conecte-se conosco


Cidades

Emanuel Pinheiro vence Abílio com 6 mil votos de diferença

Publicado

Os primeiros números da apuração neste 2º turno em Cuiabá apontam uma liderança do prefeito e candidato a reeleição, Emanuel Pinheiro (MDB). Com 6,34% dos votos apurados, Pinheiro tem 8.642 votos, o equivalente a 52,45% dos votos.

Já Abílio Junior (Podemos) possui 7.834 votos, o que corresponde a 47,55.

A expectativa é de que a conclusão da votação ocorra até às 19h00.

17h22 – A segunda parcial aponta 48,96% das urnas apuradas. Emanuel Pinheiro segue na frente com 66.606 votos, o que corresponde a 51,36%. Já Abílio Junior tem 63.088, o que representa 48,64%.

17h30 –  Com 72,95% das urnas apuradas, Emanuel Pinheiro tem 98.365 votos, o que corresponde a 51,25% do total dos votos válidos. Já Abílio Brunini, teve 93.807 votos, o que equivale a 48,75%.

17h41 – Com 88,82% das urnas apuradas, Emanuel Pinheiro tem 120.259 votos, o representa 51,24%. Já Abílio, tem 114.432 votos, o equivalente a 48,76%.

17h51 –  Com 94,95% das urnas apuradas em Cuiabá, Emanuel Pinheiro já é considerado prefeito reeleito de Cuiabá. Ele tem 128.453 votos, o que corresponde a 51,13%. Já Abílio Junior tem 122.796, o que representa a 48,87%. Segundo o TRE, o número de votos a serem apurados é menor que a diferença entre os candidatos.

Leia mais:  Com investimentos de quase R$ 800 mil, Pinheiro entrega nova unidade de Saúde

17h58 – Com 99,10% das urnas apuradas em Cuiabá, Emanuel Pinheiro tem 134.779 votos, o que corresponde a 51,17%. Já Abílio Junior tem 128.609, o que representa a 48,83%.

Segundo o TRE, Emanuel Pinheiro já é considerado prefeito reeleito de Cuiabá. O número de votos a ser apurado é menor que a diferença entre os candidatos.

18h30 – Com 100% das urnas apuradas, Emanuel Pinheiro somou 135.871 votos, o equivalente a 51,15%. Abílio Junior recebeu 129.777 votos, o que representa 48,85% dos votos.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Prioridade a diabéticos em rede de saúde vira lei em MT

Publicado

Os hospitais públicos e particulares de Mato Grosso deverão oferecer prioridade aos portadores de diabetes dos tipos 1 e 2 em caso de atendimento para a realização de exames que sejam realizados em jejum total e parcial.

A prioridade no atendimento deverá ser equiparada a de idosos, deficientes e gestantes.

Esse benefício será ofertado graças à sanção do governador Mauro Mendes (DEM) a uma lei de autoria do deputado estadual Wilson Santos (PSDB), apresentada em conjunto com os deputados Dr. João (MDB), Dr. Gimenez (PV), Dr. Eugênio (PSB), Lúdio Cabral (PT) e Paulo Araújo (PP).

A sanção da Lei nº 11.350 foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) que circulou na sexta-feira (30).

O usuário dos serviços de saúde deverá comprovar o diagnóstico de diabetes mediante apresentação de laudo médico que ateste a patologia. Os estabelecimentos de saúde ainda são obrigados a afixar o interior da lei em local visível ao público.

Comentários Facebook
Leia mais:  Prefeitura cobra retomada da obra do córrego Mané Pinto
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana