conecte-se conosco


TCE MT

Escola de Contas capacita 50 servidores municipais sobre o Sistema Geo-Obras

Publicado

Processo Certificado
Geo-Obras

Implementado em 2008 no TCE-MT reúne em um banco de dados aproximadamente oito mil obras em execução com recursos federais, estaduais ou municipais. A ferramenta integra sistemas de georreferenciamento e de gestão eletrônica de documentos e serve como suporte às análises de auditoria realizadas pelo Tribunal por meio da Secretaria de Controle Externo de Obras e Serviços de Engenharia. O código-fonte do sistema Geo-Obras pertence ao TCE-MT e tem sido adotado por vários outros tribunais de contas estaduais brasileiros e de outros países.

CONHEÇA OS PROCESSOS CERTIFICADOS

Anexo
Acesse a Resolução Normativa nº 06/2011 que aprova a nova versão do sistema

Começou nesta terça-feira (09/04) e prossegue até o dia 29 de abril a capacitação da primeira turma de 2019 sobre o Sistema Geo-Obras. O público-alvo são servidores das prefeituras responsáveis por inserir as informações acerca do andamento das obras públicas nos respectivos municípios. Cada etapa de treinamento tem 50 participantes e o objetivo é concluir este ano com mais 300 servidores capacitados a inserir informações e arquivos no sistema, além de orientá-los quanto à qualidade desses dados.

Leia mais:  Dirigentes do TCE-MT para o biênio 2020/21 serão escolhidos nesta terça-feira

De acordo com a vice-diretora da Escola Superior de Contas, Esther de Mello Menezes, trata-se de um curso permanente da Escola Superior de Contas do TCE-MT na modalidade Ensino a Distância, que teve início em 2017, quando foram capacitadas 12 turmas, cada uma com 30 integrantes. Em 2018 foram treinadas cinco turmas de 50 pessoas. Os participantes são indicados pelos próprios gestores municipais à Secretaria de Controle Externo de Obras e Infraestrutura, que apresenta a lista final de participantes à Escola.

A capacitação tem 40 horas de duração e pode ser concluída em 20 dias. A tutora é a servidora efetiva de Secex de Obras e Infraestrutura, Heloísa Auxiliadora Boaventura de Moraes.

Comentários Facebook
publicidade

Política

TCE-MT e MPC seguem com trabalho remoto e retomam atividades normais até dia 13

Publicado

por

O presidente do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), conselheiro Guilherme Antonio Maluf, e o procurador-geral do Ministério Público de Contas (MPC), Alisson Carvalho de Alencar, prorrogaram o trabalho remoto por prevenção aos riscos de contaminação pelo novo coronavírus (COVID-19). Os órgãos retomam as atividades normais no dia 13 de abril.

As duas sedes seguem fechadas e os servidores continuam trabalhando no sistema home office. As sessões virtuais e os prazos processuais virtuais e não virtuais continuam suspensos até o retorno das atividades normais.

A medida de combate ao novo coronavírus foi prorrogada em portaria publicada nesta quinta-feira (26), no Diário Oficial de Contas. O presidente do TCE-MT, Guilherme Maluf, que é médico, informou que o TCE e o MPC já haviam determinado ações preventivas, porém, diante do avanço do vírus no Brasil e a manutenção da precaução exigida por setores governamentais e não governamentais internacionais de saúde, entenderam pela necessidade de prorrogação das medidas.

O acesso ao TCE-MT e MPC somente será permitido nos casos estritamente necessários, pelos secretários, líderes das unidades e do consultor jurídico-geral, ou a quem por eles designados e previamente autorizados, munidos da vestimenta necessária ao resguardo pessoal.

Leia mais:  Tomada de Contas em Rondolândia apura despesa sem comprovação de serviço

Após o retorno das atividades normais, as sessões plenárias presenciais não serão abertas ao público, sendo que o ingresso será permitido ao pessoal necessário ao efetivo funcionamento, bem como dos representantes dos jurisdicionados que vão fazer sustentação oral na Tribuna.

GRUPO DE RISCO

Os servidores que fazem parte do grupo de risco ou habitam na mesma residência de alguém que faz parte deste grupo, não retomam as atividades no dia 13 de abril e seguem com o trabalho remoto até o dia 12 de maio. Nestes casos, os servidores devem apresentar o seu atestado ou da pessoa com quem mora, elaborado por autoridade médica competente ou agente de vigilância epidemiológica, além de uma declaração subscrita pessoalmente explicando que faz parte ou mora com alguém que faz parte do grupo do risco.

Confira a portaria:

https://www.tce.mt.gov.br/diario/preview/numero_diario_oficial/1877

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana