conecte-se conosco


Cidades

Estudantes de Medicina exigem retorno das atividades para auxiliar durante pandemia

Publicado

Izabelle Borges – Especial para o GD

Estudantes de medicina da Unemat e UFMT protestam contra o descaso das universidades em ofertar o retorno do internato para as turmas. Segundo eles, os estudantes estão parados e poderiam estar ajudando na mão de obra da saúde dos munícipios de Cuiabá e Cáreces (225km a oeste), respectivamente, durante a pandemia.

Enquanto a Unemat possui o curso de medicina em Cáceres, a UFMT oferta a opção em Cuiabá, Sinop e Rondonópolis.

 

As instituições de ensino público paralisaram as atividades no início da pandemia, em março de 2020, e desde então, apenas atividades de Ensino a distância (EAD) retornaram, porém, no caso dos estudantes de medicina é necessária a liberação e trâmite para efetuar as atividades presenciais.

Em nota, o Centro Acadêmico XII de Abril, representante dos estudantes de medicina da UFMT – Campus Cuiabá, demonstrou repúdio quanto à situação da falta do internato. Além disso, solicitaram o retorno das atividades do Hospital Universitário Júlio Muller (HUJM) “em sua função de hospital de ensino e principal campo de prática da faculdade de medicina da UFMT – Campus Cuiabá”.

Leia mais:  Prefeitura cria ferramentas para fortalecer transparência nos Conselhos Municipais

Os alunos alegam que universidade é a única da Baixada Cuiabana a não retornar às atividades presenciais e estaria causando danos à população. “É descomedido o prejuízo aos alunos e à população mato-grossense ao se manter vagas públicas ociosas por tanto tempo, sobretudo porque Mato Grosso é um estado carente de profissionais médicos”, declaram.

Segundo os estudantes da UFMT, as reclamações foram ouvidas e o HUJM se comprometeu a ofertar o retorno para os internos a partir do próximo dia 23.

Na Unemat, o estudante Bruno Henrique, 34, relata que a volta seria benéfica para a população de Cáceres, nesse momento em que a saúde está precária. “A gente voltar é bom pra todo mundo, né?”, diz.

Segundo informações, após várias tentativas, a universidade ouviu os acadêmicos depois do protesto pacífico na manhã desta quarta-feira (4).

 

Os alunos do 4º e 5º aproveitaram a oportunidade de uma reunião para movimentar e chamar a atenção para o problema, mas respeitando todas as normas de cuidados, utilizando máscaras e mantendo distanciamento social.

Leia mais:  Alunos da rede municipal são premiados no 5° Concurso de Desenho e Redação

 

Após conversar com os manifestantes, a reitoria disse que os estudantes precisariam organizar documentos, juntamente à coordenação, para levar à uma reunião que acontecerá em dezembro.

 

Em conversa com  a reitoria da Unemat explica que somente foram retomadas as atividades não presenciais, buscando a segurança dos alunos, e as presenciais, para retorno, necessitam de uma tramitação feita pelos cursos.

 

A equipe de reportagem entrou em contato com a coordenação do curso de Medicina da Unemat, responsável pelos tramites, e não obteve resposta.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Prefeitura publica calendário de pagamento do IPTU; veja datas

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá estabeleceu a programação para pagamento do IPTU em 2021, que deve começar a partir de 1º de março. O Decreto nº 8.285, que determina o cronograma, foi publicado na Gazeta Municipal.

 

Assim como em outras edições, o pagamento poderá ser feito em cota única ou em até oito parcelas. O valor mínimo de cada parcela será de R$ 57,26.

 

Aqueles que não tiverem débitos de anos anteriores e optarem por quitar o IPTU em cota única até o dia 14 de abril, terão desconto de 10%. Os carnês serão enviados para todos os contribuintes que contam no Cadastro Imobiliário do Município.

 

Já as guias do IPTU de imóveis territoriais deverão ser retiradas nos postos de atendimentos do Município ou por meio do site.

 

A retirada presencial poderá ser feita no Centro Integrado de Atendimento ao Contribuinte (CIAC), nas Lojas de Atendimento ao Contribuinte (LAC-Norte e LAC-SUL), e em outros postos de atendimento que serão indicados pela Prefeitura de Cuiabá.

Leia mais:  Prefeitura cria ferramentas para fortalecer transparência nos Conselhos Municipais

 

Outra informação que o munícipe deverá ficar atento é em relação ao pedido de isenção do pagamento, que neste ano poderá ser feito no período de 1º de junho a 30 de julho, com validade até 2024.

 

Caso a solicitação seja indeferida, será concedido um prazo de 30 dias, a partir da ciência do contribuinte quanto à decisão, para que o valor seja pago sem desconto e sem a incidência de juros e multa.

 

“De acordo com os termos do art. 5º da Lei nº 5.355/2010, alterado pela Lei nº 5.797/2014, estão isentos do Imposto Predial e Territorial Urbano os imóveis residenciais com valor venal atualizado igual ou inferior a R$ 33.921, excluindo-se os imóveis territoriais, comerciais, unidades autônomas desdobradas com cadastro individualizado para fins tributários, chácaras de recreio e garagens de edifícios”, explica o decreto municipal.

 

Veja calendário de pagamento: 

 

Primeira parcela e cota única: 14 de abril

 

Segunda parcela: 14 de maio

 

Terceira parcela: 14 de junho

Leia mais:  Motoristas de Cuiabá já podem pagar multas de trânsito com 40% de desconto

 

Quarta parcela: 14 de julho

 

Quinta parcela: 13 de agosto

 

Sexta parcela: 14 de setembro

 

Sétima parcela: 14 de outubro

 

Última parcela: 12 de novembro

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana