conecte-se conosco


Política

Escolas em VG têm surto de Covid e professores suspendem atividades

Publicado

Cinco escolas estaduais de Várzea Grande apresentaram casos de Covid-19, após a retomada de atividades presenciais com professores. Três delas estão com as atividades suspensas esta semana. A Escola Estadual Ubaldo Ribeiro, no Jardim dos Estados; EE Porfíria Paula de Campos (Santa Isabel) e EE Fernando Leite de Moraes. As demais, EE Professora Vasti Pereira, no Mapim, estava atuando apenas com funcionários; e a Escola Estadual Especializada CHP Célia Rodrigues Duque, na região central, permanece em atividade.

No início da semana, um professor da Escola Estadual Porfíria Paula, apresentou os sintomas, após a esposa ter diagnosticado positivo para Covid-19. Os demais educadores quando souberam, cobraram posicionamento da direção, que suspendeu as atividades até a próxima segunda-feira (22.02).

O mesmo professor positivado na Escola Porfíria dá aulas em mais duas escolas estaduais na Várzea Grande – EE Adalgisa de Barros e EE José Leite de Moraes. Contudo, os profissionais dessas unidades não correm risco de contágio, já que estão em atividades remotas. A situação da EE Porfíria de Paula está preocupando os docentes. A permanência de atividades presenciais na escola, com a proximidade, apesar da máscara e do álcool gel, é um risco que não querem correr.

Leia mais:  População pede instalação da capela mortuária no CPA e Adevair apresenta solicitação ao executivo

A EE Fernando Leite emitiu um comunicado nas redes sociais informando a suspensão das atividades nesta quinta e sexta-feira (18 e 19.02), após casos de Covid-19 confirmados. As informações repassadas não citaram quantos casos ao certo, apenas que a suspensão ocorreu para que “a direção tome medidas sanitárias para o retorno em segurança”.

No CHP Célia Rodrigues, as atividades permaneceram regulares após o afastamento da professora, há duas semanas. Conforme apurado, a professora usava máscara regularmente e foi afastada assim que o quadro foi diagnosticado. A escola está sem aulas presenciais com estudantes, mas os cerca de 16 profissionais que atuam na unidade permanecem em serviço.

Na Escola Estadual Vasti Pereira, foram dois casos confirmados e dois com suspeitas. “A constatação dos casos nessas três unidades – Ubaldo, Porfíria e Vasti – chama a atenção pela proximidade entre os bairros”, destaca a dirigente do Sintep Várzea Grande, Cida Cortez.

Mas, para além desse fato, Cida Cortes chama a atenção para o diagnóstico em funcionários na Escola Vasti. “Eles já estavam atuando antes mesmo dos professores, foram ignorados pelo governo, como se a profissão – Técnicos e Apoios Administrativos – fosse imune ao vírus. Estiveram na linha de frente no período de matrículas e foram os que ficaram expostos ao risco o tempo todo”, destacou a dirigente.

Leia mais:  Visando melhorias no estado, deputado apresenta diversas indicações

O quadro só vem a confirmar a defesa recorrente do Sindicato, “aulas presenciais apenas com a vacinação”. A situação da pandemia não pode ser conduzida de forma irresponsável, como se fosse apenas uma gripezinha”. O número de casos registrados, inclusive, com o aumento do número de mortes e ocupações de leitos, neste início de 2021, confirmam que as escolas são um espaço oportuno para a propagação do vírus. O capital humano tem sido desrespeitado pela gestão Mauro Mendes, que ainda não assegurou medidas necessárias para preservar os profissionais”, afirma o dirigente do Sintep/MT e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Gilmar Soares.

Comentários Facebook
publicidade

Política

De na Folha de SP; Secretário de saúde pede ‘socorro’ a outros estados e tem pedido negado

Publicado

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, pediu socorro a lideranças de outros estados para que atendam aos pacientes com covid-19 que estão na fila de espera por Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Contudo, apesar da demanda, o pedido foi negado.

A assessoria da Secretaria de Estado de Saúde confirmou a solicitação e emitiu nota sobre o caso. Confira o comunicado na íntegra abaixo:

“A Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso (SES-MT) informa que solicitou o auxílio dos demais estados da federação para a possível transferência de pacientes com a Covid-19. Até o momento, não houve confirmação oficial por parte dos estados.

Atualmente, Mato Grosso registra 59 pacientes com Covid-19 à espera de um leito de Terapia Intensiva. É importante frisar que, considerando a universalidade do Sistema Único de Saúde (SUS), o estado de Mato Grosso prestou assistência aos pacientes de Rondônia em janeiro deste ano e cedeu UTIs para o tratamento de pessoas que esperavam por uma vaga.”

 

Comentários Facebook
Leia mais:  Projeto “Escola Amiga dos Animais” pode ser implantado em Mato Grosso
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana