou com argumentos sólidos, que o aumento no preço de venda do litro do etanol em Mato Grosso, colocado em prática pelos postos de combustíveis, nada tinha a ver com a entrada em vigor da LC 631/19, quando a alíquota do ICMS passou de 10,50 para 12,50%, ou seja, um acréscimo de apenas 2,5%. 

Dessa forma, se o etanol era vendido a R$ 2,91, como apontava a ANP, com a nova porcentagem, deveria ter um acréscimo máximo em torno de R$ 0,06, custando em torno de R$ 2,97.

Segunda menor alíquota

Mesmo com o reajuste de 10,5% para 12,5%, a alíquota de ICMS do etanol de Mato Grosso figura como a segunda menor do país, atrás apenas de São Paulo, que pratica o percentual de 12%.

Leia mais:  Governador empossa membros do Conselho Metropolitano do Vale do Rio Cuiabá

Na maioria dos Estados, a alíquota aplicada ao combustível está em torno de 20%. Em alguns Estados o percentual é mais elevado, como no Rio Grande do Sul, que atinge 30%.

Já nos Estados vizinhos, o valor cobrado é superior ao dobro do aplicado em território mato-grossense. Em Tocantins, a alíquota é 29%; Rondônia está fixado em 26%; e no Amazonas, Pará, Mato Grosso do Sul e Goiás é cobrado 25%.

Pela Legislação estadual vigente, o Governo pode cobrar uma alíquota de até 25% sobre o etanol. No entanto, um benefício é concedido ao segmento, o que reduz a base de cálculo do imposto, chegando na carga tributária efetiva de 12,5%.

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana