conecte-se conosco


Esportes

Estaduais: Corinthians perde outra vez no Paulistão; Cruzeiro e Inter vencem bem

Publicado


Estaduais pelo Brasil: Vagner Love em ação pelo Corinthians contra o Novorizontino
Reprodução/Gazeta Esportiva

Estaduais pelo Brasil: Vagner Love em ação pelo Corinthians contra o Novorizontino

O domingo foi de disputa nos principais campeonato estaduais pelo Brasil, com alguns grandes entrando em campo às 17h (de Brasília). Lembrando que as semifinais da Taça Guanabara, o primeiro turno do Carioca, foram adiadas por conta do incêndio que matou 10 atletas da base do Flamengo no Ninho do Urubu, na sexta-feira. 

Leia também: Confira a classificação e os próximos jogos do Paulistão

Em um desses estaduais , o Campeonato Paulista, o Corinthians visitou o Novorizontino e se deu mal, sendo derrotado por 1 a 0. O resultado mantém o atual campeão na terceira posição do grupo C, atrás de Ferroviária e Bragantino, fora da zona de classificação para as quartas de final.

O primeiro tempo na cidade de Novo Horizonte teve poucas chances claras. O Corinthians chegou perto de marcar em cabeçada de Marllon, por cima do gol, e depois com Vagner Love, que teve finalização defendida pelo goleiro Vagner.

A equipe da casa também apareceu no ataque em alguns lances e quase abriu o placar em uma bobeira do goleiro Cassio, que saiu errado da sua meta após lançamento longo e viu Lucas Ramon cabecear para fora, já com o gol vazio.

O duelo seguiu bastante equilibrado no segundo tempo. O Corinthians teve mais posse de bola, mas agrediu pouco a zaga do time aurinegro, que se arriscou em alguns contra-ataques, incomodando a defesa alvinegra.

Leia mais:  É hoje! Clima em Buenos Aires melhora e Conmebol confirma final da Libertadores

E o gol da vitória do Novorizontino saiu aos 40 minutos, no finalzinho. Cassio fez linda defesa em cabeçada de Paulinho, a bola tocou na trave e voltou para Lucas Ramon, que cruzou para Edson Silva. O zagueiro cabeceou na zaga e a bola sobrou para Murilo estufar as redes e definir o marcador.


Estaduais pelo Brasil: Fred marcou pelo Cruzeiro e lembrou vítimas da tragédia no Fla
Mineirão/Divulgação/Twitter

Estaduais pelo Brasil: Fred marcou pelo Cruzeiro e lembrou vítimas da tragédia no Fla

Pelo Campeonato Mineiro, no estádio do Mineirão, o Cruzeiro não teve dificuldades para passar pelo Tupynambás e fez 3 a 0. Com a vitória, a Raposa chegou aos mesmos 16 pontos do líder América-MG, mas fica atrás pelo saldo de gols, na segunda colocação.

Leia também: Confira a classificação e próximos jogos do Mineiro 2019

Aos 14 minutos, Marquinhos Gabriel cruzou rasteiro e Fred bateu de primeira para abrir o placar – na comemoração, o atacante segurou uma faixa preta em sinal de luto às vítimas do Flamengo. No final da etapa inicial, Rafinha mandou na área e Rodriguinho anotou seu primeiro gol com a camisa celeste.

No segundo tempo, o Cruzeiro ampliou com Rafinha em assistência de Rodriguinho. Com a vitória praticamente garantida contra um adversário muito inferior, a equipe tirou o pé do acelerador e só administrou os três pontos diante de seus torcedores.

Leia mais:  Investigação mostra relação de jogador do Botafogo com traficantes no Chile

Estaduais pelo Brasil: Inter venceu o Juventude em Caxias do Sul
Twitter/Reprodução

Estaduais pelo Brasil: Inter venceu o Juventude em Caxias do Sul

Já no Gauchão, o Internacional foi até Caxias do Sul e venceu o Juventude por 2 a 1, seguindo com sua campanha de recuperação após um início ruim na temporada. O time já tem 10 pontos, na quarta colocação, e o Juventude tem sete.

O uruguaio Nico López marcou um belo gol aos 18 minutos do primeiro tempo depois de receber lançamento na medida de Edenílson. Ainda na etapa inicial, o atacante levou cartão vermelho ao se envolver em uma confusão no banco de reservas do time rival – Victor Salinas e o técnico Luis Carlos Winck, ambos do Juventude, também foram expulsos.

A equipe do Inter seguiu melhor no segundo tempo e ampliou o marcador com o jovem Pedro Lucas. Ele aproveitou cruzamento de Neilton, que fez grande jogada antes de dar assistência. Aos 46, o Juventude diminuiu com Dalberto, mas ficou nisso.


Outros resultados pelo Brasil

(jogos das 17h, de Brasília)

Campeonato Baiano

Bahia 3 x 0 Jacobina
Bahia de Feira 2 x 2 Vitória

Campeonato Paranaense

Athletico-PR 1 x 0 Cianorte
Operário 2 x 2 Coritiba
Londrina 1 x 2 Paraná Clube

Campeonato Cearense

Guarany de Sobral 0 x 1 Fortaleza

Campeonato Catarinense

Tubarão 1 x 3 Avaí

Campeonato Pernambucano

Sport 3 x 0 Petrolina

Campeonato Alagoano

CRB 0 x 0 CSA

Leia também: Anotaram a placa? Manchester City enfia 6 no Chelsea e volta à ponta do Inglês

O que achou da rodada dos campeonatos estaduais neste domingo? Deixe sua mensagem no campo de comentários abaixo.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Aos 44 anos, Anderson Silva luta pelo espetáculo – e que mal há nisso?

Publicado

por


Anderson Silva agachado
Divulgação

Anderson Silva, lutador brasileiro do UFC

Onde você estava aos 44 anos? Onde estará? Com essa idade recém-completada, Anderson Silva mostrou à imprensa presente no seu treino dessa quarta-feira (17), no Rio de Janeiro, que ainda tem ‘lenha para queimar’. E nós, da Ag. Fight, pudemos acompanhar de perto um treino leve do ex-campeão dos pesos-médios (84 kg).

Clique aqui e leia mais colunas da Ag. Fight

Com o característico bom humor, Anderson Silva já chegou à Escola de Boxe Cesário Bezerra fazendo brincadeiras com os parceiros de treino.

Após se aquecer no tatame, ‘Spider’ recebeu instruções e testou algumas posições com o mestre de jiu-jitsu Ricardo de la Riva. Depois disso, foi se experimentar contra os colegas.

Ao som de música instrumental que remetia a trilhas sonoras de filmes épicos, Anderson mostrou que continua afiado no jiu-jitsu.

Apesar de a arte suave não ser a sua especialidade, durante o ‘rola’ ele foi claramente superior aos parceiros, apesar de não deixar as brincadeiras de lado. “Tem uma parada aqui”, falou, apontando para o rosto do colega. Desprevenido, o companheiro de treino abaixou a guarda
e deixou o pescoço à mostra para o ‘Spider’ encaixar um ‘mata-leão’.

Leia também: Conor McGregor erra ainda mais ao não aprender com os erros

Leia mais:  Nadal passa fácil por Tsitsipas e vai à final do Australian Open pela quinta vez

A provocação aos oponentes, aliás, foi uma constante durante o trabalho. Muito criticado por parte dos fãs e da imprensa por fazer uso exagerado desse artifício em algumas de suas lutas, no treino dessa quarta, Anderson não poupou seus parceiros de suas brincadeiras – mesmo diante de um grande número de jornalistas atentos a cada movimento do lutador.

“Vem tranquilo”, provocou o atleta do UFC, em referência a um ‘meme’ que recentemente viralizou nos aplicativos de mensagem e nas redes sociais.

Após o ‘rola’ do jiu-jitsu, o ‘Spider’ descansou um pouco, antes de mostrar a sua maior especialidade: o chute. A idade não parece ter afetado a potência e a precisão do golpe do campeão do Ultimate de 2006 a 2013, mas o passar dos anos fez com que ele adaptasse o seu
treinamento.

“O que eu faço é me expor menos. Tem coisas que a gente não tem mais como fazer. Antigamente, eu fazia esse treino e a gente saía no soco ali, um cortava o outro, machucava o braço, e no outro dia eu estava zerado. Hoje em dia, tenho que ter um pouco mais de cuidado e toda a equipe tem essa consciência”, relatou Anderson após o treino.

Agendado para voltar ao octógono no próximo dia 11 de maio, no Rio de Janeiro, contra o pouco conhecido Jared Cannonier, o ex-campeão dos médios parece ter consciência de que o final da carreira está próximo, mesmo persistindo no discurso pouco plausível de que pode disputar o cinturão nas “três ou quatro lutas” que ainda restam em seu contrato.

Leia mais:  Melo e Kubot garantem vaga na semifinal do Masters 1000 de Miami

“Eu acho que todo lutador que está no UFC pensa no título. Já tive toda essa experiência (…), então nada disso é novo. Tudo o que vier agora a gente absorve como conhecimento. Então, o objetivo é estar bem, ir lá fazer o que eu amo”, concluiu.

O que muitas vezes não fica suficientemente claro aos fãs – e até aos jornalistas, que insistem em cobrar do Spider os resultados dos velhos tempos – é que é justamente o clima de brincadeira, bom humor e show que dá sentido à carreira de Anderson hoje em dia.

Leia também: Doping de campeões mancha esporte, mas enaltece esforço do UFC

Aos 44 anos, sem os mesmos reflexos de antes e ultrapassado por muita gente mais nova e no auge, não haveria qualquer razão para que o ex-campeão entrasse no octógono se não fosse a sua vocação para o espetáculo.

E quem for ao UFC 237, no Rio de Janeiro, terá a chance de assistir à luta que, muito provavelmente, será o fechar das cortinas do ‘Spider’ Anderson Silva no Brasil.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana